Minha última leitura da semana passada foi Ansiedade – Como Enfrentar o Mal do Século do autor Augusto Cury. Costumo intercalar minhas leituras com obras nacionais e internacionais e também fazia tempo que eu não lia um livro de auto-ajuda como estes do Cury com lições, reflexões e aprendizagem.

“Quem impõe suas ideias, seja através do tom de voz exacerbado, da pressão social, da pressão financeira, de cobranças excessivas ou de discursos intermináveis, não é autor da sua própria história nem formador de pensadores, mas formador de servos, de pessoas passivas, intimidades, submissas.” página 85

Como enfrentar o Mal do Século? É com esta pergunta que o livro segue toda narrativa. Cury aborda a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA) a teoria construída pelo próprio autor que explica este mal que vem atingindo a chamada sociedade “Fast Food”, no qual tudo acontece rápido e as informações são instantâneas e passageiras. Cury menciona que não queremos mais separar um tempo para nós, para dialogar com as pessoas em nossa volta. Deixamos nossos próprios afazeres, porque desejamos que tudo aconteça na velocidade da luz.

ansiedade

Cury ressalta que a ansiedade é um mal visível para a sociedade e que 80% dos indivíduos são atingidos por ela. Muitos pensaram que a Depressão seria o mal da humanidade, mas está provado que a (SPA) alcança números assustadores. Ele ressalta a importância de dialogar com o nosso EU, pois a maioria das doenças emocionais do ser humano envolve o EU fragilizado. Um EU sem autocontrole, que cria expectativas e não narra sua própria história.

Além disso, Cury nos ensina o exercício do Duvidar, Criticar e Decidir (DCD). Toda vez que pensamos ou imaginamos alguma coisa, geralmente fantasiamos e isso se transforma em antecipação. O autor garante que 90% do que sonhamos não acontece e apenas 10% acontece de uma forma completamente diferente do que pensamos. Portanto, devemos parar de arquivar memórias ruins e reconhecer nossas fragilidades, admitir nossas loucuras e nos educar.

“Férias, para serem “férias” para valer, devem limpar a mente, tranquilizar a emoção, ter doses elevadas de prazer, sono, reposição de energia e descanso.” página 145

A leitura é surpreendente. Cury destaca todos os tipos de EU, comportamentos e atitudes que temos, através dessa doença invisível. A melhor maneira é desacelerar do tempo e viver um dia de cada vez com menos computador e celular e mais histórias físicas e verdadeiras.

Eu me enquadrei em vários pontos descritos no livro e afirmo, sou uma pessoa ansiosa. Sofro por antecipação e isso piora 10 vezes mais um problema pequeno que se torna gigantesco.

E você, é ansiosa? Já leram este livro?

Demorei e enrolei demais para finalizar o livro deste post.  A leitura foi feita em PDF, ainda não estou acostumada com leituras digitais (amo livro de papel ). Estava afim de uma leitura mais reflexiva e com detalhes importantes de história e sabedoria. O escolhido foi A Costureira de Khair Khana, quem lê o título não deve gostar tanto, mas garanto à você a leitura é inspiradora e surpreendente.

acostureirakk

O livro retrata a vida de Kamila e seus familiares, em um período político de grandes conflitos e controle na cidade de Cabul. Uma realidade com muitas dificuldades, violência e mudanças imposta pelo regime Talibã às mulheres afegãs. Kamila é uma jovem professora e batalhadora que luta para conquistar seus sonhos. Impedida pelo regime de fazer tudo, ela procura criar alternativas de sobrevivência para ajudar sua família e outras inúmeras mulheres que assim como ela, precisam manter suas famílias.

“Paz e uma chance de perseguir nossos sonhos, Kamila pensou consigo mesma, uma noite em que as explosões que faziam tremer o chão em que pisava, pareciam não ter fim. Isso é tudo que podemos ousar esperar.” (página 111)

Até que um dia, Kamila compartilha a ideia com sua irmã Malika e juntas resolvem trabalhar com costura. A ideia é arriscada, já que desobedece leis e ordens. Porém, Kamila abandona o medo e vai à luta correndo atrás de pessoas que desejam comprar e vender roupas femininas para o comércio local. Tudo isso para manter seus cinco irmãos e dar oportunidade a milhares de mulheres que não podiam estudar e muito menos sair de casa.

Os hábitos, palavras (inclusive há várias delas escritas no livro) e a cultura do local são descritos em detalhes e com muita clareza. E nos faz compreender que no meio de tanto caos a vida seguia e aos poucos o empreendimento de Kamila contribuía para a transformação de um país. Através de todos estes problemas como fome, miséria e desanimação, Kamila conseguiu lutar e transformar não só sua história, como também a história de todas as mulheres do Afeganistão.

