Há 2 anos atrás resolvi mudar totalmente minha alimentação. Comer mais frutas, verduras, estipular horários para todas as refeições e beber mais água e chá. Ao longo desta mudança na alimentação vários kilos foram perdidos e isso me motivou muito a continuar não só pela estética e sim pela saúde e o bem-estar de se sentir leve e livre para fazer qualquer coisa. 😉

Atualmente, estou com mais preguiça de por a mão na massa, eu falo cozinhar para mim mesma, ás vezes acordo inspirada e faço tudo o que tenho salvo no meu Instagram de receitas fits bem fáceis de fazer (compartilho no stories a receita, segue @Diadebrilho ). A ideia do post é para trocarmos ideias, inspirações e informações para nos alimentarmos cada vez melhor, até porque o corpo agradece diariamente e isso te dá mais motivação de fazer tudo o que precisa: estudar, trabalhar, viajar, ler, correr e se exercitar. Meu Instagram favorito do momento é o do Rodrigo Mendanha tem muitas postagens interessantes!

1- Mude sua cabeça

É por aqui que o primeiro passo deve começar, mudar a forma de pensar sobre sua alimentação. O brasileiro come muito mal: fast-food, doces, frituras, massa e álcool e isso acaba com o nosso organismo. Alguma hora o seu corpo acaba respondendo com alguma gastrite, refluxo, diabetes ou outro tipo de problema de saúde. A dica mais importante que eu aprendi foi entender como nosso corpo funciona com o que comemos diariamente, pesquisar e se informar sobre o que você come e o que compra, realizar exames de sangue e outros específicos, caso o seu médico peça. E esqueça essa ideia de que “eu não preciso me cuidar” por mais que seus exames estejam certos. Preserve sua saúde e seu futuro!

2- Ler rótulos de produtos

Depois de ler muitas informações de como entender rótulos aqui, o que significa proteína, carboidrato, ferro, amido de milho, essas palavras desconhecidas em rótulos de industrializados e produtos em geral no supermercado foi me ajudando a entender sobre calorias. Eu nunca fui louca de ficar contando calorias, mas acho importante entender o que está escrito nos rótulos para você ver como o produto foi feito e ir construindo sua alimentação diária. Até porque tem muito produto falso que se diz “saudável” e vem fantasiado com nomes desconhecidos e contém muita açúcar, sal ou farinha.

Por exemplo, deu uma escorregada na alimentação ao longo do dia com algum doce, massa ou sua comida favorita, vale voltar para as coisas saudáveis que você come sem o menor problema. A data de validade é outro ponto essencial, existem estabelecimentos que não estão nem aí e vende produto vencido. Consciência com o que você coloca na boca, isso vale para alimentos saudáveis e não-saudáveis.

3- Invista nos produtos orgânicos e integrais

Existem produtos naturais, orgânicos e integrais. Ultimamente, os que participam mais da minha alimentação são os orgânicos e integrais. Existe uma grande diferença entre os 3 produtos (entenda melhor aqui). Os produtos naturais são aqueles produtos que não contém ingredientes químicos, como corantes, aromas, conservantes e sabores artificiais, mas por faltar informações específicas você deve observar como seu organismo funciona.

Já os produtos orgânicos são produzidos a partir de matérias primas que foram cultivadas sem a ação de agrotóxicos e respeitando o meio ambiente. Em relação aos produtos integrais, são os produtos produzidos a partir de cereais que não foram processados e que preservam o farelo e gérmen de trigo. O benefício destes produtos são as fibras, nutrientes e vitaminas que o corpo precisa diariamente.

Meu pai vai sempre em uma feira que vende produtos orgânicos aqui em Brasília. As verduras e frutas aqui de casa são orgânicas. Antes comíamos frutas e verduras naturais, hoje só orgânicos, eles são mais saborosos e duradouros. 😉

4- É realmente necessário cortar glúten, lactose, fast-food ou doce?

Virou obsessão isso de cortar glúten, lactose, fruta, fast-food, doce, massa e não comer absolutamente nada. Sei que é um papo chato para todo mundo, principalmente para quem tem alergia ou nenhum problema com os alimentos citados. O que vale é ter um acompanhamento nutricional para entender se precisa mesmo ingerir, cortar ou reduzir totalmente de sua alimentação. Tudo na vida deve ser equilibrado, portanto entenda e pesquise mais sobre o que você deseja cortar de vez da sua vida, conhecer seu metabolismo, seu corpo e ver como tudo funciona ao longo do tempo.

