Bom dia, gente! Hoje o post atrasou um pouco, mas finalmente chegou! O filme de hoje foi o primeiro que eu assisti e é um dos meus favoritos também. Trata-se de Capitão Phillips.

captainphillips11

A trama relata uma história verídica sobre um marinheiro mercante (Tom Hanks), comandante do navio cargueiro Alabama que acaba sendo invadido por quatro piratas da Somália no ano de 2009. Não há muito que se dizer sobre a história, porque basicamente o que eu disse é o enredo do filme. O que chama muito a atenção é o fato de realmente ter acontecido o primeiro assalto a um navio americano após dois séculos. As cenas foram conduzidas muito bem de forma que a atenção do telespectador permaneceu presa ao longa-metragem.

Capitão-Phillips

Os atores responsáveis pelos papéis dos piratas fizeram um excelente trabalho, principalmente Barkhad Abdi, que interpretou o chefe do bando. Sua frase no filme “I’m the captain now” (Eu sou o capitão agora) ficou famosa e o ator relatou que muitos fãs vinham até ele dizendo seu bordão. Ele foi indicado ao Oscar e outras premiações como ator coadjuvante, sempre concorrendo com grandes nomes de Hollywood, mas Jared Leto que também concorria a essa categoria levou as estatuetas na maioria das vezes. No entanto, a indicação já foi uma grande conquista e o reconhecimento com certeza é merecido. Tom Hanks dispensa apresentações, sempre foi um ator excepcional, em minha opinião, e brilhou na pele do capitão que viveu muitas horas de tortura, ameaças e sofrimento nas mãos dos piratas. Bato palmas de pé para as últimas cenas do filme quando estão negociando a vida de Phillips, Tom foi de uma incrível técnica e emoção combinadas. Infelizmente, Hanks não foi indicado ao Oscar, o que é uma injustiça.

CapitaoPhillips2

Não é fácil adaptar para o cinema uma história em que sobram dados técnicos e que mexe com um tema que pouca gente se importa: a batalha entre grandes empresas comerciais, sediadas em países ricos, e os pobres coitados do litoral africano. Não sei como o livro que inspirou o filme foi desenvolvido, mas Ray conseguiu dividir bem os momentos de ação, que cercam grande parte da trama, com vários de tensão e um final arrebatador. Então se você ainda não assistiu, corre e depois conta pra gente o que achou. Quem já assistiu compartilha sua opinião nos comentários, certo?

Fiquem o trailer:

 

Ei, galera! Mais uma semana se passou e estou aqui novamente para compartilhar com vocês outro filme indicado ao Oscar! O escolhido para essa sexta-feira foi o meu preferido da lista: Clube de Compras em Dallas.

dallasbuyersclub5

O drama se passa na cidade de Dallas, em 1985, e conta a história de um vaqueiro que descobre por acaso que tem AIDS. Ron Woodroof (Matthew McConaughey) tenta fugir de seu destino quando o médico lhe conta que ele tinha apenas um mês de vida. A partir daí, Ron procura todas as formas de tratamento possíveis, mesmo aqueles que ainda não foram aprovados legalmente na época. Através de sua doença, Ron encontra um meio de se manter vivo com os remédios que conseguia de forma clandestina e enxerga nisso um modo de ganhar a vida. Ele burla o sistema de saúde para conseguir os remédios ilegalmente e passa a vender para outras pessoas que também são HIV positivas, formando assim o clube de compras em Dallas.

matthew_mcconaughey_dallas_buyers_club_movie_transformations

No começo, eu simplesmente odiei o personagem do Matthew. Um homem preconceituoso e ignorante que acreditava que apenas homossexuais poderiam adquirir AIDS, “chupadores de p**” como ele mesmo diz no filme.  Além da opinião deprimente, vivia uma vida sem escrúpulos e totalmente promíscua. Então ele fica sabendo que tem a doença, sofre o preconceito que ele mesmo praticava e em uma das vezes em que esteve no hospital, conhece Rayon (Jared Leto), um travesti também portador de HIV. O que Ron aprende com Rayon – após humilhar, discutir e odiar durante boa parte da trama – é uma lição de vida que todos os espectadores assimilam também.

