Olá pessoal, como estão? Eu estou ótima e gostaria de declarar o meu amor por Minas Gerais. Socorro, como é bom passar pelo menos uma semana por lá. Enfim, vou logo ao assunto, hoje eu continuo falando de uma das minhas séries favoritas da Meg Cabot, Os Mistérios de Heather Wells. Que bom que gostaram da indicação. Semana passada eu falei sobre os dois primeiros livros o Tamanho 42 não é gorda e o Tamanho 44 também não é gorda. (Para quem perdeu é só clicar aqui!)

Heather Wells_livro 3

3 – Tamanho não importa

Aqui no terceiro livro a vida de Heather parece finalmente estar entrando nos eixos, seu pai finalmente irá se mudar do apartamento que ela divide com Cooper e Ted Tocco, seu professor de matemática, é o seu novo namorado que quer ajudá-la a emagrecer e seu trabalho na Faculdade de Nova York continua na mesma. Em um dia comum de trabalho o não tão agradável Dr. Owen Broucho – diretor interino do Alojamento da Morte (apelido mais que carinhoso que o Conjunto Residencial Fisher ganhou após os últimos eventos) e terceiro chefe de Heather em menos de um ano – é assassinado dentro de sua sala com um tiro na cabeça. A polícia de Nova York tem certeza que o assassino é o líder estudantil Sebastian, possível namorado de sua amiga e assistente Sarah. A ex-popstar tem que usar o seu faro investigativo para livrar o rapaz das acusações, enquanto tenta descobrir o que Ted tem de tão importante para perguntar e pensa na proposta irrecusável que seu pai tem para trazê-la de volta ao mundo da fama. Sem contar que agora Cooper anda mais charmoso que o normal e ele parece pensar a mesma coisa da companheira que mora no andar de cima.

Heather Wells_livro 4

4 – Tamanho 42 e pronta para arrasar

No quarto livro Heather finalmente está amando a sua vida. Ela agora é a namorada de Cooper Cartwright seu antigo senhorio no prédio de tijolinhos e ex-cunhado. Mas não é dessa vez que os dois vão se livrar de qualquer ligação com a família Cartwright. Tania Trace, a atual esposa de Jordan Cartwright – ex-namorado de Heather e irmão mais novo de Cooper – é a mais nova estrela do rock. Ela e Jordan são os queridinhos da América e até ganharam um reality show para mostrar a todos o seu amor. Mas depois que diversos acidentes estranhos começam a acontecer a pessoas próximas a Tania, a estrela do reality show decide mudar a locação do “Acampamento de Rock Tania Trace” para o Conjunto Residencial Fisher, já que Heather é a única pessoa na qual ela confia sua vida no momento. Apesar de nem ela e Cooper quererem algum contato com os Cartwright ou com a fama dos “queridinhos da América”, eles tentam desvendar o misterioso caso que envolve uma das protagonistas do programa.

Eu comecei a ler esses livros há 7 anos, eu ainda estava no ensino médio, e como eu disse semana passada eu amo a série da Heather Wells e ela é definitivamente uma das minhas personagens favoritas da Meg Cabot. Ela é uma fofa que só quer o bem dos alunos do conjunto residencial, é super determinada, corajosa e uma sonhadora pés no chão. Sem contar que ela é hilária e não consegue evitar sempre falar de comida em algum momento.

Eu sou uma fã assumida da Meg Cabot então sou bem suspeita para falar do quanto eu gosto da escrita dela. Nessa série ela se supera e consegue transformar uma mulher comum em uma heroína. Os livros são cheios de comédia, suspense e até alguns dramas. Os finais são inesperados. Nada de já saber o que vai acontecer faltando três capítulos para acabar. Vale muito à pena dar uma conferida em todos. E para esse ano está previsto o lançamento no Brasil – pela Galera Record – do quinto livro, The Bride Wore Size 12, ainda sem tradução do título. Nem preciso dizer que dei alguns gritinhos de felicidade.

Espero que tenham gostado das indicações. Alguém já conhecia a série? Semana que vem tem mais.

Beijos

Olá pessoal, como estão? Copa acabou, festa acabou, mas eu estou feliz já que semana que vem irei tirar uma folguinha e dar uma fugida rápida de Brasília. Enfim, como eu não estou aqui para falar das minhas férias, vou logo ao assunto, eu to aqui para indicar uma das minhas séries de livro favorita da Meg Cabot, Os Mistérios de Heather Wells. Hoje eu vou falar sobre os dois primeiros livros. Espero que gostem!