5- Dieta e exercício

Dieta balanceada, restrita, low carb entre outros nomes que as pessoas inventaram por aí. Cuidado com essa moda de dietas loucas, elas podem ajudar mais não funcionam para sempre, tá? Aprenda e adote para sua vida a reeducação alimentar, aprenda a comer comida de verdade, estabelecer horários para o seu dia-a-dia e ver como o seu corpo vai reagir ao longo dessas mudanças. Eu já segui dietas e sempre tive o efeito sanfona, o que melhor funcionou é a reeducação alimentar, segui um plano de vida e adotei para sempre. O difícil é começar depois disso é continuar, quando você parar vai perceber que o seu corpo responde de maneira diferente!

Em relação ao exercício o melhor é procurar o esporte que te faça feliz: natação, corrida, caminhada, musculação, dança ou qualquer outra modalidade. Faça algo que não te deixe com preguiça de fazer, que seja sua hora de prazer diária e que você se sinta bem fazendo isso.

Me alimento e bebo muita água, bem sempre que possível, porque sou formiguinha ás vezes a gente escorrega mais volta para o lugar hahaha. Agora eu só queria que a alimentação saudável tivesse um preço mais econômico. Os produtos não saudáveis ainda ganham no preço e infelizmente a oferta sempre ganha nesta procura.

E você, tem-se alimentado como? Gosta de cuidar da saúde? 😀

Quem acompanha o blog viu que rolaram alguns posts sobre o meu emagrecimento aqui. Compartilhei o meu novo estilo de vida e alguns pedidos de posts surgiram ao longo do assunto. Um deles era reeducação alimentar, papel importante pra quem está querendo emagrecer ou levar uma vida saudável, o que eu acho ótimo. Cuidar do nosso corpo é importante não apenas pela estética e sim pra você ter mais disposição, organização e energia para viver. ??

large-3

Não sou formada em Nutrição, mas o meu processo foi acompanhado por uma nutricionista. Mas, quero dividir algumas dicas que fizeram parte do processo desta mudança na alimentação. E que podem ajudar a você ver a vida mais simples e não colocar tantas desculpas e dificuldades pela frente. Afinal, você quer bons resultados? Faça coisas diferentes e reclame menos!

1) Procure um profissional

Foi a primeira coisa que eu pensei quando decidi mudar. Procurei uma nutricionista e realizei alguns exames para ver como estava meu corpo. Com um profissional acompanhando sua alimentação vai ser essencial para te impedir de fazer dietas milagrosas que causam efeito sanfona e ainda vai te indicar alimentos que vão trazer benefícios.

Outra dica é importante é ler e se informar sobre alimentos industrializados, gordura, açúcar, bebidas, como são fabricados, ler embalagens e ver o valor nutricional de cada um. Aos poucos você acaba se habituando com isso e compra produtos saudáveis para comer.

large-4

2) Carregue sua marmita!

Conheço gente que morre de vergonha de carregar marmita quando sai. Eu pelo contrário, não vejo problema nenhum e sim acho ótimo porque evito comer tanta besteira que vendem na rua. Levo comida, lanchinhos, água para todo lugar que eu vou, assim tenho controle das minhas refeições. Isso é perfeito pra quem adora beliscar o tempo todo, sabe? Fora que você economiza muito e pode gastar este dinheiro com algum alimento que você precisa comer sempre ou até abrir exceção para sua sobremesa preferida! ???

Tenho que confessar que ultimamente, tenho muito cuidado por onde como na rua, fico com aquela impressão que os alimentos não são lavados como deveriam ser.

3) Fim de semana chegou: vou comer tudo!

Peraí, você passou a semana toda se dedicando e agora vai jogar tudo para o alto? Fiz isso muitas vezes nas minhas tentativas de dietas passadas e nunca funcionou e depois o efeito sanfona vinha em dobro. Não vale a pena, acreditem! Algumas dietas são muito restritas, mas conversando com seu nutricionista é possível organizar um cronograma legal para ele liberar suas guloseimas e depois voltar normalmente para sua alimentação saudável. ????

