Para ler: Billy e Eu

Olá pessoal, como estão? Semana passada eu estava doente e a Carol teve um probleminha com o computador dela, por isso não aparecemos na sexta. Como foi a Páscoa de vocês? Muito chocolate? A minha teve livro novo, serve? Aí aproveitando o ensejo do presente e resolvi mudar o assunto um pouco, para hoje eu escolhi um livro que li há algumas semanas e adorei. Billy e Eu (Billy and Me) é o primeiro trabalho como escritora de Giovanna Fletcher que foi lançado no Brasil no final do ano passado pela Editora Phorte.

billy e eu 1

Sophie May é uma jovem que vive com a mãe na pequena cidade de Rosefont Hill e trabalha na casa de chás da cidade. Um dia ao chegar para trabalhar Sophie percebe que todas as senhorinhas frequentadoras da loja estão mais animadas que o normal. O motivo? Rosefont Hill seria cenário para uma produção Hollywoodiana de Orgulho e Preconceito. Todos na cidade ficaram empolgados com a notícia, afinal nada acontecia por ali. Quando toda a produção do filme começa a chegar na cidade, Sophie conhece Billy Buskin, o jovem ator em ascensão escalado para o papel de Mr. Darcy. Primeiro ela não gosta muito da escolha, já que ele não é Jude Law, mas ao conhecer melhor o rapaz ela começa a aceitar a ideia.

Sophie e Billy então iniciam um romance fofinho e perfeito de dar inveja em todas as senhorinhas e causar a fúria de algumas fãs. Quando a produção do filme termina, Billy a convida para ir morar com ele em Londres, o que ela faz sem pensar muito nas consequências e achando que tudo seria igual. Mas quando o assédio em cima do relacionamento deles começa a afetar Sophie, ela não sabe se pode continuar com tudo.

Antes de falar o que achei do livro preciso explicar como conheci a história. Giovanna Fletcher é a esposa do Tom Fletcher, vocalista e guitarrista de uma das minhas bandas favoritas, McFLY. Eu a conheço há bastante tempo por causa do Tom, leio o blog dela e assisto aos vídeos que ela posta no YouTube. Então o maior motivo por eu ter me interessado por Billy e Eu foi esse. Eu inclusive recomendo o blog dela (em inglês) para quem é mãe de primeira viagem assim como ela, lá a Gio (sou muito íntima haha) compartilha as experiências dela como pequeno Buzz.

Mesmo tendo me interessado pelo livro da Giovanna eu confesso que comecei ele com um pé atrás. Eu não sabia do potencial dela como escritora, mas todo o meu receio foi embora no prefácio. É impossível não entender e se identificar com a confusão de sentimentos e pensamentos que é Sophie May. A jovem passou por muitas coisas quando criança, então as atitudes dela são justificáveis. Billy também é um amor, e não falo isso só porque ele fez o Mr. Darcy, ele realmente se importa com a Sophie e tenta tornar tudo o mais fácil para ela.  Os personagens secundários são ótimos também. Amo a Molly, a dona da casa de chás e derrubei algumas lágrimas graças a ela.

billy e eu 2

Como gostei bastante de Billy e Eu estou bem ansiosa para o próximos lançamentos da Giovanna. Editora Phorte agiliza aí para lançar o Christmas With Billy and Me – um especial de natal lançado no final do ano passado – e o You’re The One That I Want, lançado no início de 2014. Só não peço agilidade no Dream A Little Dream porque esse nem ela terminou de escrever ainda.

Alguém já leu Billy e Eu? O que achou?

Semana que vem tem mais!

Beijos

 

Olá pessoal, como estão? Eu estou ótima e gostaria de declarar o meu amor por Minas Gerais. Socorro, como é bom passar pelo menos uma semana por lá. Enfim, vou logo ao assunto, hoje eu continuo falando de uma das minhas séries favoritas da Meg Cabot, Os Mistérios de Heather Wells. Que bom que gostaram da indicação. Semana passada eu falei sobre os dois primeiros livros o Tamanho 42 não é gorda e o Tamanho 44 também não é gorda. (Para quem perdeu é só clicar aqui!)