**A biografia é verídica, todos os relatos e informações foram pesquisados pela jornalista Gayle Lemmon, contém 132 páginas. A história aconteceu entre os anos 1995 e 2001.

A leitura fluiu super bem, o livro é cativante e muito interessante. Vocês já leram? Gostam de leituras neste estilo?

Eu li: A Graça da Coisa

Mais um livro concluído! Dessa vez, resolvi ler crônicas e nada melhor que ser dela: Martha Medeiros. Vocês já perceberam meu amor incondicional pelas palavras dessa escritora tão verdadeira e fantástica, não é mesmo? Recomendo demais os livros dela, são profundos e te ajudam, seja nos momentos divertidos da vida, como nos tristes e felizes também. Martha nos leva a reflexão e inspiração para seguir a vida de um jeito leve!

“Conscientize-se de que sua inteligência é superior as suas medidas, que ser magrinha não atrai amor instantâneo, que sua personalidade é um cartão de visitas, que a felicidade é a melhor maquiagem, que ser leve é que emagrece.” Página 66

marthamed

No livro A Graça da Coisa, Martha mostra cara a cara que não estamos sozinhos nessa vida corrida diária de estudos, cobranças, preocupações diárias, afim de garantir um trabalho digno, realizar um sonho, conquistar uma meta e garantir o futuro certo para nós. Seus textos seguem o ritmo da leveza e sabedoria, através das palavras, Martha aborda sobre os temas que adoramos ler: amor, problemas nos relacionamentos, o cinema, sua paixão pela literatura, as relações familiares entre muitos outros temas que nos levam a pensar em cada momento de nossas vidas.

“Pessoas que não circulam, não possuem amigos, não se informam, não leem, enfim, pessoas que não abrem seus horizontes tornam-se preconceituosas e mantem-se na estreiteza da sua existência.” Página 165

Vou relevar um segredinho pra vocês, este foi o livro dela que não me conquistou de cara, isso porque alguns textos são muito bons e outros bobos, fatos e histórias que não atraem o leitor, sabe? Foram poucas crônicas que me prenderam e fizeram eu salvar trechos no meu bloquinho de notas (sim, salvo para pregar no meu quadro de fotos :D, vocês fazem isso também?). Este foi o único ponto negativo do livro. Os trechos destacados no post foram dos textos que eu mais gostei, seguindo sequência lá de cima para baixo os nomes são: O Macaco Branco, Empatia, O Michelangelo de Cada Um.

“Amadurecer é passar por esse refinamento, deixando para trás o que for gordura, o que for pastoso, o que for desnecessário, tudo aquilo que pesa e aprisiona, a matéria inútil que impede a visão do essencial, que camufla a nossa verdade. O que o tempo garimpa em nós? O verdadeiro sentido da nossa vida.” Página 215

E vocês, já leram A Graça da Coisa? Gostam de ler crônicas?

Tá rolando o questionário do blog, já respondeu? Se a sua resposta é não, clica aqui!

Olá pessoal, como estão? Eu estou ótima e gostaria de declarar o meu amor por Minas Gerais. Socorro, como é bom passar pelo menos uma semana por lá. Enfim, vou logo ao assunto, hoje eu continuo falando de uma das minhas séries favoritas da Meg Cabot, Os Mistérios de Heather Wells. Que bom que gostaram da indicação. Semana passada eu falei sobre os dois primeiros livros o Tamanho 42 não é gorda e o Tamanho 44 também não é gorda. (Para quem perdeu é só clicar aqui!)

Heather Wells_livro 3

3 – Tamanho não importa

Aqui no terceiro livro a vida de Heather parece finalmente estar entrando nos eixos, seu pai finalmente irá se mudar do apartamento que ela divide com Cooper e Ted Tocco, seu professor de matemática, é o seu novo namorado que quer ajudá-la a emagrecer e seu trabalho na Faculdade de Nova York continua na mesma. Em um dia comum de trabalho o não tão agradável Dr. Owen Broucho – diretor interino do Alojamento da Morte (apelido mais que carinhoso que o Conjunto Residencial Fisher ganhou após os últimos eventos) e terceiro chefe de Heather em menos de um ano – é assassinado dentro de sua sala com um tiro na cabeça. A polícia de Nova York tem certeza que o assassino é o líder estudantil Sebastian, possível namorado de sua amiga e assistente Sarah. A ex-popstar tem que usar o seu faro investigativo para livrar o rapaz das acusações, enquanto tenta descobrir o que Ted tem de tão importante para perguntar e pensa na proposta irrecusável que seu pai tem para trazê-la de volta ao mundo da fama. Sem contar que agora Cooper anda mais charmoso que o normal e ele parece pensar a mesma coisa da companheira que mora no andar de cima.