Esse conceito de “dia de lixo” pra mim não funciona mais. Tô com vontade de comer alguma coisa, faço isso. Depois volto pra minha alimentação normal. Por incrível que pareça quando você começa a ver os resultados no seu corpo, sua cabeça começa a entender a função de gula x alimentação.

large-5

4) Alimentação e motivação, devem andar juntas com você!

Quer mudar sua rotina? Carregue algumas estratégias com você para manter a motivação e a disciplina em alta. Hábito é algo que precisa ser trabalhado todos os dias, por isso, vale ler histórias de pessoas que mudaram seu estilo de vida, imagens de inspiração ajuda muito, seja de pratos, celebridades, pessoas praticando exercício. Além disso, faça bom uso de lembretes no celular, mostrando a hora em que você deve se alimentar, beber água ou faça download de aplicativos que possuem esta função.

Chegou naquele peso desejado? Porque não se recompensar com isto? Seja comprando uma roupa nova, viajando, comendo em algum restaurante. Criar metas de curto prazo, ajudam a manter o foco em dia.  ??

5) Resultados em dia? Mantenha a frequência

Faça consultas frequentes com seu nutricionista, para acompanhar seus resultados. Isto deixa qualquer pessoa mais animada e empolgada com a alimentação e todo o seu processo. Manter uma relação saudável com o profissional é fundamental para relatar dificuldades, erros e acertos da sua reeducação alimentar. Para ter sucesso, o segredo é ter as suas metas em dia e acompanhar toda evolução. ???

Se for preciso, chama todo mundo aí da sua casa para mudarem seus hábitos alimentares. Garanto que disposição e alegria não vai faltar quando você ver aqueles kilinhos chatos que te incomodavam antes e hoje não mais.

Dá pra emagrecer e manter uma alimentação em dia, sem neuras e sem culpa. É só querer e mudar!  ??

Tem alguma dica? Você cuida da sua saúde?

Desde que eu optei por uma mudança mais saudável na minha vida e na minha rotina aliando exercícios e alimentação correta, eu também procurei seguir perfis no Instagram que tivessem esta mesma proposta. Muitos destes perfis mostram a rotina diária de cada pessoa, a boa notícia é que a maioria deles ensinam receitas práticas e funcionais que podem ser aliadas a nossa alimentação, principalmente quando enjoamos de tudo o que comemos ou para aquele dia que desejamos comer algo gostoso em casa. ?☕??

IG1

1) 30Bem

Encontrei o perfil da Mahara nos últimos curtidos, aquela lupa do Instagram é ótima porque a gente conhece muitos perfis bacanas por lá. O perfil da Mahara é recheado de receitas como smoothies, bolos, sucos, panquecas e muitos outras dicas tanto doces como salgadas. Já fiz muita coisa que ela posta e realmente é uma delícia!

2) Secar em 30 dias

Sabe aquele prato colorido que só de ver dá vontade de devorar? É este perfil no Instagram que cujo não sei o nome da pessoa que cuida 🙁 . Mas, o perfil é inspirador e é por este motivo que eu segui, pratos bem elaborados sejam eles com refeições mais saudáveis e tem receitinhas fáceis pra matar aquela vontade de doce, sabe?

3) Guto Galamba

Guto é especialista no tratamento da obesidade e em emagrecimento. No seu perfil ele compartilha sua rotina diária saudável e fala de muitas dicas e posts interessantes sobre exercícios que a gente vê por aí e acha que está fazendo certo mais não tá. Suas postagens são divertidas e inteligentes!

IG2

4) Thamires Hauch

Com um corpo maravilhoso de dar inveja, Thamires é uma das minhas musas ultimamente confesso hahaha! Ela possui uma dieta bem restrita, mas mesmo assim não deixa de comer as coisas que gosta. O que eu mais aprendi com ela foi entender o equilíbrio do corpo, mente e alma. Entender as minhas vontades e quando realmente preciso matar o desejo de algo que quero comer. No Snapchat ? (Thamireshauch) gosta de falar de sua alimentação, ás vezes mostra seu dia a dia na academia e dá dicas de livros.

