Oi pessoal, como estão? Estou dando uma passadinha rápida aqui para falar sobre o último filme da Maratona Oscar de 2017. La La Land – Cantando Estações (La La Land, 2016) foi indicado em treze categorias da premiação, tendo faturado seis prêmios, incluindo melhor diretor e melhor atriz. E de quebra o filme ainda foi um dos protagonistas do maior climão que já rolou no Oscar, quando recebeu o prêmio de melhor filme, que logo após alguns minutos foi dado para Moonlight – Sob a Luz do Luar.

La La Land – Cantando Estações conta a história de Sebastian (Ryan Gosling) e Mia (Emma Stone), dois jovens em busca de novas oportunidades para suas carreiras na cidade de Los Angeles. Sebastian é um pianista de jazz que aceita um trabalho medíocre em um restaurante para juntar dinheiro para abrir o próprio clube de jazz, e Mia é uma aspirante a atriz que trabalha como barista em um café aos arredores de um conceituado estúdio. Entre fracassos, frustrações e muita música os dois se apaixonam loucamente e começam a apoiar um ao outro na busca para a realização de seus sonhos.

La La Land – Cantando Estações é um filme bom e eu entendo todo o sucesso que ele está fazendo. Tenho alguns amigos que detestam o estilo musical, mas no momento só sabem falar de como o filme é um dos melhores que eles assistiram nos últimos tempos. Eu como uma apaixonada por musicais, fico feliz de ver La La Land trazendo novos amantes para o gênero. Mas eu confesso que saí do cinema sentido falta de alguma coisa no filme. Não me levem a mal, a fotografia é linda, a trilha sonora é boa, mas tá faltando alguma coisa. Até o final é bom! Não é aquele clichezão que todo mundo achou que fosse ser. Enfim, eu senti falta de um algo a mais.

A dupla Emma Stone e Ryan Gosling tem tanta química em cena, que sério. Você termina o filme falando ‘casem-se, por favor!’. Eu amo os dois juntos desde Amor a Toda Prova (2011). O prêmio de melhor atriz para a Emma foi mais que merecido. Fiquei muito feliz por ela ter ganho. A indicação do Ryan foi justa também. Os dois tiverem que aprender tantas coisas para a produção do filme. Inclusive, desafio todo mundo a escutar a trilha sonora e não passar uma semana cantando “city of staaaars, are you shining just for mee?”. (Aposto que já estão cantando…)

Aliás, não posso encerrar esse texto sem exaltar a fotografia maravilhosa do filme. O cenário de Los Angeles é lindo, é um cartão postal atrás de outro. E, além disso, ainda tem a colorização absurda que foi feita. Depois dêem um google no antes e depois do filme e fiquem de boca aberta. O diretor, Damien Chazelle, usou todos os recursos possíveis ao seu favor e fez isso muito bem.

Confira o trailer:

Alguém já assistiu La La Land – Cantando Estações? O que achou?

Espero que tenham gostado da Maratona Oscar desse ano. Ano que vem tem mais.

Beijos.

Vamos falar do filme vencedor do Oscar? Depois de toda polêmica ocorrida na premiação, quem viu ao vivo, viu! Eu também achei que a pessoa tinha lido errado quando mencionaram La La Land, e foi bem isso que aconteceu. Moolight: Sob a Luz do Luar, não foi o meu favorito, mas agrada por possuir uma história interessante e o que eu mais gostei foi a fotografia, é praticamente um encanto pra quem ama essa arte. 📽🎞

O filme também surgiu a partir de uma ideia de uma peça teatral (não lançada) divide a vida do personagem em 3 capítulos, seu principal foco é a busca por autoconhecimento, algo universal, inerente à vida de qualquer ser humano, independente da cor da pele. Podemos conhecer a história de Chiron (Alex Hibbert) que mora numa comunidade pobre de Miami, bem na época da explosão do crack dos anos 80. Na adolescência, quem assume é (Ashton Sanders) em uma performance exagerada e menos sutil que transparecia.

