Se eu pudesse adicionar um filme na lista de indicados ao Oscar deste ano, eu teria colocado Animais Noturnos. Assisti ele tem um tempinho e só lembrei agora que eu tinha esquecido completamente de falar pra vocês aqui no blog. É um filme inteligente e muito interessante, envolve mistério, histórias e tem atores de peso no elenco e é basicamente isso que motivou eu assisti-lo. 🎞📽

O longa gira em torno de Susan (Amy Adams) uma artista de sucesso, casada, tem uma filha e um dia recebe um livro misterioso escrito pelo ex-marido. A cena de introdução do filme serve visivelmente para chamar atenção, pois mostra mulheres acima do peso nuas e dançando, na verdade são mulheres com muito excesso de pele e peso, usadas na exposição da galeria de Susan, mostrando seu sucesso, algo que não existia quando estava com seu primeiro marido, o escritor Edward (Jake Gyllenhaal).

À medida em que Susan vai lendo o livro, vamos vendo cenas de flashbacks com o casal, mostrando os motivos que levaram a separação e o quanto a protagonista o considerava fraco. No livro, Tony (Jake Gyllenhaal) é um homem que estava viajando à noite com sua mulher e filha, numa estrada deserta e são encurralados por três homens. Todo suspense e angustia que a família vive traz a sensação de desespero e sufoco. O que acontece na estrada marca para sempre a vida de Tony, que depois de muito tempo ainda conta com a ajuda do Xerife local para buscar pelos homens daquela noite.

Aos poucos entendemos como a vida de Susan é vazia. Toda expectativa é construída para uma possível mesclas de histórias paralelas: a do livro e da vida de Susan, mas as histórias não se intercalam como gostaríamos. Outro ponto marcante do filme que é possível perceber, Susan é rodeada por poucas cores, numa estética que dialoga com o vazio de sua vida, sem emoção. As poucas cores que aparecem são escuras e também combinam com sua personagem. Conforme Susan vai lendo a história de Tony, começa a entender que fez escolhas erradas na vida.

Confira o trailer:

Excelente atuação de Amy e Jake, a fotografia do filme é extremamente precisa em suas cores e foco, acho que Tom Ford fez um ótimo trabalho por trás disso. É um filme para quem realmente ama cinema, pois envolve suspense, thriller psicológico criado de uma forma que nos prende do começo ao fim. 😁😁

Já assistiram?

Sessão Pipoca: Nocaute

Entre o vai e vem das minhas escolhas não tão exclusivas na hora de selecionar um filme legal para compartilhar aqui o desta semana pode agradar ou não muita gente. Isso porque o filme envolve drama e ação e tem Jake Gyllenhaal como boxeador no elenco o que faz muita mulheres deixar outros filmes de lado para ver o gato na telinha.

Nocautefilme

Nocaute acompanha a história do boxeador Billy Hope (Jake Gyllenhaal) ele foi criado em um orfanato em Nova York e conseguiu tudo através do esporte, inclusive sua carreira de boxeador. No auge da carreira, ele nunca perdeu uma luta, sua esposa Maureen (Rachel McAdams) não tem certeza de quanto tempo ele vai aguentar essa vida. O casal tem uma filha de 13 anos a pequena Leila (Oona Laurence) eles moram numa mansão enorme e cheia de carros de luxo.

Nocaute - Jake Gyllenhaal

De repente tudo vira de cabeça pra baixo, Billy se encontra com um boxeador rival e os dois começam uma briga, Maureen tenta separar os dois com ajuda de outros homens e acaba levando um tiro. Billy sem nenhum dinheiro no bolso acaba se envolvendo com álcool, após um acidente de carro ele perde a custódia de sua filha. Sem saber o que fazer ele corre atrás de um emprego para tentar reerguer sua vida e a confiança de sua filha novamente. Ele procura emprego em uma academia e por lá encontra o treinador Tick Will (Forest Whitaker) um homem que valoriza as qualidades e fraquezas, principalmente de seus alunos por estarem na luta.

