Sessão Pipoca: A Casa Monstro

Olá gente linda, como estão? Essa semana a Carol já falou sobre A Entrevista com o Vampiro, que apesar de ser um filme que eu assisti há mil anos, eu me lembro que ele é excelente. Mas para não fugir daquela proposta de falar de filmes relacionados ao Halloween, eu escolhi um filme bem diferente e bem menos obscuro do que o de semana passada ou do que a Carol já falou.

casa monstro 3__

A Casa Monstro (Monster House, 2006) conta a história de um garoto de 12 anos, DJ Walters (Mitchel Musso), que acredita que há algo de estranho na casa do seu vizinho, o velho Nebbercracker (Steve Buscemi), que fica do outro lado da rua. Tudo o que passa perto ou cai no quintal da casa simplesmente some, incluindo brinquedos e animais de estimação. Na véspera do dia das bruxas os pais de DJ saem da cidade para participarem de uma convenção de dentistas, deixando o menino sob os cuidados de Elizabeth “Zee” (Meggie Gyllenhaal). Naquele dia, DJ e seu amigo, Charles “Chowder” (Sam Lerner) estão brincando com uma bola de basquete próximo a casa e deixam a bola cair no quintal, que some misteriosamente. O senhor Nebbercracker encontra DJ na hora em que ele está tentando recuperar a bola, porém o senhor sofre um ataque cardíaco e é levado para o hospital. Naquela noite, o menino começa a receber ligações da casa do senhor Nebbercracker, porém ninguém responde do outro lado.

Do dia das bruxas, Jenny (Spencer Locke), uma amiga de ambos passa pela rua vendendo chocolates de Halloween e ao ir para o quintal do senhor Nebbercracker a casa tenta comer a menina, porém DJ e Chowder chegam antes que o pior aconteça. Os três ligam para a polícia para alertar a todos sobre o perigo que é a casa, mas ninguém acredita neles.

casa monstro 2__

O trio então recorre a Skull (Jon Heder) – um preparador de pizzas que ficou famoso por ter passado quatro dias seguido jogando vídeo game – que acredita que a casa tenha adquirido uma alma humana e que o único modo de eliminar o perigo seja acertando-a direto em seu coração. Eles acreditam que o coração da casa seja a lareira, visto que a chaminé tem soltado fumaça desde o dia que Nebbercracker foi para o hospital. Chowder então monta um boneco feito com um aspirador e outros objetos e dentro ele coloca um remédio de gripe, que faria a casa dormir por tempo suficiente para apagarem o fogo da lareira. Porém Landers (Kevin James) e Lester (Nick Cannon), os policiais, chegam e acabam com o plano deles. Os policiais colocam o trio dentro do carro de polícia e vão analisar a casa, mas a casa come a todos, inclusive a viatura.

A casa cai no sono e eles começam a exploração. De início eles caem no porão e lá encontram uma coleção de brinquedos acumulados pelo senhor e uma caixa coberta de cimento, onde está o corpo de Constance (Kathleen Turner), a esposa de Nebbercracker. A casa acorda e percebe que todos estão dentro dela e começa diversos ataques. DJ, Chowder e Jenny forçam a casa a vomitá-los para fora da mesma. O senhor Nebbercracker volta do hospital e revela para as crianças que a casa está possuída por Constance.

casa monstro__

Nebbercracker então conta sua história com Constance e revela que em um Halloween quando seus filhos atormentavam a esposa, ela tentou feri-los com um machado, mas perdeu o equilíbrio e morreu nas fundações da casa. O cimento enterrou a mulher e Nebbercracker terminou de construir a casa, pois sabia que era o que ela queria. Sabendo que o espírito de Constance tinha deixado a casa “viva”, o senhor fez de tudo para manter todos bem longe dela, fingindo não gostar de crianças.

DJ fala para o senhor que é hora de deixar Constance ir embora, mas a casa escuta e se solta de sua fundação e começa a perseguir o grupo para um local em construção. Nebbercracker tenta convencer a mulher de que ela deveria morrer de uma vez por todas e eles tentam explodir a casa. Após muito esforço, DJ consegue jogar uma dinamite na chaminé da casa, destruindo-a. O trio vê o senhor com o fantasma de Constance pela última vez antes que ela desapareça.  Eles se desculpam pelo ocorrido, mas Nebbercracker agradece a todos por terem libertado ele e Constance.