Heather Wells_livro 3

3 – Tamanho não importa

Aqui no terceiro livro a vida de Heather parece finalmente estar entrando nos eixos, seu pai finalmente irá se mudar do apartamento que ela divide com Cooper e Ted Tocco, seu professor de matemática, é o seu novo namorado que quer ajudá-la a emagrecer e seu trabalho na Faculdade de Nova York continua na mesma. Em um dia comum de trabalho o não tão agradável Dr. Owen Broucho – diretor interino do Alojamento da Morte (apelido mais que carinhoso que o Conjunto Residencial Fisher ganhou após os últimos eventos) e terceiro chefe de Heather em menos de um ano – é assassinado dentro de sua sala com um tiro na cabeça. A polícia de Nova York tem certeza que o assassino é o líder estudantil Sebastian, possível namorado de sua amiga e assistente Sarah. A ex-popstar tem que usar o seu faro investigativo para livrar o rapaz das acusações, enquanto tenta descobrir o que Ted tem de tão importante para perguntar e pensa na proposta irrecusável que seu pai tem para trazê-la de volta ao mundo da fama. Sem contar que agora Cooper anda mais charmoso que o normal e ele parece pensar a mesma coisa da companheira que mora no andar de cima.

Heather Wells_livro 4

4 – Tamanho 42 e pronta para arrasar

No quarto livro Heather finalmente está amando a sua vida. Ela agora é a namorada de Cooper Cartwright seu antigo senhorio no prédio de tijolinhos e ex-cunhado. Mas não é dessa vez que os dois vão se livrar de qualquer ligação com a família Cartwright. Tania Trace, a atual esposa de Jordan Cartwright – ex-namorado de Heather e irmão mais novo de Cooper – é a mais nova estrela do rock. Ela e Jordan são os queridinhos da América e até ganharam um reality show para mostrar a todos o seu amor. Mas depois que diversos acidentes estranhos começam a acontecer a pessoas próximas a Tania, a estrela do reality show decide mudar a locação do “Acampamento de Rock Tania Trace” para o Conjunto Residencial Fisher, já que Heather é a única pessoa na qual ela confia sua vida no momento. Apesar de nem ela e Cooper quererem algum contato com os Cartwright ou com a fama dos “queridinhos da América”, eles tentam desvendar o misterioso caso que envolve uma das protagonistas do programa.

Eu comecei a ler esses livros há 7 anos, eu ainda estava no ensino médio, e como eu disse semana passada eu amo a série da Heather Wells e ela é definitivamente uma das minhas personagens favoritas da Meg Cabot. Ela é uma fofa que só quer o bem dos alunos do conjunto residencial, é super determinada, corajosa e uma sonhadora pés no chão. Sem contar que ela é hilária e não consegue evitar sempre falar de comida em algum momento.

Eu sou uma fã assumida da Meg Cabot então sou bem suspeita para falar do quanto eu gosto da escrita dela. Nessa série ela se supera e consegue transformar uma mulher comum em uma heroína. Os livros são cheios de comédia, suspense e até alguns dramas. Os finais são inesperados. Nada de já saber o que vai acontecer faltando três capítulos para acabar. Vale muito à pena dar uma conferida em todos. E para esse ano está previsto o lançamento no Brasil – pela Galera Record – do quinto livro, The Bride Wore Size 12, ainda sem tradução do título. Nem preciso dizer que dei alguns gritinhos de felicidade.

Espero que tenham gostado das indicações. Alguém já conhecia a série? Semana que vem tem mais.

Beijos

Olá pessoal, como estão? Copa acabou, festa acabou, mas eu estou feliz já que semana que vem irei tirar uma folguinha e dar uma fugida rápida de Brasília. Enfim, como eu não estou aqui para falar das minhas férias, vou logo ao assunto, eu to aqui para indicar uma das minhas séries de livro favorita da Meg Cabot, Os Mistérios de Heather Wells. Hoje eu vou falar sobre os dois primeiros livros. Espero que gostem!