Screen-shot-2013-10-14-at-5.30.14-PM

Vamos às atuações. Matthew McConaughey foi brilhante desde a primeira cena do filme. Apesar de já ter conhecimento do bom ator que ele é há tempos, antes de assistir ao filme não pensava que fosse me tornar fã do cara. Ele emagreceu cerca de trinta quilos para interpretar Ron, e de fato foi como se ele próprio fosse o personagem. Espetacular, nada menos que isso. Jared Leto foi o que me levou a assistir “Clube de Compras em Dallas”. Eu sempre fui muito fã do artista como o grande músico que ele é, acompanho a 30 seconds to mars e a trajetória da banda. Eu sabia que Jared também era ator, mas dessa vez ele superou todas as expectativas. Jared interpretou com respeito e graça uma personagem real. Real, sim, pois existem mais Rayons do que podemos imaginar. Não é por acaso que ele foi indicado ao Oscar, além de ter ganhado mais de 30 prêmios pelo filme. Não só ele, Matthew e o filme em si também foram indicados.

Não preciso recomendar o filme, certo? Está mais do que claro que vocês precisam assistir a essa grande história e desfrutar de atuações incríveis! Se já viu, compartilhe sua opinião com a gente nos comentários!

Fique com o trailer abaixo:

Bom dia, pessoal! Como vai a sexta-feira de vocês?  O mês de janeiro foi recheado de premiações ao mundo do cinema, como o Golden Globe Awards, Critics Choice Awards e Screen Actors Guild Awards. No entanto, a premiação mais importante é o Oscar, que irá ao ar no dia dois de março. Não sei quanto a vocês, mas eu adoro acompanhar essas premiações, assistir ao desfile de vestidos maravilhosos e conferir meus artistas favoritos ganhando estatuetas pelo talento. E pensando nisso eu resolvi falar toda semana até o dia do Oscar 2014 os filmes que foram indicados a essa premiação para compartilhar um pouco da história com vocês. Vamos ao primeiro filme, então.

12 anos de escravidão (12 years a slave)

12-anos-escravidao11

O longa-metragem é baseado em fatos reais e conta a história de Solomon Northup, um negro livre que é sequestrado e feito de escravo por doze anos. A meu ver, demorou muito tempo para que a história de vida desse homem tão forte e incrível fosse contada. Mas como diz o ditado: melhor tarde do que nunca.

O filme foi baseado em um livro com tristes memórias sobre um período muito sombrio na história dos Estados Unidos. A trama, em um breve resumo, relata que Solomon Northup, nascido um homem livre em Nova York, foi atraído para Washington, D.C. em 1841 com a promessa de um emprego. E então drogado e espancado, ele é vendido como escravo. Solomon passou os doze anos seguintes de sua vida em cativeiro, trabalhando, na maior parte do tempo, em uma plantação de algodão em Louisiana. Após seu resgate, Northup escreveu o livro registrando cada momento de dor que passou naquela plantação até o dia em que reencontrou sua família.

12-anos-de-escravidc3a3o-cena-5

O elenco conta principalmente com Chiwetel Ejiofor como Solomon Northup, uma atuação nada menos que espetacular e verdadeira; Brad Pitt que interpreta o abolicionista canadense que ajudou Solomon a reconquistar sua liberdade, além de ser o produtor do filme; e Lupita Nyong’o dá vida à Patsey, uma negra que é abusada sexualmente por seu patrão. Lupita fez um trabalho excepcional para seu primeiro papel de importância no cinema, o telespectador pode notar que a atriz se coloca completamente no corpo de Patsey e a interpreta com muito sentimento. E ela ainda foi indicada ao Oscar, indicação muito merecida, por sinal.

Confira o trailer:

 

12 anos de escravidão é um filme que faz todos os outros sobre o mesmo tema parecerem uma mentira. Vale muito a pena assistir e se emocionar com essa história incrível. Vocês já assistiram?

Cada dia que passa os livros que amamos ler estão ganhando suas adaptações para o cinema. Títulos como Comer, rezar e Amar, As vantagens de ser invisível, O lado bom da vida, Cidade dos Ossos – Instrumentos Mortais, A menina que roubava livros e muitos outros livros tão bons quanto esses conquistaram o coração dos leitores e tiveram seu espaço nas telas do cinema.