5) Tips da Bri

Quem segue uma dieta low carb vai adorar o perfil da Bri, ela mostra sua rotina de exercícios, alimentação e compartilha várias receitas práticas e úteis pra quem está buscando uma alimentação correta. Fiz algumas que ela já postou e amei, bem bom pra variar nos lanches da tarde, sabe? O Snapchat dela ? (Paleotips) segue na mesma ideia do perfil no Instagram, inclusive as receitinhas que ela compartilha no Insta são mostradas em primeira mão no Snap.

Bônus >> Outros perfis que eu sigo e gosto também: healthiergoals, vivi_fitlife, umdiariofitness e lilifitlife

Vocês seguem algum perfil saudável? Conheciam algum destes acima?

Quem é leitora do blog, pode ver de pertinho todo o meu processo de emagrecimento, compartilhei vários posts aqui no blog contando sobre toda mudança no meu corpo. A ideia deste post, foi depois de acompanhar o emagrecimento de uma amiga da blogosfera neste post aqui você pode conhecê-la. Resolvi contar 10 fatos que não contei sobre o meu emagrecimento, vem ver!

large (8)

1) No início da reeducação alimentar, suspendi tudo o que gostava: sanduíches, milkshake, pães e suas variações, frituras e doces. Eu tirei da minha vida, porque gostaria de uma mudança significativa no meu corpo os resultados apareceram gradativamente.

2) Passei a tomar o dobro de água por dia. Comprei aqueles copos coloridos que a gente encontra nas lojas Uatt e Imaginarium, justamente para ficarem do meu lado e assim me dá mais vontade de tomar água. Acabou a água do copo? Eu reponho na hora. Ficar enrolando só atrapalha seu metabolismo, lembre disso! 😉

3) Carregar marmita faz parte da minha vida, sim! Quando vejo que vou para algum lugar que eu sei que não consigo me controlar em comer levo tudo comigo. Carrego minhas marmitas com lanches e comidas saudáveis.

4) No início da mudança na alimentação evitei de sair para lugares de comer. Recusei vários convites porque sabia que iria cair em tentação. Como estava focada, foi tranquilo seguir no meu objetivo. Atualmente, me libero para comer o que quiser, mas com equilíbrio.

5) Fiz uso de chás como o chá verde e hibisco (comprava o pacote com as folhas em lojas de produtos naturais). Eles não são milagrosos, mas aliado a uma alimentação saudável, ajudam a desinchar e fazer o intestino funcionar direitinho.

6) Cardápio diferente todos os dias pra quem está mudando a alimentação é fundamental. Variar na forma como você faz um suco, um lanche do dia, seu almoço, a ceia entre outros. Inclusive, se arriscar na cozinha praticando receitinhas caseiras é válido, viu?

7) Não pular as refeições é outro ponto que você não pode esquecer. Porque atrapalha seu metabolismo e organismo que está acostumando as mudanças. Caso, esteja com problemas de lembrar os horários que comeu, vale fazer bom uso de um despertador.

8) Fiz muito aeróbico na musculação. Variava entre bicicleta, esteira (caminhada, ladeira ou corrida), e elíptico. Eles foram importantes pra perder gordura e ganhar resistência.

9) Não fiz uso de shakes milagrosos, remédios e muito menos cirurgias plásticas. Porque queria emagrecer de forma saudável e correta!

10) Li muito sobre os alimentos, mudanças de hábitos na alimentação de pessoas, práticas de exercício e como nosso corpo vai mudando ao longo do emagrecimento. Isto foi essencial, pois me ajudou a ter uma visão diferente das coisas e não colocar dificuldades nas etapas seguintes.

E aí, qual fato mais te surpreende?

Continuando a saga de posts sobre meu emagrecimento aqui e aqui. Hoje compartilho sobre alimentação x exercícios, algumas amigas me pediram pra falar como foi tudo durante este tempo. Eu procurei uma nutricionista, pois queria seguir uma dieta equilibrada, em nenhum momento pensei em seguir essas dietas malucas que existem por aí e depois engordar tudo em dobro. Eu queria um novo estilo de vida, alimentação e corpo saudável.

large (2)

Alimentação e Exercícios

A minha primeira dieta foi restrita e montada com determinadas calorias (não lembro ao certo quanto), cortei leite, pães, glúten, doces e frituras. O que eu comia? Frutas, grãos, sucos verde e vermelho, salada, legumes, arroz integral, ovos e carne. Fazia ao todo 7 refeições por dia. Dentro de 2 meses eliminei 8kg e isso só me deu forças para continuar. De 2 em 2 meses, fui adaptando minha dieta de forma que ficasse equilibrada com a musculação.