Antes de tudo vou apresentar a maravilhosa protagonista, Heather Wells é uma ex-estrela do pop que chegou ao fundo do poço. Não faz mais shows em shoppings, perdeu o namorado, a gravadora, ganhou dois números no manequim, o pai está preso e a mãe fugiu para Argentina com todo o seu dinheiro e seu agente; e agora a cantora trabalha como inspetora do Conjunto Residencial Fisher na Faculdade de Nova York.

Heather Wells_livro 1

1 – Tamanho 42 não é gorda

No primeiro livro da série Heather Wells está começando a se acostumar com a sua nova vida de ex-popstar e atual inspetora. Quando a moça acha que tudo está entrando nos eixos, uma estudante do conjunto residencial é encontrada morta no poço do elevador do campus. Todos acreditam que a morte da jovem foi acidental, mas Heather acredita que aquilo possa ter sido um assassinato. Mesmo assim ninguém quer escutá-la – nem a polícia, nem seus colegas de trabalho e nem Cooper Cartwright, o maravilhoso investigador particular que é dono do prédio de tijolinhos onde ela mora -, e eles continuam a ignorá-la quando outras alunas começam a aparecer mortas da mesma forma que a primeira fora encontrada. Heather então decide iniciar uma nova carreira: a de detetive. Ela então começa a trabalhar para descobrir a verdade por trás das diversas mortes.

**Foto do livro com a capa antiga. 

Heather Wells_livro 2

2 – Tamanho 44 também não é gorda

Na continuação Heather já está mais do que acostumada com a sua nova vida, agora ela é diretora-assistente do conjunto residencial e começou a estudar de graça na faculdade. Ela agora está tendo que lidar com casamento do seu ex-namorado mega famoso, que toda a imprensa está chamando de “O Casamento de Celebridade da Década”. Após ajudar a polícia a descobrir quem era o responsável pelos crimes do poço do elevador, Heather agora tem que lidar com algo mais sério do que o casamento da década. A cabeça de uma líder de torcida foi encontrada dentro de uma panela de sopa no refeitório da faculdade e o corpo da jovem está desaparecido. Além de ter que cuidar de vários alunos desesperados, o pai ex-presidiário resolveu fazer uma visita inesperada pedindo um abrigo temporário no prédio de tijolinhos. Heather então entra de cabeça em uma nova investigação, que a ajuda um pouco a esquecer os problemas familiares e faz com que ela trabalhe ao lado do maravilhoso Cooper Cartwright.

Devo dizer que eu amo a série da Heather Wells e ela é uma das minhas personagens favoritas da Meg Cabot. Ela é uma pessoa comum completamente determinada a ajudar e salvar os alunos do Conjunto Residencial. E eu acho muito legal que em cada livro nós percebemos como a Heather vem amadurecendo e começa a superar o que aconteceu com ela no passado, tudo isso sem deixar o humor de lado.

Os livros são recheados de muita comédia, suspense e alguns dramas, tudo na medida certa. A Meg Cabot tem o dom de fazer tudo isso dar certo em um livro sem perder o jeito. Mas eu sou uma fã dela, então posso ser suspeita na hora de elogiar a escritora.

Espero que gostem da indicação. Alguém já conhecia? Semana que vem tem a continuação com os dois últimos livros da série.

Beijos

Eu li: Cidades de Papel

Fazia tempo que eu não posto resenha de livro aqui no blog, né? Leituras atrasadas e boas ideias surgem no caminho e acabo alterando toda programação do blog, hahaha! Quando eu fiquei sabendo que mais um livro do autor John Green – Cidades de Papel viraria filme eu falei “preciso ler”, fiz isso e infelizmente a leitura não me agradou, vem saber o por quê e do que se trata a história do livro.