Heather Wells_livro 4

4 – Tamanho 42 e pronta para arrasar

No quarto livro Heather finalmente está amando a sua vida. Ela agora é a namorada de Cooper Cartwright seu antigo senhorio no prédio de tijolinhos e ex-cunhado. Mas não é dessa vez que os dois vão se livrar de qualquer ligação com a família Cartwright. Tania Trace, a atual esposa de Jordan Cartwright – ex-namorado de Heather e irmão mais novo de Cooper – é a mais nova estrela do rock. Ela e Jordan são os queridinhos da América e até ganharam um reality show para mostrar a todos o seu amor. Mas depois que diversos acidentes estranhos começam a acontecer a pessoas próximas a Tania, a estrela do reality show decide mudar a locação do “Acampamento de Rock Tania Trace” para o Conjunto Residencial Fisher, já que Heather é a única pessoa na qual ela confia sua vida no momento. Apesar de nem ela e Cooper quererem algum contato com os Cartwright ou com a fama dos “queridinhos da América”, eles tentam desvendar o misterioso caso que envolve uma das protagonistas do programa.

Eu comecei a ler esses livros há 7 anos, eu ainda estava no ensino médio, e como eu disse semana passada eu amo a série da Heather Wells e ela é definitivamente uma das minhas personagens favoritas da Meg Cabot. Ela é uma fofa que só quer o bem dos alunos do conjunto residencial, é super determinada, corajosa e uma sonhadora pés no chão. Sem contar que ela é hilária e não consegue evitar sempre falar de comida em algum momento.

Eu sou uma fã assumida da Meg Cabot então sou bem suspeita para falar do quanto eu gosto da escrita dela. Nessa série ela se supera e consegue transformar uma mulher comum em uma heroína. Os livros são cheios de comédia, suspense e até alguns dramas. Os finais são inesperados. Nada de já saber o que vai acontecer faltando três capítulos para acabar. Vale muito à pena dar uma conferida em todos. E para esse ano está previsto o lançamento no Brasil – pela Galera Record – do quinto livro, The Bride Wore Size 12, ainda sem tradução do título. Nem preciso dizer que dei alguns gritinhos de felicidade.

Espero que tenham gostado das indicações. Alguém já conhecia a série? Semana que vem tem mais.

Beijos

Olá pessoal, como estão? Copa acabou, festa acabou, mas eu estou feliz já que semana que vem irei tirar uma folguinha e dar uma fugida rápida de Brasília. Enfim, como eu não estou aqui para falar das minhas férias, vou logo ao assunto, eu to aqui para indicar uma das minhas séries de livro favorita da Meg Cabot, Os Mistérios de Heather Wells. Hoje eu vou falar sobre os dois primeiros livros. Espero que gostem!

Antes de tudo vou apresentar a maravilhosa protagonista, Heather Wells é uma ex-estrela do pop que chegou ao fundo do poço. Não faz mais shows em shoppings, perdeu o namorado, a gravadora, ganhou dois números no manequim, o pai está preso e a mãe fugiu para Argentina com todo o seu dinheiro e seu agente; e agora a cantora trabalha como inspetora do Conjunto Residencial Fisher na Faculdade de Nova York.

Heather Wells_livro 1

1 – Tamanho 42 não é gorda

No primeiro livro da série Heather Wells está começando a se acostumar com a sua nova vida de ex-popstar e atual inspetora. Quando a moça acha que tudo está entrando nos eixos, uma estudante do conjunto residencial é encontrada morta no poço do elevador do campus. Todos acreditam que a morte da jovem foi acidental, mas Heather acredita que aquilo possa ter sido um assassinato. Mesmo assim ninguém quer escutá-la – nem a polícia, nem seus colegas de trabalho e nem Cooper Cartwright, o maravilhoso investigador particular que é dono do prédio de tijolinhos onde ela mora -, e eles continuam a ignorá-la quando outras alunas começam a aparecer mortas da mesma forma que a primeira fora encontrada. Heather então decide iniciar uma nova carreira: a de detetive. Ela então começa a trabalhar para descobrir a verdade por trás das diversas mortes.