Dizem que o corpo demora 21 dias para se adaptar as novas mudanças e eu senti isso, durante o primeiro mês de reedução alimentar. Sentia meu corpo mais leve e minha pele ganhou um aspecto mais limpo e com menos acne. Na primeira semana de reeducação, senti muita fome sim, mas com o tempo fui acostumando. Antes de começar a reeducação eu tinha uma alimentação pesada, comia em muita quantidade, repetições e não tinha horário para fazer refeições.

Na academia comecei com exercícios intensos (musculação e aeróbico). Suei muito porque queria me desafiar e chegar no peso dos meus sonhos. No começo, malhava durante 3 vezes na semana. Depois intensifiquei para mais vezes por semana. As séries eram alteradas na medida que eu mudava minha alimentação, aos poucos fui criando resistência, disciplina e foco no meu objetivo!

Prioridades na alimentação:

large (3)

Atualmente meu plano de reeducação alimentar é voltado para ganho de massa. Como de tudo proteína, doces, leite, queijo e me libero para comer besteiras, claro nas quantidades exatas e sempre mantendo o equilíbrio. Faço 6 refeições diárias, não sinto fome e como em pequenas quantidades.

Como mencionei ali em cima, que eu queria mudar de estilo de vida, li muito sobre alimentação e como tudo age em nosso corpo. Hoje em dia, tenho prioridades na minha alimentação, por exemplo, tirei pão da minha vida, o único que eu como é o integral, mas prefiro optar por outros alimentos como panquecas, crepioca, tapioca ou omelete. Refrigerante era algo que eu já tinha eliminado na minha vida, parei com sucos de caixinha, bebo os naturais sem açúcar e muita água.

Dica pra vida:

large (1)

Meu conselho pra quem quer ter uma alimentação saudável. Deve apostar nas mudanças, se você quer um corpo bonito e saudável é preciso fazer sacrifícios, todo começo é trabalhoso, mas não impossível. Fiz muitos sacrifícios no começo, mas não tentei colocar dificuldades para não me desanimar. Se você quer emagrecer, faça isso por você! “Cuide do seu corpo, afinal você mora dentro dele”, sigo com essa frase para minha vida! 😉

E como falei nos posts anteriores, encontre sua atividade física. Você não nasce amando musculação, mas pode gostar de dançar, nadar, lutar, fazer pilates entre outros.

E aí, como anda sua alimentação?

Na semana passada, contei aqui no blog sobre o processo do meu emagrecimento, após isso surgiram várias ideias de post sobre motivação, alimentação e comportamento no geral que levaram a mudança do meu corpo. O que eu achei ótimo, já que é um assunto que eu gostaria de inserir no blog e de certa forma ajudar a vida de alguém. 😉

large

O assunto mais pedido foi o que me motivou ao emagrecimento. O primeiro deles foi a forma como eu estava: eu não me sentia bem comigo mesma, as roupas não ficavam boas, eu não queria sair de casa e me sentia indisposta e preguiçosa para tudo. Pode ter certeza que a motivação é um dos processos mais trabalhosos de se lidar, porque colocamos desculpas para tudo e isso vai virando uma bola de neve e quando você olha a balança tá lá nas alturas. Portanto, ao longo deste tempo mantive minha motivação ativa e fiz uso destas dicas abaixo:

1) Ler histórias de pessoas que emagreceram

Foi o que eu mais fiz. Ler histórias de pessoas normais que enfrentam problemas de saúde, levam a vida corrida do dia a dia, mas encontram forças para aliar exercícios e dieta em suas vidas. Lendo as histórias, vi casos bem piores que o meu e isso me deu mais forças para continuar. Aqui tem muitas histórias lindas para ler!

2) Alimentação é essencial

Assim que fui na nutricionista e ela passou uma dieta restrita. Pesquisei sobre alimentos: entender o processo de frutas, verduras e suas vitaminas, saciedade, chás, água, alimentos processados, gordura, proteína. Tudo pra entender como esses alimentos agem dentro do nosso corpo. Inclusive a alimentação reflete muito em nosso suor enquanto nos exercitamos, tá? Dá uma olhada neste artigo aqui super legal sobre Mindful Eating.