Qual a relação do Halloween com A Casa Monstro? Quase nenhuma, confesso. Mas o fato de uma casa ter vida própria e engolir tudo o que passa pelo quintal e se libertar de sua fundação para correr atrás de um grupo de crianças justo na noite de Halloween já basta. As cenas que ocorrem dentro da mesma são ótimas. As crianças tendo que descobrir quais são as “partes do corpo” da casa para conseguirem sair de lá é uma das minhas favoritas e vem logo atrás da perseguição no meio da rua.

A ideia inicial para A Casa Monstro é que ele fosse feito com personagens reais. Porém os produtores perceberam que seria muito difícil realizar a cena do clímax do filme. Eu fico imaginando se essa versão seria tão boa quanto à animação. Provavelmente não. Não consigo imaginar esse tipo de filme com atores reais.

Enfim, espero que tenham gostado da indicação dessa semana. A Casa Monstro é um filme que vale a pena tirar duas horas do seu dia para assistir. A história é muito bem construída.

Semana que vem tem mais.

Beijos.

Olá gente linda, como estão? Setembro durou uma semana e nós já estamos em Outubro. E Outubro é mês de quê? De Halloween. Eu sei que o feriado não é tão popular no Brasil como é nos Estados Unidos, mas querendo ou não meio que já faz parte do nosso calendário. Com isso eu resolvi fazer uma série com filmes envolvam o Dia das Bruxas. E não, dos filmes que eu escolhi nenhum é de terror. Eu até gosto bastante do estilo, mas achei que ia fugir um pouco do propósito se eu colocasse. Mas quem sabe até o fim do mês eu mude de ideia e apareça algum por aqui.

the nightmare before christmas 3_                                                                 

O primeiro filme da lista é para quem ama Tim Burton e suas criações. O Estranho Mundo de Jack (The Nightmare Before Christimas, 1993) conta a história de Jack Skellington – o Rei das Abóboras – um esqueleto que vive na Cidade do Halloween. Lá todos passam o ano organizando as festividades do Halloween. Após mais um dia celebrando a data Jack se sente cansando de ter que fazer as mesmas coisas todos os anos. Com isso o esqueleto resolve andar pela floresta e sai dos limites da cidade encontrando um local com vários portais que levam para algum tipo de festa, como a Páscoa, Ação de Graças, entre outras.

Jack acidentalmente acaba atravessando o portal da Cidade do Natal. Por não estar acostumado com tantas cores e com tantos enfeites, ele fica impressionado com o espírito natalino e conta para todos os cidadãos da Cidade do Halloween. Ao perceber que ninguém estava entendendo muito bem sobre o que ele estava falando, Jack convence a todos de sequestrarem o Papai Noel e fazerem o seu próprio Natal. Cada residente recebe uma tarefa, enquanto Sally – uma boneca de trapos criada por um cientista maluco – começa a sentir uma atração por Jack e a temer que os planos do Rei das Abóboras terminem de uma forma desastrosa. Os encarregados de sequestrar o bom velhinho são três crianças que acabam o entregando para Oogie Boogie – um bicho papão verde – que decide transformar a vida do senhor em um jogo de azar, que é um dos passatempos da criatura.

the nightmare before christmas 2_

A véspera de Natal chega e mesmo Sally tentando impedir, Jack embarca em um caixão como trenó puxado por renas esqueléticas, guiadas por Zero, o cão de nariz brilhante de Jack. O Rei das Abóboras começa a entregar os presentes por todo o mundo, porém as lembranças entregues apenas assustam as crianças, por serem coisas inusitadas, como por exemplo, cabeças encolhidas. Ao perceberem que Jack é um impostor, os militares entram em ação e abatem o trenó do esqueleto, e ele é dado como morto na Cidade do Halloween. Jack fica frustrado com o fracasso de seu plano e reconhece o seu erro, afirmando ter novas ideias para o Dia das Bruxas e que tem de salvar o Natal.

the nightmare before christmas 4_

Enquanto isso, Sally tentar resgatar o Papai Noel, mas acaba sendo capturada por Oogie. Jack consegue se infiltrar no covil do bicho papão e salva os dois. Papai Noel repreende o esqueleto, mas como um sinal de agradecimento espalha neve pela Cidade do Halloween e o Rei das Abóboras revela para Sally que também se sente atraído por ela.

Sim, O Estranho Mundo de Jack está mais para um filme de Natal do que para um filme de Dia das Bruxas, eu sei. Mas como eu disse no início, vou falar de filmes que envolvam a data. E como falar de Halloween e não citar o filme dos cidadãos da cidade da mesma? Pois é. Na minha opinião, O Estranho Mundo de Jack serve para as duas festividades, pois mostra bem o espírito das duas.

