O assunto sobre cuidar da saúde deu tão certo que hoje volto novamente a falar dele aqui no blog. Contei sobre meu emagrecimento neste post aqui e existem vários outros de receitinhas e motivação, caso você precise de um gás, vale a leitura. 😉

large (11)

Os dois últimos meses foram bem complicados de manter o foco total na dieta, isto é sem comer nada que esteja fora do plano alimentar. Mas, com as festas juninas e o inverno acabei deixando a disciplina de lado e me liberei comendo coisas que não comia fazia um tempo. O post é justamente pra voltarmos com força total e ter o equilíbrio de mente, corpo e alma lado a lado, vamos?

1) Dê uma basta nas besteiras

Sei que fast foods, refrigerantes, álcool, massas e doces é gostoso e quanto mais comemos mais desejamos comer. Infelizmente, a gente precisa dar uma basta neles quando queremos ver a mudança em nosso corpo. Meu irmão sempre me falava: “Faça coisas diferentes para ter resultados diferentes” uma frase que marcou bastante o período do meu emagrecimento. Portanto, comprometa-se com esta mudança, ela vai te fazer bem e o seu corpo vai agradecer por isso.

large (12)

2) Entenda o que te leva fora da rotina

Seus deslizes na dieta acontecem quando você tem um dia estressante? Fome provocada pelo tédio? Porque acontece a jaca? Sempre existe um porquê, muitas vezes a comida não é o problema nem o inimigo, ela é apenas um sintoma de algo mais que antecede o deslize, seja um motivo emocional, um hábito ou falta de organização e planejamento na sua alimentação. Eu sofro de ansiedade e me estresso muito fácil e quando isso chega no limite acabo me rendendo a doces. Mas, com equilíbrio como o que eu estou desejando no momento. Se puder anote os motivos que fazem você deslizar para encontrar as razões de sair da dieta tão facilmente.

3) Pesquise novas receitas para cozinhar

Motivação é um exercício que precisa ser trabalhado todos os dias e o estímulo constantemente é fundamental. Eu odiava cozinhar e depois que mudei meu estilo de vida, me arrisquei mais na cozinha e pesquisei várias receitas em blogs e contas do instagram. Assim posso variar minha alimentação, testar novos temperos, formas de preparo, texturas e até melhorar o aspecto visual do meu prato. Brincar com os sentidos faz com que a gente renove nosso foco! Tenho meu board amado de receitas e dicas no Pinterest, compartilho receitas fit, low carb e gordices. 😛

large

4) Compartilhe suas conquistas com outras pessoas

Tem muita gente que vai dizer que você não conseguirá emagrecer e outras vão torcer pela sua vitória é com estas que você deve permanecer. Esteja perto de pessoas que possam compartilhar experiências e dicas úteis pra superar seus obstáculos. Tente criar grupos no Facebook ou Whatsapp para trocar mensagens e ideias com pessoas que estejam passando pelo mesmo que você, isso ajuda muito.

5) O movimento é sexy!

É normal que a deprê pela escorregada na dieta acabe refletindo no seu compromisso com os exercícios físicos. Seja forte e pense que as atividades podem ser um alicerce positivo pra você manter firme a sua mudança de estilo. Se for preciso, mude o seu esporte pra te dar um gás a mais e um novo “refresh”.

Compartilhem suas ideias e inspirações, assim todo mundo se ajuda. 😀

Qual é a sua maior dificuldade em manter o foco na dieta? Qual é a sua besteira favorita?

Quem é leitora do blog, pode ver de pertinho todo o meu processo de emagrecimento, compartilhei vários posts aqui no blog contando sobre toda mudança no meu corpo. A ideia deste post, foi depois de acompanhar o emagrecimento de uma amiga da blogosfera neste post aqui você pode conhecê-la. Resolvi contar 10 fatos que não contei sobre o meu emagrecimento, vem ver!

large (8)

1) No início da reeducação alimentar, suspendi tudo o que gostava: sanduíches, milkshake, pães e suas variações, frituras e doces. Eu tirei da minha vida, porque gostaria de uma mudança significativa no meu corpo os resultados apareceram gradativamente.