Dos livros que citei li 3 e gostei bastante, principalmente Cidade dos Ossos e A menina que roubava livros ainda não lançado no Brasil. Mas estreia no final deste mês. O que dizer do filme? Incrível! Seguiu a história certinha do livro, mostrando os detalhes mais importantes da personagem, recomendo a leitura e se puderem assistam o filme também ;).

large

Eu gosto bastante de ler o livro para comparar com o filme depois. Além disso, tenho amigas que fazem o mesmo e adoramos papear sobre esse universo. E como estamos vendo os principais filmes que estão concorrendo ao Oscar entre outras estreias que veremos este ano. Selecionei livros que você precisa ler antes do filme estrear nos cinemas, vem comigo!

1) Serena, Don Rash

serenafilme

Do que se trata a história? O livro conta a história dos recém-casados George e Serena Pemberton, que se mudam para as montanhas da Carolina do Norte para iniciar um negócio madeireiro. George já tinha vivido no campo, onde teve um filho com outra mulher. Serena, por sua vez, é nova na vida campestre e se prova tão competente quanto qualquer homem, supervisionando trabalhadores, matando cobras, inclusive salvando a vida de seu marido. Mas tudo muda, quando Serena  perde a sanidade mental ao descobrir que não pode ter um bebê, é então que ela decide que deve matar o filho que George teve com outra mulher.

Data do filme: Janeiro

2) A culpa é das Estrelas, John Green

aculpaedasestrelas

Do que se trata a história? A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer – a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Fiz resenha do livro aqui.

Data do Filme: Junho

3) Divergente, Veronica Roth

divergentelivroefilme

Do que se trata a história? Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente.

Data do Filme: Março

4) Livre – A jornada de uma mulher em busca do recomeço, Cheryl Strayed

livrefilme

Do que se trata a história? Aos 22 anos, Cheryl Strayed achou que tivesse perdido tudo. Após a repentina morte da mãe, a família se distanciou e seu casamento desmoronou. Quatro anos depois, aos 26 anos, sem nada a perder, tomou a decisão mais impulsiva da vida: caminhar 1.770 quilômetros da Pacific Crest Trail (PCT) – trilha que atravessa a costa oeste dos Estados Unidos, do deserto de Mojave, através da Califórnia e do Oregon, em direção ao estado de Washington – sem qualquer companhia. Cheryl não tinha experiência em caminhadas de longa distância e a trilha era bem mais que uma linha num mapa.

Data do filme: Segundo semestre de 2014

5) Garota exemplar, Gillian Flynn

agarotaexemplar

Do que se trata a história? Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados.

Data do filme: Outubro

6) Jogos Vorazes – A esperança, Suzanne Collins

aesperança

Do que se trata a história? Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade.

Data do filme: Novembro

Dos livros citados no post Garota Exemplar foi o que me chamou bastante atenção, quero ler o mais rápido que der 😛 . A culpa é das estrelas, Divergente e Jogos Vorazes já estou lendo. E vocês, quais leituras já escolheram e estão ansiosas para o filme chegar logo?

Filme – Aposta Máxima

Não sei se vocês lembram mais no ano passado a Fernanda colaboradora aqui do blog disse que estaria viajando. Portanto, não teremos resenha dela neste mês de janeiro 🙁 . Tentarei substituí-la por enquanto, espero que vocês aproveitem as dicas de filme para assistirem nas férias. Durante a semana de férias do blog, aproveitei para assistir novas séries e filmes logo mais compartilho com vocês o que assisti.

runner-runner

A escolha dessa semana foi: Aposta Máxima (Runner, Runner) o filme conta a história de um jovem chamado Ritchie (Justin Timberlake) que tem dificuldades em pagar sua universidade e acaba entrando no mundo das apostas ilegais para conseguir dinheiro. Antes disso, Ritchie apresenta o jogo para outras pessoas, mas perde tudo. Ele acha que foi passado para trás, a partir daí decide visitar a Costa Rica onde encontra o executivo Ivan Block (Ben Affleck). Chegando lá Ritchie invade a festa de Ivan mostrando o que ele é capaz de fazer com as apostas de pôquer. O rapaz se envolve com o empresário e mantém contatos perigosos, Ritchie se mete numa fria tentando resolver problemas de Ivan e quase morre na armadilha. 

 

1096131_imagem-de-aposta-maxima

Agora eu confesso pra vocês que a história não prende tanto como parece na descrição acima, apesar de achar o filme bom. Porque dá aquela impressão de que já vimos um filme assim antes. Além disso, muitas cenas poderiam ter mais suspense e ação, pois no filme é possível seguir essa linha, acontece  que faltou isso em vários momentos, justamente para dar mais curiosidade e despertar o telespectador para continuar vendo.

