Desacelera seu tempo, vai!

Vocês tem notado que o blog está cada vez mais pessoal? Era uma ideia antiga que eu gostaria de trazer por aqui e acho que funciona muito bem atualmente. O post de hoje é um alerta de amiga, durante este mês tive um estresse bem incomodo no pescoço e achei necessário compartilhar aqui, justamente para terem um cuidado maior com a vida e a saúde de vocês.

03ee67a0e2c58abc69efe0cccfad3f6f

Minhas atividades é trabalhar com o blog e estudar para concurso, algo que a gente se cobra demais e ás vezes esquece de relaxar por conta do tempo. O tempo é precioso e um dia que você não estuda, perde um tempo precioso. Eu estava me cobrando excessivamente, para entender alguns conteúdos e pensava sobre o futuro, aqueles pensamentos que a gente não deve pensar agora. O estresse foi acumulando e um dia acordei com uma dor intensa na lateral direita do pescoço e atrás da cabeça, ao movimentar doía bastante. Fui parar no hospital por conta disso, porque achei que fosse algo mais grave. O médico disse que era tensão muscular e estresse.

Eu sou uma pessoa calma, mas também tenho ansiedade e isso acabou levando ao estresse. O que eu fiz? Tentei relaxar, fazer atividades que eu gosto como sair, ouvir música, ler um livro, textos reflexivos e inclusive trocar ideia com pessoas que já passaram por esse nível de estresse. Tomei medicação, fiz compressas quentes e gelol para aliviar a dor também. Hoje estou melhor e com menos dores.

Quis compartilhar com vocês este problema, porque qualquer uma de nós pode passar por isso. Penso que a gente como ser humano se cobra o tempo todo, de não ter tempo para si e muito menos para os outros. Falta respeito, paciência e compaixão para ambos os lados. O que acaba nos afetando em algum momento de nossa vida. Durante esse tempo falei para mim mesma, está na hora de desacelerar, refletir e ver o que é prioridade para agora e não exigir tanto de si. Como um amigo disse é preciso equilíbrio porque se não você não consegue dar conta de tudo. Conselhos assim fazem a gente se sentir melhor e ter a certeza de que lá na frente ás coisas aparecem na hora certa. 🙂

E aí, vocês estão tendo equilíbrio na vida? Aceito dicas 😉

Taking Stock #3

Olha o mês chegando ao fim e eu quase esquecendo de postar o 3º Taking Stock do ano. O mês foi corrido e não rolou tantas novidades, mas a gente sempre tira uma lição positiva da vida né? Confere aí:

Ouvindo: Ariana Grande, Nick Jonas, Tom Odell e Broods. Tô viciada nessa do Nick


Lendo: Na verdade relendo um livro que eu amei da Martha Medeiros – Coisas da Vida. Um livro de crônicas pra mudar minha visão sobre certas coisas…

Pinning: Receitas de todos os tipos de pratos, sejam os mais saudáveis como as gordices também, aqui ó.

Assistindo: Tentando gostar de Luther série que desvenda assassinatos do Netflix, não estou conseguindo me apegar a novas séries. O que houve comigo?

maxresdefault

Agradecendo: Por acreditar mais em mim, ter a minha família por perto e os meus amigos queridos.

Necessitando: Aprender um novo idioma, fazer um curso de fotografia, aprender um novo esporte, estudar coisas novas num modo geral!

Planejando: Sem planos…Estou vivendo!

Desejando: Tantas coisas ao mesmo tempo como viajar, aprender coisas novas, conhecer pessoas, ir para praia, rever amigos e por aí vai.

6e7f7f9287ea7dbe1234be25b6426d0d

Vestindo: Calça, blusa de frio e meias

Sentindo: Uma mistura de sentimentos saudades, ansiedade, felicidade…

Amando: A forma que eu estou levando a vida, cuidando do corpo e da alma!

E por aí como vão as coisas?

Taking Stock #2

Fiz meu primeiro Taking Stock #1 no mês passado e prometi que eu continuaria fazendo este post no meses seguintes. É bom que você conhece ainda melhor a blogueira e descobre o que ela anda desejando, amando, ouvindo e muito mais!

Ouvindo: Dua Lipa mais uma cantora britânica das boas pra lista, escuta aê!