Enfim, eu sou uma fã dos filmes do Tim Burton, eu acho que esse filme, na minha lista, só fica atrás de Edward Mãos de Tesoura (1990), com o Johnny Depp. O filme é baseado em um poema – The Nightmare Before Christmas – que Burton escreveu no início da década de 1980. A história de Jack e Sally é bem bonitinha, vale muito a pena tirar um tempinho do dia pra assistir. Sem contar que como todo filme da Disney tem as suas músicas, e a que abre o filme é uma das minhas favoritas. “This is Halloween, this is Halloween. In this town we call home, everyone hail to the pumpkin song”. ♫♫

Espero que tenham gostado. Semana que vem tem mais um filme relacionado ao Dia das Bruxas.

Beijos.

Filme do dia: Across The Universe

Olá gente linda, como estão? Gente, setembro já tá acabando e isso só quer dizer uma coisa, Natal é semana que vem se continuar nesse ritmo. Socorro. Mas enfim, sem mais delongas, hoje eu vou indicar pra vocês o filme que eu gosto muito e que tem praticamente tudo que eu gosto. A trilha sonora é ótima, é musical, os protagonistas são fantásticos, enfim, é quase o filme perfeito.

across the universe 2__

Across The Universe (2007) é um musical que tem a sua história contada através das músicas dos Beatles e se passa no fim da década de 1960. O filme conta a história de Jude (Jim Sturgess) um jovem inglês que sai de sua cidade, Liverpool, em busca de seu pai que mora nos Estados Unidos. Ao chegar ao campus da Universidade de Princeton ele descobre que o pai não é nada do que ele tinha imaginado e lá ele conhece o rebelde Max (Joe Anderson). A amizade dos dois é imediata e logo eles resolvem morar juntos e se mudam para Nova York.

Durante o jantar de Ação de Graças conhecemos Lucy (Evan Rachel Wood), a irmã caçula de Max, que é a típica filha que todo pai sonha em ter na época. Menina responsável, estudiosa, com um namorado quase certo a se tornar um futuro marido, porém a vida da jovem sofre uma grande mudança quando o amado, que é um soldado do exército americano, morre em combate. Com isso a jovem resolve ir passar um tempo com o irmão em Nova York, porém se apaixona por Jude e o que era pra ser apenas uma visita se torna uma estadia permanente.

across the universe__

Em Nova York, Jude e Max conhecem a cantora Sadie (Dana Fuchs), o músico Jo-Jo (Martin Luther McCoy) e a jovem estudante Prudence (T.V. Carpio). E todos passam a morar juntos por um tempo, até que cada começa a seguir sua vida em busca de rumos diferentes como, por exemplo, Sadie e Jo-Jo começam a trabalhar juntos e Max, contra a sua vontade, é convocado para se alistar na Guerra do Vietnã.

Com a ida do irmão para a guerra, Lucy começa a participar de grupos pacifistas no bairro do Greenwich Village, em Nova York. E sua relação com Jude logo estremece, já que a jovem passa a dedicar boa parte do seu tempo apenas para isso. Quando os números de mortos no Vietnã aumentam e a tensão política nos Estados Unidos também, Jude ao tentar ajudar Lucy durante uma das manifestações é confundido com um dos rebeldes e com isso acaba indo preso, resultando na sua deportação de volta para a Inglaterra.

Um tempo se passa e Max volta da guerra, Sadie e Jo-Jo atingem certo nível de fama, Prudence reaparece e Jude consegue voltar para os Estados Unidos para se reencontrar com os amigos e com o amor de sua vida, Lucy.

across the universe 3__

Eu sou muito suspeita pra falar desse filme. Nem vou falar da trilha sonora, senão o ano vira e eu ainda vou estar aqui falando de cada versão feita. Across The Universe mostra um romance bem fofo e até clichê entre Jude e Lucy. Eu gosto dos clichês, mas odeio quando é um clichê chato, o que aqui não é. A relação deles é muito bem construída, não é algo que surge da noite para o dia como acontece em muito filme por ai.