Antes de tudo vou apresentar a maravilhosa protagonista, Heather Wells é uma ex-estrela do pop que chegou ao fundo do poço. Não faz mais shows em shoppings, perdeu o namorado, a gravadora, ganhou dois números no manequim, o pai está preso e a mãe fugiu para Argentina com todo o seu dinheiro e seu agente; e agora a cantora trabalha como inspetora do Conjunto Residencial Fisher na Faculdade de Nova York.

Heather Wells_livro 1

1 – Tamanho 42 não é gorda

No primeiro livro da série Heather Wells está começando a se acostumar com a sua nova vida de ex-popstar e atual inspetora. Quando a moça acha que tudo está entrando nos eixos, uma estudante do conjunto residencial é encontrada morta no poço do elevador do campus. Todos acreditam que a morte da jovem foi acidental, mas Heather acredita que aquilo possa ter sido um assassinato. Mesmo assim ninguém quer escutá-la – nem a polícia, nem seus colegas de trabalho e nem Cooper Cartwright, o maravilhoso investigador particular que é dono do prédio de tijolinhos onde ela mora -, e eles continuam a ignorá-la quando outras alunas começam a aparecer mortas da mesma forma que a primeira fora encontrada. Heather então decide iniciar uma nova carreira: a de detetive. Ela então começa a trabalhar para descobrir a verdade por trás das diversas mortes.

**Foto do livro com a capa antiga. 

Heather Wells_livro 2

2 – Tamanho 44 também não é gorda

Na continuação Heather já está mais do que acostumada com a sua nova vida, agora ela é diretora-assistente do conjunto residencial e começou a estudar de graça na faculdade. Ela agora está tendo que lidar com casamento do seu ex-namorado mega famoso, que toda a imprensa está chamando de “O Casamento de Celebridade da Década”. Após ajudar a polícia a descobrir quem era o responsável pelos crimes do poço do elevador, Heather agora tem que lidar com algo mais sério do que o casamento da década. A cabeça de uma líder de torcida foi encontrada dentro de uma panela de sopa no refeitório da faculdade e o corpo da jovem está desaparecido. Além de ter que cuidar de vários alunos desesperados, o pai ex-presidiário resolveu fazer uma visita inesperada pedindo um abrigo temporário no prédio de tijolinhos. Heather então entra de cabeça em uma nova investigação, que a ajuda um pouco a esquecer os problemas familiares e faz com que ela trabalhe ao lado do maravilhoso Cooper Cartwright.

Devo dizer que eu amo a série da Heather Wells e ela é uma das minhas personagens favoritas da Meg Cabot. Ela é uma pessoa comum completamente determinada a ajudar e salvar os alunos do Conjunto Residencial. E eu acho muito legal que em cada livro nós percebemos como a Heather vem amadurecendo e começa a superar o que aconteceu com ela no passado, tudo isso sem deixar o humor de lado.

Os livros são recheados de muita comédia, suspense e alguns dramas, tudo na medida certa. A Meg Cabot tem o dom de fazer tudo isso dar certo em um livro sem perder o jeito. Mas eu sou uma fã dela, então posso ser suspeita na hora de elogiar a escritora.

Espero que gostem da indicação. Alguém já conhecia? Semana que vem tem a continuação com os dois últimos livros da série.

Beijos

Mais Meg Cabot, por favor!

megcabot

Olá gente linda, como vocês estão? Todo mundo de férias, dormindo 12h seguidas e sendo feliz? Queria isso pra mim, mas esse negócio de estudar pra concurso acabar com a nossa vida. Enfim, vamos falar de coisas boas. Essa semana eu resolvi sair da minha zona de conforto e resolvi indicar livros para vocês.