Confira o trailer:

Não é preciso mencionar que a atuação de Jake está impecável, aparência de um boxeador profissional, porte físico condizente e expressões realistas e marcantes. As poucas cenas feitas com Rachel demonstram uma ótima conexão entre os dois. Achei algumas cenas do filme bem entediantes, mas gostei do filme.

Assisti o filme aqui.

E vocês, já assistiram? Gostam de filme neste estilo?

Para assistir: Os Suspeitos

Bom dia, gente! Voltei ao meu dia habitual de post. Hoje eu trouxe uma resenha de um filme que eu assisti com a Fernanda e a Wanessa ontem, o título em inglês é ‘The Prisioners’ e em português ‘Os Suspeitos’.  Sabe quando você assiste a um filme tão bom que quando acaba você fica refletindo por uns minutos? E você se pergunta: o que foi isso? É exatamente o que eu senti quando os créditos vieram de repente. Os Suspeitos é uma trama desafiadora, intrigante e muito, muito intensa. Não sou nenhuma crítica de cinema, mas eu posso dizer que meu julgamento para filmes é razoavelmente bom, e minhas companheiras de blog estão aí para não me deixar mentir: o filme é sensacional. Enfim, mas vamos as vias de fato.

prisoners_1

Os Suspeitos é um suspense da Warner Bros, protagonizado por Hugh Jackman e Jake Gyllenhaal.  A história inicia-se no dia de ação de graças, dia em que as filhas de Keller Dover (Hugh Jackman) – um carpinteiro e dedicado pai de família – e Franklin (Terrence Howard), são sequestradas sem deixar qualquer sinal. O único suspeito Alex (Paul Dano) é um rapaz de 26 anos com idade mental de uma criança de 10 que mora num trailer no quintal da sua tia. O detetive Loki (Jake Gyllenhaal <3) responsável pelo caso, não consegue manter Alex preso por falta de provas, apesar do empenho dos investigadores, nada pode acusá-lo, não existem provas suficientes. Sem saída e desesperados, Keller Dover e Franklin, passam a agir com as próprias mãos.

14649484

Poderia ser um filme qualquer sobre seqüestros, mas este roteiro te leva ao ápice do desespero mental, intrigando cada passo, instigando cada cena como se você pudesse descobrir o segredo dessa trama. (Fernanda que o diga, não é? Haha)

Você consegue ver nos olhos de um pai o desespero que o leva a fazer qualquer coisa para encontrar sua filha, passando do limites da razão de um ser humano. Então você se vê julgando as atitudes de Dover, mas quem garante que a mais digna das pessoas poderia agir diferente quando se trata de um filho? São discussões complicadas que o filme te faz refletir durante as cenas de tortura. Enquanto isso, o detetive se vê perdido em um labirinto de intrigas, seguindo seu código de ética sem encontrar nenhuma saída. Esse é definitivamente um filme que coloca os valores familiares, sociais e religiosos em jogo. A atuação de Hugh e Jake está impecável, eles interpretaram cenas muito emocionantes transmitindo bem aqueles sentimentos.  O final é inesperado, já aviso, mas vale a pena!

Os_Suspeitos_Destacado

Se você, assim como eu, gosta de filmes que lhe fazem pensar, sofrer de tanta agonia na cadeira tentando descobrir uma solução, assista!

Confira o trailer abaixo:

Espero que tenham gostado da dica :). Já assistiram?

Bom dia, leitoras! Para essa semana eu escolhi um dos meus atores favoritos, Jake Gyllenhaal. Suas interpretações, a maioria pelo menos, foram muito bem recebidas pelas críticas, resultando em declarações como a seguinte:

“Gyllenhaal alça o truque difícil de parecer tanto uma pessoa suavemente normal como uma profundamente perturbada, frequentemente dentro de uma mesma cena”

jake-gyllenhaal-1

Os seguintes filmes são os meus dois preferidos de sua longa lista de atuações: Donnie Darko e o Príncipe da Pérsia.

Donnie Darko (2001)

Dirigido por Richard Kelly e produzido por Drew Barrymore.