Meus momentos favoritos no filme são – por pura coincidência – aqueles com as minhas músicas favoritas dos Beatles. Uma delas é “All My Loving”, quando Jude está de despedindo da namorada porque está indo para os Estados Unidos na busca pelo pai e a outra é “Hey Jude”, que coincidentemente é quando o jovem, após ser deportado, consegue voltar para a América para reencontrar os amigos. A voz do Jim Sturgess em ambas as músicas está linda e vale muito a pena entrar no Youtube só pra conferir esses dois momentos. E para título de curiosidade, 90% das músicas foram gravadas ao vivo nos sets de filmagens, sem algum tipo de dublagem feita em estúdio durante a pós-produção.

Resumindo tudo, assistam! Across The Universe é um ótimo filme. O cenário do filme é muito bem construído. Vale a pena, até para quem não gosta de musical, porque aqui as músicas elas fazem todo sentido, algumas parecem até um diálogo das personagens.

Espero que tenham gostado da indicação. Semana que vem tem mais.

Beijos.

Bom dia, gente bonita! Hoje eu vou falar sobre um homem que eu admiro muito, tanto na carreira musical como o ótimo ator que ele é: Justin Timberlake. Aproveitando que o Rock in Rio está chegando e o Justin vai nos honrar com a sua presença, decidi fazer uma breve resenha sobre o meu filme preferido dele e também atualizar as pessoas que não o conhecem tão bem sobre sua carreira na música.

Vamos começar com o meu filme preferido do Justin…

amizade-colorida-2_0

Amizade Colorida não é nada extraordinário e original, devo admitir. A diferença deste para a maioria dos filmes é que são dois amigos, aparentemente não atraídos um pelo outro, que estabelecem uma relação apenas de sexo, sem se apaixonarem um pelo outro. Será que isso é possível? Eu diria que sim, se o meu amigo não fosse Justin Timberlake.

Mila Kunis é Jamie, uma mulher contratada por empresas para conseguir novos executivos. Justin Timberlake é Dylan, um diretor de arte promissor que trabalha em um blog em Los Angeles que uma grande revista está interessada em contratar. Para quem trabalha em um blog, esse é um emprego dos sonhos, mas ainda assim fica receoso. Ele aceita o convite de ir para Nova York e ela decide que a melhor maneira de convencê-lo é vender a cidade, não o emprego. A estratégia funciona e ele aceita o emprego, e eles acabam ficando amigos.

Um dia, após assistirem um filme na casa de Jamie, surge o papo do quanto a abstinência sexual os afeta. Eles propõem então fazer um pacto de serem parceiros sexuais sem qualquer envolvimento emocional. No entanto, aos poucos, a intimidade faz com que eles se tornem cada vez mais próximos e interessados um no outro. O final vocês podem imaginar… Mas vale a pena conferir!

Eu achei super engraçado o filme. É super leve, daqueles que tem comédia, romance e até um pouquinho de drama. E de brinde Justin Timberlake para alegrar nosso dia! Não há nada do que reclamar, realmente. Mila é uma ótima atriz também, já assisti a outros filmes com ela. Uma das grandes sacadas do filme é brincar com os clichês do gênero enquanto os usa. A cena pós-crédito do filme é uma das melhores.

Curiosidade: Além do filme Amizade Colorida, Justin fez outros filmes também como: A Rede Social, O Preço do Amanhã, A Professora Sem Classe, Curvas da Vida entre outros.

justin-timberlakes-the-2020-experience-first-week-sales-projections

 JT – The 20/20 Experience

Depois de  um tempo afastado da música enquanto se consolidava como ator, Justin voltou com tudo em 2013! Seu novo disco “The 20/20 Experience” lançado em março deste ano é o terceiro do cantor e compositor após sete anos. 

As novas músicas agradaram aos críticos norte-americanos. O disco recebeu boas classificações da Rolling Stone, da Billboard, do NY Daily News, e da Entertainment Weekly.Na Rolling Stone, o CD recebeu quatro de cinco estrelas, o título de “maior evento pop de 2013” e classificação de neo-soul. A matéria destaca o paralelismo positivo das dez músicas com relação ao que toca nas rádios. Já a Billboard deu nota 88, de 100, e considerou “The 20/20 Experience” uma versão mais relaxada e menos sexual dos trabalhos anteriores do cantor.

A resenha apontou as diferenças entre “FutureSex/LoveSounds” e o novo álbum, dizendo que o atual é mais complicado, porém não menos acessível.O New York Daily News, que deu quatro estrelas, e a Entertainment Weekly, que classificou o álbum com um B, elogiaram a parceria com o produtor Timbaland. É um Justin Timberlake mais adulto e descontraído, certamente divertido. As minhas músicas preferidas do novo sucesso são Mirrors e Suit & Tie sem dúvidas!