O longa mostra as questões de raça, preferência sexual e ganha contornos complexos, mostrando a vida de uma mãe solteira sobrecarregada de trabalho que usa a droga como escape. Entre um mundo externo perigoso e lares desfeitos, Chiron parece não ter qualquer escapatória a não ser a de se corromper pelo meio em que vive. Moonlight promove uma perspectiva de uma Miami com tonalidades fortes e deprimentes da fotografia de James Laxton, uma espécie de versão periférica de Christopher Doyle e variando com a música clássica a Caetano Veloso. 💕

Confira o trailer:

Já assistiram?

No ano passado recebi alguns produtos da Kutiz e um deles eu estava curiosa para testar era a Hair Growth Treatment da Lee Stafford, uma máscara de tratamento que nutri os fios, melhora o crescimento e previne a queda. Como eu adoro testar produtos novos para o cabelo, acabei passando esses meses usando para ver se realmente os resultados apareceriam. 😉

A Lee Stafford Hair Growth Treatment é uma máscara de tratamento nutritivo e intensivo que proporciona aos fios, hidratação profunda, maciez, força, leveza e brilho intenso. Contém o exclusivo Complexo Pro-Growth, que auxilia na prevenção da queda dos fios e melhora seu crescimento, deixando-os mais fortes, saudáveis e bonitos. Sua formulação é composta por Extrato de Maçã, rico em vitaminas e aminoácidos, em especial o Ácido Málico, que é responsável pela atividade tônica e antisséptica do couro cabeludo; Extrato de Chá Verde, para controlar a oleosidade excessiva e manter os fios limpos e soltos, além de doar volume e proteger a raiz dos cabelos, tornando-a mais resistente.

Outros componentes são extrato de limão, proteína Hidrolisada do Trigo que promove a restauração interna da estrutura capilar e Proteína Vegetal Hidrolisada que oferece condicionamento e proteção intensa no aumento de resistência dos fios.

É praticamente uma máscara completa que você precisa para dar uma ajudinha naqueles fios sem vida. Nunca tinha testado nada da Lee Stafford, mas já conhecia a marca porque há produtos dela na Renner. Eu testei somente esse produto e funcionou bem no meu cabelo. A máscara de tratamento possui uma textura leve e fluída, ao aplicar no cabelo espalha facilmente e a fragrância é agradável, me faz lembrar o cheirinho de baunilha, uso a máscara de 7 em 7 dias. O crescimento dos fios é gradativo, não acontece de uma hora para outra. Eu percebi o resultado acontecendo, porque cortei meu cabelo em janeiro e já cresceu uns 2 centímetros. 💇💆

No site da Kutiz você encontra por R$69,00 e outros produtos da linha. 😍

Já usaram?

Quem está terminando o curso da faculdade ou tem uma festa marcada de formatura para comparecer, sabe que não é nada fácil encontrar um vestido de festa que fique bonito, que a cor combine com sua tonalidade da pele e um preço que seja agradável para o nosso bolso. Acho que vale a pena a gente gastar um pouquinho mais para se vestir bem em uma ocasião tão especial da nossa vida.

Anyone who is finishing college or has a graduation party to attend, knows that it is not easy to find a party dress that looks beautiful, that the color matches your skin tone and a price that is pleasing to our pocket. I think it pays to spend a little more to dress well on such a special occasion of our life.

Dia desses conheci a Missydress uma loja online incrível que oferece vestidos para todos os gostos e estilos, tem para noivas, madrinhas, festa, para usar a noite e damas de honra. Os modelos variam com aplicações, recortes, decotes, cores quentes e frias, longo, curto, com volume, calda, sereia entre muitas opções. No site é possível encontrar informações do vestido e como ele foi confeccionado. Sempre levo aquela dica básica na hora pra decidir o modelo, procure tendências e pesquise quais vestidos vão combinar com seu estilo e mostrar sua personalidade, pensando nisso fica mais fácil decidir.