O que chama a atenção no filme é seu personagem e seus distúrbios mentais, que o fazem ver um coelho gigante chamado Frank que o manda cometer diversos atos de vandalismo. O interessante de tudo o que acontece em decorrência disso – como Donnie enlouquecendo aos poucos, os personagens secundários se interessando cada vez mais por ele e eventos misteriosos – faz parte de algo maior que vocês podem constatar ao assistir o filme!
Donnie-Darko-filmes-cult-e1358515357118

Donnie Darko é um jovem esquizofrênico que teme as mensagens do dia do Juízo Final, ditas por um coelho gigante. O que parece absurdo de início é na verdade uma misteriosa e encantadora viagem pela mente atormentada de Donnie, até o conceito dessa viagem no tempo transformar para sempre a sua percepção da vida e o destino das pessoas que o rodeiam.

Além de abordar viagens no tempo, emprega assuntos como teorias de física quântica somadas às críticas em relação à igreja, o relacionamento familiar, a falta de preparo das instituições de ensino e a professores déspotas que impõe uma ideia sem notar quão alienados e inerentes as regras da sociedade estão.

Donnie Darko (L - R) Jake Gyllenhaal & Jena Malone © Warner Brothers Int TV

O filme é definitivamente uma obra única e peculiar no melhor sentido possível. Não só dentro das experiências sensoriais e visuais além de todos os símbolos e códigos abordados que enriquecem o tema principal.  A cena onde Jake deixa bem claro o quão competente ele é com o seu trabalho é a em que ele está na sala da diretoria e sua diretora fala em voz alta o que ele disse para ela durante a aula. A expressão que Jake faz em seguida é simplesmente genial. Com toda a certeza esse foi o trabalho em que ele se destacou mais e um dos que mais exigiu de sua capacidade. Em minha opinião, uma excelente atuação pelos seus vinte e um anos na época.

Prince of Persia (2010)

O filme é dirigido por Mike Newell, produzido por Jerry Bruckheimer e com roteiro do criador do jogo eletrônico, Jordan Mechner.

Dastan, quando menino, foi encontrado pelo rei no que chamavam de mercado da cidade e devido a bravura que o menino apresentou o Rei se encantou por ele e o adotou. Ainda assim Dastan possui um brilho próprio, é carismático, aventureiro e adora desafios, quase sempre sendo o centro das atenções. Quando um de seus irmãos decide invadir e conquistar um território vizinho, Dastan o apoia na batalha. Quando vencem a guerra Dastan tem em mão uma belíssima adaga, diferente de todas que ele já viu. Esta era guardada cuidadosamente pela princesa de Alamut, Tamina. Porém, Dastan nem imagina que a adaga que ele possui e exibe não é só um simples e belo artefato, ela tem poderes e nas mãos da pessoa errada pode causar sérios problemas.

prince-persia-photo19

Dastan é encarregado de entregar ao seu Pai e Rei uma túnica belíssima, como um presente. A túnica foi envenenada levando o Rei a morte quase que de imediato na frente de todos, obviamente Dastan se torna culpado e acusado de traição o mesmo tem de fugir as pressas com a adaga e a princesa Tamina que insiste em acompanhá-lo para protegê-la.

Nessa jornada, Dastan descobre o verdadeiro poder da adaga e o motivo da princesa ter se empenhado tanto em mantê-la a salvo. Ele percebe então que sofreu um golpe e que estão tentando destruir o reino. Durante o filme, o príncipe procura por provar sua inocência e muitas cenas de ação surgem.

Prince-of-Persia-Film1

Os viciados em jogos de vídeo-game ficaram decepcionados com o filme, assim como aconteceu com  Lara Croft: Tom Raider e outros filmes baseados em vídeo-game. Eu particularmente adorei e achei muito divertido, principalmente por ter uma boa dose de romance e homens da idade média com belos corpos seminus lutando e exibindo toda sua virilidade na ponta de suas espadas.

Pra quem já viu os filmes ou pelo menos um deles, compartilhem com a gente o que vocês acharam. E pra você que ainda não assistiu, boa sessão!

Beijinhos!