Vocês podem conferir o show do Justin no Rock in Rio no dia 15 de setembro, domingo!

Até semana que vem!

Beijinhos!

Filmes com a Sandra Bullock

Oi gente linda, como estão? Que furada esse feriado no sábado, né? Ele bem que podia ter caído na quinta ou na sexta-feira, seria muito mais conveniente, mas já que não aconteceu só nos resta reclamar.

Essa semana que estava assistindo alguns trailers de filmes que vão ser lançados esse ano e um deles é com a maravilhosa da Sandra Bullock. Que jogue a primeira pedra quem não curte pelo menos um filme com ela. A eterna Miss Simpatia é uma das minhas atrizes favoritas e eu adoro praticamente todas as comédias românticas das quais ela fez parte. Semana passada em uma entrevista para a TV Reuters, Sandrinha (sou íntima!) disse que pretende fazer comédias até morrer. Por favor, como não amar essa mulher? Mas nem só de comédias românticas vive Sandra Bullock e seus filmes de drama também são ótimos. Enfim, eu escolhi dois filmes com ela que eu adoro e eu espero que vocês gostem.

1 – Um Sonho Possível (The Blind Side, 2009)

um sonho possível 2__

Um Sonho Possível é baseado no livro The Blind Side: Evolution of a Game de Michael Lewis, que conta a história Michael Oher (Quinton Aaron), ou Big Mike, um jovem negro, filho de uma mãe viciada em drogas, que sobrevive sozinho vivendo como um sem-teto até o dia em que é avistado pela família de Leigh Anne Touhy (Sandra Bullock), quando estava indo em direção ao estádio da escola para poder dormir longe da chuva. Leigh Anne ao descobrir que o rapaz é da mesma turma que sua filha na escola, insiste para que passe uma noite em sua casa. O que de início era apenas um gesto de bondade, transformou a vida da família Touhy, pois Big Mike começa a fazer parte da mesma.  E à medida que a família começa a ajudar o rapaz a desenvolver o seu potencial, tanto no campo de futebol americano quanto nos estudos, a presença de Michael muda a visão de mundo dos Touhy. No futuro com a ajuda da família Michael Oher se torna um astro do futebol americano.

um sonho possível__

O filme é baseado em fatos reais e com ele Sandra Bullock ganhou todos os prêmios a qual foi indicada, entre eles o Oscar de Melhor Atriz e o Globo de Ouro de Melhor Atriz de Drama. Um Sonho Possível é emocionante. O que Leigh Anne faz por Big Mike é um ato corajoso, porque quem iria abrigar um desconhecido em casa? Exatamente. Foi um tiro no escuro que essa mulher deu. Eu bato palmas para a atitude dela, afinal ela mudou a vida dele e a da família para melhor. Como a história é real isso meio que ajuda a ter um pouco de esperança com a humanidade.

2 – A Proposta (The Proposal, 2009)

a proposta 2__

A Proposta conta a história de Margaret Tate (Sandra Bullock) a editora-chefe de uma editora de livros, que pode até ser chamada também de TPM – tirana, malvada e perversa – “apelido” dado para Amy Jenkins, uma das personagens do livro “Garota Encontra Garoto”, da Meg Cabot. Margaret é uma cidadã canadense que recebe a notícia que está será deportada para o Canadá devido alguns problemas com o passaporte, para evitar que isso aconteça a executiva pensa rápido e inventa que está de casamento marcado com seu assistente, Andrew Paxton (Ryan Reyolds), que ela atormenta há anos. O rapaz resolve participar da farsa, porém ele impõe algumas condições para o casório aconteça e uma delas é que a família dele esteja ciente do relacionamento. Com isso o casal embarca para o Alasca para que a moça conheça a excêntrica família dele. Durante a viagem Margaret se vê em diferentes situações cômicas, como um casamento improvisado sendo organizado e a despedida de solteira em um bar da cidade.

a proposta__

Esse filme rende boas gargalhadas. Sandra Bullock e Ryan Reynolds tem uma química ótima. E outra atriz que eu adoro também está no filme, que é a Betty White, que faz o papel da avó de Andrew e que finge está morrendo apenas para que os dois se resolvam. A Proposta é um filme bem bonitinho, é legal ver como a relação do casal evolui durante a viagem para o Alasca. Andrew tem que lidar com o pai que é contra a união e Margaret em que enfrentar alguns de seus medos. Os dois passam a ter um relacionamento de cumplicidade, além da premissa de que estão juntos só para evitar a deportação da executiva.