6c888e04f8d3e4244404cac0eec93937

3) Problemas no futuro

Depois de ler tantas transformações de pessoas que emagreceram tanto mais novas como mais velhas. Eu refleti na questão de problemas no futuro, por exemplo, se eu não conseguisse emagrecer agora? Com a obesidade batendo na porta, isso poderia ocasionar problemas no joelho ou em outras parte do corpo, como diabetes, colesterol, excesso de pele entre outras doenças irreversíveis. Sim, sei que pode parecer loucura para algumas pessoas, mas fiquei pensando nestes problemas que poderiam surgir e atrapalhar toda minha vida.

4) Fotos e Frases de inspiração

Se você tem um mural de fotos no seu quarto ou adora redes sociais de fotografia, vale muito fazer bom uso delas pra ajudar na motivação. E eu fiz isso, espalhei várias frases motivacionais entre elas “Stay patient and trust your journey”, “Deixe o seu sucesso fazer barulho”, “Focus on the good” e muitas outras. Salvei fotos de pratos saudáveis e coloridos, pessoas se exercitando, mudanças de corpo (antes x depois) e corpo que eu gostaria de ficar. A partir do momento que você visualiza essas imagens diariamente, sua mente se habitua naquilo que te faz bem! Meus vícios diários ó Weheartit e Pinterest.

5) Como eu gostaria de ficar

Eu tenho várias celebridades como inspiração para o corpo e 2 delas são bem parecidas comigo, referente a estrutura corpórea: quadril largo, coxa grossa e cintura fina. Juliana Paes e Jennifer Lopez, duas musas que lutam pelo corpo saudável não só pela estética como saúde também. Ambas fazem dietas e praticam exercícios para manter o corpo em dia. Enquanto emagrecia, corri atrás de informações para saber o que elas faziam para ter corpos tão bonitos. Nada de mistério é se reeducar na alimentação e malhar! A dica que eu dou é você procurar celebridades que admira que possui estrutura física parecida com a sua e se inspirar nela, não precisa pesar e ter a mesma medida, mas ter como uma inspiração, tá?

large (1)

6) Força do pensamento é importante

Ao longo do emagrecimento eu fui escrevendo em um caderninho as coisas que eu desejava almejar para os meses que viriam. Por exemplo, em julho eu queria estar pesando 65kg, em outubro 60kg e seguia esse padrão até completar a reta final. Uma frase que sempre me ajudou e eu passo pra vocês é: Acredite em você mesmo! Pensar positivo te leva pra outros horizontes. Além disso, escrevi o número/tamanho e todas as roupas que eu gostaria de vestir quando ficasse mais magra entre eles: short jeans, saias, vestidos, blusa de alça fina, salto alto e usar 38.

7) Cozinhando e aprendendo

Quem segue um plano alimentar sabe que alguma hora tudo o que estiver escrito ali, vai se tornar enjoativo. Isso aconteceu comigo várias vezes. Daí, parti para blogs e contas do Instagram saudáveis, por lá encontrei muitas receitas de lanches, sucos e vitaminas. Por incrível que pareça, nada difícil e sim gostoso! Dá pra aliar a sua dieta sem sair do seu plano alimentar. Caso, esteja com dúvida troque informações com a sua nutricionista!

large (3)

8) Seu exercício favorito é?

Sei que para muitas pessoas é difícil fazer exercício. Porque primeiro todo mundo tem preguiça, coloca mil desculpas, não tem paciência, os resultados não aparecem de imediato e acabam desistindo, se você fez isso é pra tentar de novo e com outro esporte. Encontrar uma atividade física que te dê prazer e felicidade é fundamental, a partir do momento que você vai pra aula de dança, natação, luta, musculação sorrindo é porque a endorfina entrou em você e não vai te largar tão cedo! Portanto, experimente todos os exercícios que tiver o que te deixou feliz é este que é pra praticar, beleza?

large (2)

Outra coisa que fiz também foi assistir documentários no Netflix (Fed Up e Sugar x Fat) sobre saúde, eles ajudaram a ter um controle na alimentação. Mais posts virão, take it easy! 😉

E aí, motivadas?