2) Passei a tomar o dobro de água por dia. Comprei aqueles copos coloridos que a gente encontra nas lojas Uatt e Imaginarium, justamente para ficarem do meu lado e assim me dá mais vontade de tomar água. Acabou a água do copo? Eu reponho na hora. Ficar enrolando só atrapalha seu metabolismo, lembre disso! 😉

3) Carregar marmita faz parte da minha vida, sim! Quando vejo que vou para algum lugar que eu sei que não consigo me controlar em comer levo tudo comigo. Carrego minhas marmitas com lanches e comidas saudáveis.

4) No início da mudança na alimentação evitei de sair para lugares de comer. Recusei vários convites porque sabia que iria cair em tentação. Como estava focada, foi tranquilo seguir no meu objetivo. Atualmente, me libero para comer o que quiser, mas com equilíbrio.

5) Fiz uso de chás como o chá verde e hibisco (comprava o pacote com as folhas em lojas de produtos naturais). Eles não são milagrosos, mas aliado a uma alimentação saudável, ajudam a desinchar e fazer o intestino funcionar direitinho.

6) Cardápio diferente todos os dias pra quem está mudando a alimentação é fundamental. Variar na forma como você faz um suco, um lanche do dia, seu almoço, a ceia entre outros. Inclusive, se arriscar na cozinha praticando receitinhas caseiras é válido, viu?

7) Não pular as refeições é outro ponto que você não pode esquecer. Porque atrapalha seu metabolismo e organismo que está acostumando as mudanças. Caso, esteja com problemas de lembrar os horários que comeu, vale fazer bom uso de um despertador.

8) Fiz muito aeróbico na musculação. Variava entre bicicleta, esteira (caminhada, ladeira ou corrida), e elíptico. Eles foram importantes pra perder gordura e ganhar resistência.

9) Não fiz uso de shakes milagrosos, remédios e muito menos cirurgias plásticas. Porque queria emagrecer de forma saudável e correta!

10) Li muito sobre os alimentos, mudanças de hábitos na alimentação de pessoas, práticas de exercício e como nosso corpo vai mudando ao longo do emagrecimento. Isto foi essencial, pois me ajudou a ter uma visão diferente das coisas e não colocar dificuldades nas etapas seguintes.

E aí, qual fato mais te surpreende?

Algumas semanas atrás compartilhei aqui no blog a história do meu emagrecimento. Foi a partir dele que surgiram várias ideias e sugestões de posts e estou seguindo como prometido. Falei aqui sobre 8 motivos que me levaram ao emagrecimento e contei também sobre alimentação x exercícios. Hoje me pediram receitas práticas que fiz durante o emagrecimento. Eu faço no total de 6 refeições por dia (café da manhã, pré treino, almoço, lanche, jantar e ceia).

large (5)

Quando iniciei o processo de reeducação alimentar, o meu café da manhã era tomar um copo de suco verde. No meu plano de alimentação tinha algumas receitas, mas com o tempo enjoei e fui alternando as frutas, folhas pra dar um gosto melhor. Meu sabor favorito era este abaixo e o suco verde era composto por:

sucoverde

Suco Verde

– 2 folhas de couve

– 2 fatias de abacaxi

– 1 copo de água (natural ou gelada)

– 1 maçã cortada em cubos

– 1 pedaço de gengibre (cerca de 2cm)

Na internet tem várias receitas de suco verde e vermelho, que eu tomei também. O segredo é variar nas frutas e folhas e dar liberdade para experimentar outros sabores. Atualmente o café da manhã é mais consistente e há variadas opções, posso tomar um café com leite e escolher entre tapioca, crepioca, ovos mexidos, pão entre outros.

No meu pré treino eu escolhia uma fruta de minha preferência mamão, banana ou abacaxi e comia com 1 colher cheia de aveia ou chia, alternava entre essas duas porque com o tempo eu enjoei de ambas também. E comia 2/3 castanhas. Não passava fome em nenhum momento. Atualmente, sigo com a fruta, grãos e uma fatia de queijo minas. Mas, gosto bastante de batidas de frutas no liquidificador, minha preferida é o brigadeiro fitness, além de matar a vontade de doce, claro!

brigadeiro fitness

Brigadeiro Fitness

– 1 fatia de abacate

– 2 colheres de cacau em pó

– 1 colher de mel

ps: você pode trocar o abacate pela banana (congelada) ou biomassa de banana.