**Foto do livro com a capa antiga. 

Heather Wells_livro 2

2 – Tamanho 44 também não é gorda

Na continuação Heather já está mais do que acostumada com a sua nova vida, agora ela é diretora-assistente do conjunto residencial e começou a estudar de graça na faculdade. Ela agora está tendo que lidar com casamento do seu ex-namorado mega famoso, que toda a imprensa está chamando de “O Casamento de Celebridade da Década”. Após ajudar a polícia a descobrir quem era o responsável pelos crimes do poço do elevador, Heather agora tem que lidar com algo mais sério do que o casamento da década. A cabeça de uma líder de torcida foi encontrada dentro de uma panela de sopa no refeitório da faculdade e o corpo da jovem está desaparecido. Além de ter que cuidar de vários alunos desesperados, o pai ex-presidiário resolveu fazer uma visita inesperada pedindo um abrigo temporário no prédio de tijolinhos. Heather então entra de cabeça em uma nova investigação, que a ajuda um pouco a esquecer os problemas familiares e faz com que ela trabalhe ao lado do maravilhoso Cooper Cartwright.

Devo dizer que eu amo a série da Heather Wells e ela é uma das minhas personagens favoritas da Meg Cabot. Ela é uma pessoa comum completamente determinada a ajudar e salvar os alunos do Conjunto Residencial. E eu acho muito legal que em cada livro nós percebemos como a Heather vem amadurecendo e começa a superar o que aconteceu com ela no passado, tudo isso sem deixar o humor de lado.

Os livros são recheados de muita comédia, suspense e alguns dramas, tudo na medida certa. A Meg Cabot tem o dom de fazer tudo isso dar certo em um livro sem perder o jeito. Mas eu sou uma fã dela, então posso ser suspeita na hora de elogiar a escritora.

Espero que gostem da indicação. Alguém já conhecia? Semana que vem tem a continuação com os dois últimos livros da série.

Beijos

Post por: Larissa Siriani 

Julho chegando, friozinho… como de hábito, a Wanessa me pediu pra mais um especial de livros pras férias, e aqui estou eu! Quem aí está pronta pra uma maratona de leitura?

1) A Desconstrução de Mara Dyer

Um dos melhores livros que li esse ano, é o primeiro de uma trilogia sobre a vida de uma adolescente após um acidente traumático que matou seus amigos e a convivência com misteriosos acontecimentos à sua volta. O livro tem uma pitada sensacional de suspense e narrativa rápida, além de personagens super envolventes. Você vai ler num segundo e depois vai se perguntar como a sua vida pode fazer sentido sem aquele universo!

large (1)

2) Sinfonia

Lançamento brasileiro, o livro pode assustar pelo tamanho (sério, são mais de 750 páginas!) mas a história é tão gostosa que elas passam sem que você perceba. Conta a história de um grupo de estudantes que acaba de ingressar numa universidade fictícia no Rio de Janeiro, e suas vidas e rolos nessa transição para a vida adulta. Tem um enredo simples, uma porção de personagens inesquecíveis e vai te levar das gargalhadas às lágrimas em poucos capítulos.
3) O Garoto da Casa ao Lado
Onde tem férias, tem Meg Cabot! Parte da trilogia “Garoto”, este conta a história de Melissa e John. Eles são jornalistas de jornais concorrentes, e se conhecem quando John muda para o apartamento ao lado do dela usando um nome falso, se fazendo passar por um amigo a quem ele deve um favor. O romance é todo narrado através de e-mails e é, como todo livro da Meg, a coisa mais fofa e divertida do universo! Não tem erro.
melina-abertura3
4) Mocassins & All Stars
Vocês já ouviram falar dele por aqui, mas fica aí a indicação dobrada. M&A é amor puro nas suas 400 e tantas páginas. Nele, conhecemos a história de Julie, que se muda de Nova York para a Califórnia após a morte de seu pai. Como se a vida já não estivesse de ponta cabeça por si só, tem sempre um garoto… Garanto que o “Efeito Torrez” vai demorar a passar. Recomendadíssimo.
5) O Castelo Animado
Livro que ganhou uma animação pelas mãos do japonês Miyazaki, ele conta a história de Sophie, que após ser amaldiçoada por uma bruxa, se torna uma jovem de 19 anos presa no corpo de uma velha de 90. Ela busca abrigo no Castelo Animado do Mago Howl, sem saber que ali acabaria encontrando seu destino. O livro é decididamente fantástico, e é uma viagem maravilhosa, apesar de não ser tão longo. Pros amantes de fantasia, não tem coisa melhor!
Espero que tenham curtido as indicações! Boas férias e ótimas leituras pra vocês 😉
O que vocês escolheram para ler nas férias?