A história é sobre Quentin mais conhecido como Q, um garoto em seu último ano de escola, que é apaixonado por sua vizinha Margo Roth, a garota mais amada do colégio. Eles se conhecem desde os dois anos de idade, e sempre foram amigos. Um dia qualquer, aos dez anos, os dois encontram um cara morto em um parque, quando estavam andando de bicicleta. Com o tempo, cada um segue um caminho diferente, mas os dois lembram daquele homem.

cidadesdepp

Depois de alguns anos, Margo aparece na janela de Q o convidando para uma aventura, e ele aceita. Os dois invadem o Sea World, deixam alguns presentes para os amigos de Margo, visitam o SunTrust e depilam a sobrancelha de Chuck. No SunTrust, os dois enxergam toda cidade de Orlando que é uma Cidade de Papel. Quando Q chega em casa, percebe que aquela foi a melhor noite de sua vida.

Porém, tudo muda com o desaparecimento de Margo no dia seguinte. Não é a primeira vez que isso acontece, mas ela sempre deixa pistas de onde foi com alguém, seja na sopa de letrinhas ou em um comentário anônimo na internet. Alguns dias se passam Q e seus amigos resolvem investigar sobre o paradeiro de Margo e encontram histórias e lugares que jamais imaginavam conhecer.

Pra mim a leitura foi paradona, não sentia emoção ao ler o livro, em algumas partes há muita enrolação e você fica curiosa para saber o que vai ser acontecer com Margo e mesmo assim não te surpreende, pelo menos para mim foi assim. O livro contém romance e aventura, mas não encontrei nenhum personagem que me marcasse durante a leitura.

Este foi o meu segundo livro que li do John Green e mesmo assim quero ler seus outros livros. Afinal, cada história é uma história, né? Minha próxima escolha do autor será: Quem é você, Alasca? Aceito indicações, hein! 😉

E vocês, já leram Cidades de Papel? Gostaram da leitura? Qual outro livro do John vocês recomendam para ler?

Olá pessoal, como estão? Curtiram bastante o carnaval? Descansaram? O meu carnaval não foi o mais agitado da história, porém foi ótimo. Nenhuma das comidas que eu comprei no sábado sobrou então isso deve ser uma coisa boa. O Bloco da Gordice encerrou as atividades com 100% de aproveitamento. HAHA

O livro de hoje é O Futuro de Nós Dois do Jay Asher e da Carolyn Mackler. O livro se passa em 1996 e conta a história de Emma e Josh que são amigos desde a infância ou eram até antes uma sessão de cinema de Toy Story, onde as coisas começaram a ficar estranhas entre eles. Até que um dia Emma ganha um computador de seu pai e Josh dá a ela o CD da AOL para que a menina tenha algumas horas grátis de navegação.

o futuro de nós dois

Quando Emma instala o CD da internet e se registra na AOL, ela automaticamente consegue acessar ao Facebook. Sim, ao Facebook! Site que ainda nem havia sido criado em 1996. Ela abre a página de Emma Nelson, uma mulher que é muito parecida com ela, não só de aparência, mas em todas as informações fornecidas no perfil. Ela fica desesperada e chama Josh para ajudá-la, afinal foi ele que deu o CD a ela. De início eles acham que o site é uma pegadinha de algum gênio da computação.

Ao perceberem que aquele de fato é o futuro deles, eles começam a buscar por novas informações. A vida deles está completamente exposta através de fotos, relacionamentos e alguns textos postados e curtidos por amigos que eles ainda nem conheceram. Emma a princípio não gosta do futuro que encontra e Josh fica super animado com o que irá acontecer daqui a 15 anos, então eles percebem que suas ações no presente interferem completamente no futuro. O problema é que eles podem ver como essas mudanças os afetam.

Já tem um tempo que eu li O Futuro de Nós Dois, porém lembro de que estava muito ansiosa para ler porque a premissa da história me parecia bem interessante. Dois amigos através de um CD-ROM tem acesso ao futuro deles, mais exatamente ao que aconteceria em 15 anos. A ideia do livro é muito boa, mas eu acho que se fosse eu no lugar da Emma e do Josh eu não ia gostar de saber do meu futuro, ainda mais pelo meu Facebook. Acho que nem se eu tivesse acesso a uma TARDIS ou a um DeLorean eu iria querer ir até lá para saber. Claro que eu visitaria o futuro com o maior prazer, mas não o meu.