Meu almoço é composto por arroz, feijão, salada, verdura e carne. Alterno em frango, patinho e porco para também não enjoar, infelizmente não como nada de peixe e derivados. Meu almoço não alterou e continuo comendo da mesma maneira. Procuro deixar sempre bem colorido pra aumentar meu apetite!

large (4)

Meu lanche da tarde consistia em frutas ou sucos, eu amava bater no liquidificador morango, banana, chia e água, pode alternar com iogurte natural e deixar as frutas congeladas porque dá um gosto de sorvete, as castanhas de caju ou pará faziam parte da refeição também. Como gosto bem mais de doce, também fazia sorvete fake usando:

bananacongelada

Sorvete de banana fake

– 2 bananas congeladas em fatias

– 1 colher de pasta de amendoim

– Coco ralado

ps: aqui vale variar com outras frutas também, caso você não goste de amendoim ou coco. Eu colocava maracujá ou morango.

Hoje em dia, posso variar entre uma fatia de pão com queijo, torradas, suco integral. Tenho bastante opções! Hora do jantar não mudava tanto, geralmente repetia o que tinha no almoço, mas no começo eu não comia arroz durante a noite, trocava pela batata doce ou mandioca, porque possuem carboidratos mais baixos. Chegada a hora da ceia, eu tinha opções como frutas, iogurte, queijo ou mingau de aveia. Comi por muito tempo o mingau de aveia, leve nutritivo e viciante, veja como fazer aqui.

cremequibebe

Mingau de Aveia

– 3 colheres de aveia de flocos finos

– Água ou Leite (integral, zero lactose, desnatado entre outros)

– Canela ou cacau em pó

– 1 banana em rodelas

Como mencionei, meu plano de reeducação alimentar, foi mudando de acordo com os kilos perdidos. A dica que eu dou é: permita-se comer tudo, inclusive aquilo que você nunca experimentou. Ao longo da minha jornada, experimentei uma variedade de frutas que não gostava (kiwi era uma delas) e hoje amo. Legumes e folhas, nunca tive problema porque sempre gostei de comer.

Durante as minhas refeições fiz bolos integrais, cookies integrais e vitaminas para variar o cardápio e não cair em tentação. O meu maior aliado das receitas foi o blog da Mimis, recomendo bastante e algumas contas no instagram também. Querem dicas de perfis? Fica para um próximo post! 😉

E aí, tem alguma receita fit pra compartilhar?

Na semana passada, contei aqui no blog sobre o processo do meu emagrecimento, após isso surgiram várias ideias de post sobre motivação, alimentação e comportamento no geral que levaram a mudança do meu corpo. O que eu achei ótimo, já que é um assunto que eu gostaria de inserir no blog e de certa forma ajudar a vida de alguém. 😉

large

O assunto mais pedido foi o que me motivou ao emagrecimento. O primeiro deles foi a forma como eu estava: eu não me sentia bem comigo mesma, as roupas não ficavam boas, eu não queria sair de casa e me sentia indisposta e preguiçosa para tudo. Pode ter certeza que a motivação é um dos processos mais trabalhosos de se lidar, porque colocamos desculpas para tudo e isso vai virando uma bola de neve e quando você olha a balança tá lá nas alturas. Portanto, ao longo deste tempo mantive minha motivação ativa e fiz uso destas dicas abaixo:

1) Ler histórias de pessoas que emagreceram

Foi o que eu mais fiz. Ler histórias de pessoas normais que enfrentam problemas de saúde, levam a vida corrida do dia a dia, mas encontram forças para aliar exercícios e dieta em suas vidas. Lendo as histórias, vi casos bem piores que o meu e isso me deu mais forças para continuar. Aqui tem muitas histórias lindas para ler!

2) Alimentação é essencial

Assim que fui na nutricionista e ela passou uma dieta restrita. Pesquisei sobre alimentos: entender o processo de frutas, verduras e suas vitaminas, saciedade, chás, água, alimentos processados, gordura, proteína. Tudo pra entender como esses alimentos agem dentro do nosso corpo. Inclusive a alimentação reflete muito em nosso suor enquanto nos exercitamos, tá? Dá uma olhada neste artigo aqui super legal sobre Mindful Eating.