Quem nunca ouviu falar de Meg Cabot? Se você não sabe quem é, por favor, sente-se ali no cantinho e pense sobre o que você tem feito na vida. Okay, estou brincando, mas sempre vou achar muito estranho alguém me falar que não conhece a fofíssima da Meg. Ela é definitivamente a minha escritora favorita. Já li tantos livros dela que foi até difícil escolher de quais eu falaria hoje. Resolvi falar de uma das minhas séries favoritas, a do garoto.

livros meg cabot

1 – O Garoto da Casa ao Lado (2004)                                                             

Esse livro conta a história de Melissa Fuller, uma jornalista de celebridades que está prestes a perder o emprego por conta de seus diversos atrasos. Numa certa manhã, Mel está atrasada pela 37ª vez, mas dessa vez ela tem uma desculpa muito boa: ela estava socorrendo Helen Friedlander, sua vizinha de oitenta anos, que entrou em coma por ter levado uma pancada na cabeça após um misterioso atentado. Mel, como uma boa jornalista, já enxerga esse caso como um gancho para uma grande matéria sobre as velhinhas indefesas de Nova York. Ela faz de tudo para que seu editor publique a matéria, mas antes disso ela precisa entrar em contato com o sobrinho da senhora Friedlander, Max Friedlander, que supostamente estava no apartamento para cuidar dos bichinhos da velhinha. O que Mel não sabia era que quem estava no apartamento para tomar conta de tudo era John Trent, um rapaz muito bem apessoado que abdicou da fortuna da família para ser repórter polícia no jornal concorrente ao de que a moça trabalha. John estava devendo alguns favores para Max e por isso concordou e ficar no apartamento fingindo ser o sobrinho de Helen por algum tempo. Mel consegue marcar uma entrevista com Max, que na verdade é o John, e a partir daqui ela começa a ter diversos problemas.

2 – Garoto Encontra Garota (2006)

Nesse livro nós conhecemos Kate Mackenzie, assistente da diretora do RH, a TPM (Tirana, Perversa e Maldosa), mas também conhecida como Amy Jenkins. Atualmente a moça mora no sofá da amiga Jen, tudo porque o seu ex-namorado que a enrolou por dez anos se recusou a assumir um compromisso mais sério para viver um dia de cada vez (YOLO! Haha). Como se a vida de Kate não pudesse piorar, a TPM manda ela demitir a funcionária mais fofa da empresa, a doceira Senhora Lopez, que resolve processar Kate e o jornal por demissão sem justa causa. O tribunal é definitivamente o último lugar onde alguém esperar encontrar o amor, mas foi bem lá que o amor encontrou Kate. Mitchell Hertzog o advogado que representa o jornal onde ela trabalha. Kate odeia advogados, só que esse advogado em especial tem um corpo escultural e lábios muito fortes. Um dos motivos para ela detestar advogados é a falta de escrúpulos deles, principalmente quando ela é demitida por isso.

3 – Todo Garoto Tem (2007)

Aqui nós conhecemos o casal Holly e Mark que marcam uma viagem que tinha tudo para dar certo. Os dois decidem fugir para se casar em uma vila no interior da Itália, tentando evitar o conflito entre as famílias devido à diferença de religião entre elas. Para acompanhá-los como madrinha, dama de honra, melhor amiga e tudo mais, a cartunista Jane Harris, um jovem divertida que está super empolgada com a sua primeira viagem ao exterior. E como padrinho e melhor amigo, Mark convidou Cal Langdon, um jornalista internacional que passou os últimos anos em campos de guerra e vários lugares inóspitos. No aeroporto os dois já passam a se odiar profundamente. Enquanto Jane acha o jornalista um chato, um cínico que não acredita em amor e nem conhece o gato que é o personagem de quadrinhos criado por ela, a impressão que Cal tem da moça é que ela é uma mulher maluca cujo fato mais interessante que ela sabe sobre o Coliseu é que a Britney Spears gravou o comercial da Pepsi lá. O que ninguém esperava era que somente esses dois pudessem salvar o casamento de seus melhores amigos, que ficam doentes e não conseguem toda documentação necessária, para isso eles resolvem abandonar os problemas que têm um com o outros e ajudam os amigos a realizar o sonho de se casarem.

Os três livros da Meg são escritos em forma de e-mails, memorandos e diários. Todas as histórias são independentes uma das outras, ou seja, não importa a ordem na hora de ler. A única coisa que conecta os livros são os personagens, os protagonistas de um dos livros podem aparecer como secundários em outro. Visto que quase todos trabalham no mesmo jornal, o New York Journal.

A leitura deles é uma delícia. Lembro de ter demorado 1 dia lendo cada um. A Meg sabe como ninguém escrever comédias românticas leves e divertidas. O meu favorito é o Todo Garoto Tem, já que a dupla se odeia é hilário ver o jeito que Cal fala da Jane e vice versa, é possível gargalhar muitas vezes.

Gostaram das indicações? Já conheciam essa série ou algum dos livros? Semana que vem tem mais.

Beijos.