I met Missydress an incredible online store that offers dresses for all tastes and styles, has for brides, bridesmaids, party, to wear the night and bridesmaids. The models vary with applications, cutouts, necklines, hot and cold colors, long, short, with volume, syrup, mermaid among many options. On the website you can find information on the dress and how it was made. I always take that basic tip at the time to decide the model, look for trends and research which dresses will match your style and show your personality, thinking about it makes it easier to decide.

Escolhi 5 vestidos da Missydress que eu mais gostei! Estou apaixonada por tons mais clarinhos e alguns modelos metálicos também aparecem. Como eu sou democrática, separei modelos que agradam todos os estilos, espero que algum arranque suspiros do seu coração.

I chose 5 Missydress dresses that I liked best! I’m in love with lighter shades and some metallic models also appear. As I am democratic, I have separated models that please all styles, I hope some start sighs from your heart.


E aí, qual você mais gostou?

So, which one did you like the most?

Se você é fã de uma boa iluminação 😍❤️ saiba que ela pode ser um item a mais na hora de decorar. Além de valorizar o espaço, de móveis, objetos, dá para compor cenários que vão deixar seu ambiente mais estiloso e moderno. Você pode optar por uma iluminação difusa ou focada, há uma variedade imensa de peças no mercado que podem ser encontradas em lojas especializadas de decoração.

Pendentes e/ou lustres variam de formato, por vezes você pode encontrar como luminárias grandes, spots, embutidos, refletores, plafons entre outras opções. Vale combinar com objetos e móveis de casa, brincando com os tons dos lustres ou fazendo nuances de tonalidades para garantir um ambiente de personalidade. O mais interessante é que dependendo da peça escolhida, ela pode falar muito sobre quem é você, principalmente sobre o seu estilo. 🏠🏠

Os lustres clássicos revestidos de cristais, dão um charme e tanto para ambientes com móveis mais minimalistas fica ótimo para sala de tv e na sala de jantar. Alguns se destacam pelos seus formatos que variam entre redondo, quadrado, grande ou pequeno. Os pendentes podem ser denominados como lustres, porque têm o brilho característico de materiais como vidro, metais, elementos polidos e cristais. De diversos formatos, eles possuem várias aplicações de infinitas possibilidades e que complementam na verticalidade do espaço.

 

Você prefere os lustres ou pendentes? 💡💡

5 cores para usar mais no seu look

De vez em quando eu gosto de dar uma passadinha no Shopping pra conferir as principais tendências do momento. O olhar acaba sendo mais técnico visualizando cores, estampas, estilo e como usar no dia a dia. Isso aprimora meu estilo de vestir e aproveito para compartilhar algumas dicas que eu percebo enquanto visito as minhas lojas queridinhas fast-fashion e marcas tradicionais. 😌

Visitei diversas lojas e todas batem na mesma tecla em relação as cores. Vinho (Burgundy), Caramelo (que varia entre marrom claro/escuro), rosa claro (rose quartzo) e preto e/ou branco, cores clássicas mais que estão presentes em boa parte do nosso guarda-roupa. Percebi que essas cores apareceram no inverno passado e no verão, parecem continuar até a próxima estação. Fico na dúvida se o azul marinho e o roxo aparecem com mais frequência na próxima estação, fico na torcida! 👊👊

Se fosse para escolher quais as minhas cores favoritas do momento, o vinho aparece em primeiro. Gosto da cor porque valoriza a tonalidade da minha pele, em segundo o rosa claro, justamente pelo fato de combinar com cores claras como o branco e variar entre as tonalidades do rosa. O preto vem por último, já gostava da cor antes mais agora é praticamente boa parte do meu armário, as combinações são variadas e de quebra garante looks mais modernos e elegantes, e pode combinar com o vinho e com o rosinha. Vi algumas estampas brincando com essas cores citadas, algo que remete ao boho, dessa vez mais discreto. 😃

E aí, qual cor que você tem mais visto pelas vitrines? Qual sua cor favorita do momento?