Confira o trailer:

Vocês assistiram esse filme? Gostaram ou não?

Marvel: Thor – O Mundo Sombrio

Bom dia, gente! Resolvi dar uma pausa nas séries e falar sobre um filme que assisti recentemente no cinema: Thor – O mundo sombrio. É uma sequência das aventuras do deus do trovão da mitologia nórdica, adaptado como um super-herói dos quadrinhos pela Marvel Comics e levado aos cinemas pelo Marvel Studios.

A história conta que antes de haver luz no universo, os Elfos Negros reinavam absolutos. Mas depois, com o surgimento do nosso universo e a ascensão do reino de Asgard, tiveram que batalhar com os Nove Reinos e perderam sua hegemonia. Há milhares de anos atrás, o avô de Thor – Bor – liderou a batalha final contra os Elfos Negros liderados por Malekith, que detinham como principal arma o éter: uma força misteriosa que poderia trazer de volta a escuridão ao universo. Agora, quando o mundo se encontra novamente à beira de um nivelamento cósmico, os Elfos Negros e Malekith ressurgem de seu exílio para alçar seu objetivo.

Thor-2-O-Mundo-Sombrio-22abr2013-01

Na Terra, a astrofísica Jane Foster pesquisa as anomalias físicas relacionadas aos portais interdimensionais e acaba encontrando o éter, escondido numa dimensão perdida por Bor. Agora, Thor precisa deter a destruição do universo como o conhecemos ao mesmo tempo em que precisa proteger Jane e recorrer ao seu meio-irmão Lóki, que é o único em Asgard que pode ajudá-lo. O grande trunfo de O Mundo Sombrio está, novamente, na exploração da personalidade de Loki, que já dominou não apenas Thor, mas também Os Vingadores. O Mundo Sombrio é aquele que mais se aproxima de uma seqüência de Os Vingadores, porque a relação entre Thor e Loki é o centro de ambos.

thor-mundo-sombrio-final

Para quem não se lembra, em Thor, Loki é um vilão relutante, alguém amargurado que cresceu à sombra do irmão mais bonito e talentoso. E a amargura vira ódio quando descobre que é adotado: filho do rei dos Gigantes de Gelo. Em Os Vingadores, Loki está no auge de sua loucura, agindo desesperadamente para ganhar mais poder e atingir aquele que é o seu grande objetivo: tomar o trono de Asgard de seu pai adotivo, Odin. Em O Mundo Sombrio, Loki está preso, condenado à prisão perpétua por causa de seus crimes que cometeu (nos dois filmes anteriores). No entanto, de volta ao seu lar, tem que se confrontar com seus laços familiares, mesmo que não sejam de sangue. Este aspecto é mostrado de maneira espetacular em uma cena com sua mãe adotiva Frigga, o que serve para demonstrar a profundidade e até sensibilidade do personagem.

thor-mundo-sombrio2-e1375899757393

Após uma tragédia, Lóki precisa repensar seu papel em sua família adotiva e, quando seu irmão Thor vem lhe pedir ajuda, se estabelece a grande tensão do filme: Thor pode confiar nele ou não? Essa confiança será testada em uma batalha dos irmãos contra Malekith e Kurse, o mais forte dos Elfos Negros, e o resultado final irá surpreender os telespectadores. A ação do filme também é muito maior do que o anterior e mais bem resolvida. A relação entre Thor e Jane Foster é mais bem colocada desta vez; além de ficar no ar um possível triângulo amoroso com Lady Sif. O lado cômico continua sendo o forte da personagem Darcy – com mais aparições desta vez – e ela até ganha um reforço do Dr. Selvig, afetado pelos eventos de Os Vingadores

loki-thor

Resumindo, Thor – O Mundo Sombrio é mais um acerto do Marvel Studios. É um daqueles filmes para ir assistir com toda a família para rir e até se emocionar em algumas cenas! Chris Hemsworth (Thor) é um dos meus atores preferidos, mas devo admitir que Tom Hiddleston (Loki) roubou muitas cenas com sua atuação espetacular.

Confira o trailer abaixo:

E vocês já assistiram ao filme? Gostaram? Deixe sua opinião nos comentários!

Até a próxima,

Beijos!