A narrativa do livro é intercalada entre a Emma e o Josh, então nós temos acesso aos dois pontos de vista e como aquela situação está afetando ambos. Eu simpatizo mais com o Josh, mas entendo o lado da Emma. O futuro dele está do jeito que ele sempre quis, então obviamente ele não quer mexer naquilo, já o de Emma tá uma confusão, então faz sentido ela querer mudar algumas coisas, o problema é que ela nunca gosta de nada e isso realmente irrita.

Alguém já leu O Futuro de Nós Dois? Vocês gostariam de saber o futuro de vocês através de alguma ferramenta?

Espero que gostem. Até semana que vem.

Beijos.

Eu li: Apaixonada por Palavras

Mais um livro finalizado com sucesso e a escolha desta vez foi Apaixonada por Palavras da escritora Paula Pimenta é um livro com 56 crônicas super gostoso de ler. Fazia um tempão que eu desejava ler este livro e quando ganhei de aniversário eu já tinha data certa pra começar a devorá-lo hahah.

Apaixonadaporpalavraslivro

Em Apaixonada por Palavras Paula relata momentos inesquecíveis que viveu até hoje, falou sobre relacionamentos amorosos, perdas, problemas na escola e com a timidez que a cercava o tempo todo, contou também suas experiências de estudar e morar em Londres e por fim sua trajetória de publicar seus livros. Confesso que alguns textos me marcaram bastante. A leitura flui muito rápida e nos faz refletir sobre as coisas da vida. Sei que poucas pessoas não falam mais a diagramação do livro é encantadora, as páginas ganham uma tonalidade rosada bem leve dentro de cada texto. Mas, isso não atrapalha a leitura de forma alguma. Além disso, Paula destaca a frase mais importante de cada crônica do livro com a letra vermelha e finaliza o texto com um coração , super fofo!

Três textos dela me marcaram e deixo um trecho de cada um deles pra vocês espiarem, vem comigo!

Apaixonada por Palavras

Os que mais me impressionam são os que adivinham meu pensamento, mesmo sem me conhecer. É indescritível a sensação de ler um texto e me identificar totalmente com as palavras do escritor. É como se ele tivesse roubado a ideia que eu ainda não havia tido mas que já existia em mim. Emocionante perceber, na medida em que meus olhos vão descendo por sobre o texto, que existe alguém que pensa exatamente como eu.

Minha coisa preferida 

Hoje me pergunto por que os animais vivem tão pouco em comparação com a estimativa de vida humana. E a resposta me veio imediatamente. Quando uma pessoa morre muito jovem, sempre nos falam que ela já havia cumprido  a sua tarefa nesse mundo, que deveria ser tão boa que não precisava passar por sofrimentos por aqui. Imagino então que os animais realmente são seres que cumprem rapidamente a tal tarefa e voltam para algum lugar encantado onde as “pessoas realmente boas” devem viver para sempre.

Amores Mastercard

Gostar de alguém pelo que a pessoa tem é ilusório. Os bens materiais que possuímos podem se perder em um segundo, o cartão de crédito tem data para expirar. Já o que somos, na essência, vai durar por toda vida, não tem prazo de validade. Eu prefiro que meus amores sejam constantes em vez de transitórios. Um carro legal podemos conseguir por nós mesmos. Uma profissão bem-remunerada basta que façamos por onde. Agora, sermos amados pelo que somos , isso dinheiro nenhum pode comprar. E não adianta a Mastercard querer me provar o contrário. 

Chorei litros lendo Minha Coisa Preferida, quem perdeu algum bichinho de estimação vai entender. Pra quem gosta de ler crônicas eu recomendo! Vocês já leram algum livro da Paula Pimenta?