6c888e04f8d3e4244404cac0eec93937

3) Problemas no futuro

Depois de ler tantas transformações de pessoas que emagreceram tanto mais novas como mais velhas. Eu refleti na questão de problemas no futuro, por exemplo, se eu não conseguisse emagrecer agora? Com a obesidade batendo na porta, isso poderia ocasionar problemas no joelho ou em outras parte do corpo, como diabetes, colesterol, excesso de pele entre outras doenças irreversíveis. Sim, sei que pode parecer loucura para algumas pessoas, mas fiquei pensando nestes problemas que poderiam surgir e atrapalhar toda minha vida.

4) Fotos e Frases de inspiração

Se você tem um mural de fotos no seu quarto ou adora redes sociais de fotografia, vale muito fazer bom uso delas pra ajudar na motivação. E eu fiz isso, espalhei várias frases motivacionais entre elas “Stay patient and trust your journey”, “Deixe o seu sucesso fazer barulho”, “Focus on the good” e muitas outras. Salvei fotos de pratos saudáveis e coloridos, pessoas se exercitando, mudanças de corpo (antes x depois) e corpo que eu gostaria de ficar. A partir do momento que você visualiza essas imagens diariamente, sua mente se habitua naquilo que te faz bem! Meus vícios diários ó Weheartit e Pinterest.

5) Como eu gostaria de ficar

Eu tenho várias celebridades como inspiração para o corpo e 2 delas são bem parecidas comigo, referente a estrutura corpórea: quadril largo, coxa grossa e cintura fina. Juliana Paes e Jennifer Lopez, duas musas que lutam pelo corpo saudável não só pela estética como saúde também. Ambas fazem dietas e praticam exercícios para manter o corpo em dia. Enquanto emagrecia, corri atrás de informações para saber o que elas faziam para ter corpos tão bonitos. Nada de mistério é se reeducar na alimentação e malhar! A dica que eu dou é você procurar celebridades que admira que possui estrutura física parecida com a sua e se inspirar nela, não precisa pesar e ter a mesma medida, mas ter como uma inspiração, tá?

large (1)

6) Força do pensamento é importante

Ao longo do emagrecimento eu fui escrevendo em um caderninho as coisas que eu desejava almejar para os meses que viriam. Por exemplo, em julho eu queria estar pesando 65kg, em outubro 60kg e seguia esse padrão até completar a reta final. Uma frase que sempre me ajudou e eu passo pra vocês é: Acredite em você mesmo! Pensar positivo te leva pra outros horizontes. Além disso, escrevi o número/tamanho e todas as roupas que eu gostaria de vestir quando ficasse mais magra entre eles: short jeans, saias, vestidos, blusa de alça fina, salto alto e usar 38.

7) Cozinhando e aprendendo

Quem segue um plano alimentar sabe que alguma hora tudo o que estiver escrito ali, vai se tornar enjoativo. Isso aconteceu comigo várias vezes. Daí, parti para blogs e contas do Instagram saudáveis, por lá encontrei muitas receitas de lanches, sucos e vitaminas. Por incrível que pareça, nada difícil e sim gostoso! Dá pra aliar a sua dieta sem sair do seu plano alimentar. Caso, esteja com dúvida troque informações com a sua nutricionista!

large (3)

8) Seu exercício favorito é?

Sei que para muitas pessoas é difícil fazer exercício. Porque primeiro todo mundo tem preguiça, coloca mil desculpas, não tem paciência, os resultados não aparecem de imediato e acabam desistindo, se você fez isso é pra tentar de novo e com outro esporte. Encontrar uma atividade física que te dê prazer e felicidade é fundamental, a partir do momento que você vai pra aula de dança, natação, luta, musculação sorrindo é porque a endorfina entrou em você e não vai te largar tão cedo! Portanto, experimente todos os exercícios que tiver o que te deixou feliz é este que é pra praticar, beleza?

large (2)

Outra coisa que fiz também foi assistir documentários no Netflix (Fed Up e Sugar x Fat) sobre saúde, eles ajudaram a ter um controle na alimentação. Mais posts virão, take it easy! 😉

E aí, motivadas?