A ideia de fazer um post com filmes da Sandra Bullock surgiu após eu assistir ao trailer de Gravity, o próximo filme da atriz que estreia em outubro no Brasil. Gravity abriu o Festival de Veneza e vai narrar à história de dois engenheiros da NASA, Matt Kowalsky (George Clooney) e Ryan Stone (Sandra Bullock), que precisam sobreviver após a colisão da aeronave com um asteroide.

Espero que tenham gostado. Semana que vem tem mais.

Beijos.

Para cantar e dançar!

Oi gente linda, como estão? Essa semana eu vou indicar dois filmes pra vocês. Eu sou uma pessoa que desde pequena ama musicais. Eu fui criada assistindo Disney, então filme com várias músicas não é problema pra mim, é amor à primeira vista. Sei que muita gente não gosta, porque na maioria das vezes não encontra um motivo para os personagens estarem cantando tanto. Confesso que às vezes fico perdida também, mas aceito a proposta do filme e vou junto.

Eu como uma amante de musicais assistia a série Glee, porque amava a proposta da série ser toda nesse estilo. Como todos devem ter visto o Cory Monteith, o Finn Hudson, morreu há cerca de duas semanas e ele meio que foi a minha motivação pra escolher musicais pra essa semana. Na quarta-feira eu estava assistindo ao especial que a FOX preparou para ele e fiquei bastante emocionada aqui e ai surgiu à ideia. Mas enfim, sem tristeza aqui porque o show tem que continuar, não é mesmo? Agora arrasta os móveis da sala e vem assistir a esses dois filmes.

1 – RENT – Os Boêmios (RENT, 2006)

Rent

RENT é um musical inspirado na ópera “La Bohème”, de Puccini.  O filme se passa no final dos anos 1980 e conta a história de um grupo de amigos que moram no East Village, em Nova York e de suas lutas contra a AIDS, o preconceito e o uso de drogas.

Não se enganem com a temática do filme e achem que ele é super depressivo. Muito pelo contrário. Claro que não é uma comédia pra você gargalhar, mas esses amigos tentam levar a vida, mesmo que cheia de problemas, sem preocupações. Cada em é consciente da sua condição, mas eles meio que evitam ficar a todo o momento falando do assunto, justamente para não desanimar o outro. Eles procuram sempre expor o melhor dos amigos.

Em RENT nós conhecemos o Mark Cohen (Anthony Rapp), que é um projeto de cineasta e que ama a professora Maurren Johnson (Idina Menzel), que é namorada de Joanne Jefferson (Tracie Thoms). Tem também o Roger Davis (Adam Pascal), companheiro de quarto de Mark, que é apaixonado por Mimi Marquez (Rosario Dawson), uma dançarina que mora com um gênio da computação Tom Collins (Jesse L. Martin), que por sua vez gosta da drag queen Angel (Wilson Jermaine Heredia). E por fim Benjamin Coffin (Taye Diggs), aquele trabalhou e deu certo na vida.

2 – Chicago (Chicago, 2003)

Chicago_principal__

Chicago conta a história de Velma Kelly (Catherine Zeta-Jones) uma dançarina que após matar o marido e a irmã, por encontrá-los juntos na cama, entra para uma lista das principais assassinas da cidade de Chicago, lista essa que é controlada por Billy Flynn (Richard Gere), um advogado que sempre se aproveita ao máximo do caso de suas clientes. Ao contrário do que todos achavam, a fama de Velma cresceu bem mais após o assassinato, tornando ela uma celebridade.

Enquanto isso uma aspirante a cantora, Roxie Hart (Renée Zellweger), sonha com um mundo de muito sucesso e glamour, até que após uma briga mata o seu namorado. Billy buscando um jeito de se aproveitar da situação adia o julgamento de Velma, como uma forma para poder explorar os dois assassinatos ao máximo nos jornais. Como ocorreu com Velma, Roxie logo fica famosa, e se inicia uma disputa entre as duas pelo posto de maior celebridade.

Chicago estreou na Broadway em 1975 e teve um total de 936 apresentações. Em 1996 aconteceu o revival do show e bateu o recorde de mais longo revival de musical em cartaz e é o 7º show da Broadway há mais tempo em cartaz na história.

Já conheciam esses musicais? Quais são os favoritos de vocês?

Beijos.