Lendo: Nada (vergonha, eu sei!) 🙁

Pinning: Looks minimalistas, amorzinho esse meu board ó.

minimalista

Assistindo: Filmes de ação e drama, tenho fugido dos filmes de romance ultimamente…

Agradecendo: Pela minha vida em todos sentidos

Necessitando: De tranquilidade, pegar sol, beber água de coco, viajar para praia

Planejando: Meu calendário de estudo para provas

look

Desejando: Roupas e Fone de ouvido

Vestindo: short, meias e camiseta

ansiedade

Sentindo: Ansiedade (de querer tudo de uma vez, sabe?) hahaha

Amando: Ser disciplinada comigo mesma em relação as coisas que eu estou querendo para minha vida. 😀

E por aí, como vão as coisas?

Taking Stock #1

Ano passado cheguei a fazer o Taking Stock usando um outro nome e acabei não fazendo este post por mais meses, por conta de conteúdos que precisavam ser postados. Mas, hoje achei necessário dividir o que eu ando fazendo, pensando, desejando… confere aí!

Ouvindo: Vários álbuns novos ao mesmo tempo: Birdy, Rihanna, Zayn e Amber Run

Lendo : Maldição do Tigre (Collen Houck) é um romance que envolve aventura e mitologia hindu. A série conta com 4 livros e eu espero conseguir ler todos, porque ainda estou enrolada no primeiro hahah.

Pinning: De tudo um pouco por lá, afinal é mundo imaginário perfeito. Me segue aqui ó.

Assistindo: Minhas séries amadas Flash, Arrow, Grimm, Shades of Blue e aguardando a volta de Orphan Black.

Agradecendo: Por ter pessoas tão especiais e coisas boas à minha vida .

armariosapatos

Necessitando: De um guarda roupa novo com mais espaço

Planejando: Sem planos, estou vivendo o que vier!

Desejando: Festas, sair pra dançar e viagens! 😛

Vestindo: Pijamas.

Sentindo: Sono! Mas, ao mesmo tempo querendo tudo de uma vez sair, viajar, fazer novas amizades, me divertir. Alguém entende?

41b872a1587b9cfa64229a8442284f5e

Amando: Minha disciplina, ordem e foco em relação as coisas que eu quero para minha vida.

Basicamente tem sido assim ultimamente. E por aí, como foram as coisas?

Trouxe mais uma reflexão pra gente trocar opiniões. Quando criei o blog pela primeira vez, pensava em sonhos pequenos como ter leitores amigos e fiéis, conteúdo que agradasse a mim e o meu público, imagens e textos bem escritos e ao caminhar nessa jornada virtual a cabeça da gente muda, aos poucos conquistamos nosso primeiro convite para um desfile, uma parceria, um publipost, uma viagem entre outros.

blogscriativos

Atualmente vejo o meu blog em estado de amadurecimento, saindo do público juvenil e entrando no mundo dos adultos e mais velhos, nada contra, por favor! Gosto bastante, pois assim consigo manter uma linha de raciocínio bacana para os futuros posts. Estive olhando postagens anteriores que eu escrevia e o modo de escrever, as ideias, mudaram e tornaram mais objetivas e realistas, fui mantendo a simplicidade que sempre quis e trazendo mais essência, qualidade e profundida nas publicações. (E você como vê o seu blog?)

Ainda não cheguei no ponto que eu quero, mas entro agora: Afinal, os blogs mudaram? Sim estes que a gente acompanha diariamente de blogueiros que escrevem sobre produtos de beleza, roupas e tecnologia, desses que viajam o tempo todo, escrevem livros, produzem conteúdo para o youtube e estão conseguindo manter a vida. Respeito seus objetivos, sonhos e metas, cada um conquistou aquilo de forma digna e com sua personalidade seja escrevendo, gravando, fotografando, cantando, viajando.

Porém, sinto saudades dos blogs antigos aqueles que prezavam por um conteúdo verdadeiro, sem maquiagem nas palavras. Sinto falta de criatividade, parece que todo mundo fala, lê, escuta e grava as mesmas coisas, sabe? Hoje em dia, leio poucos blogs desses mais queridinhos pela web, tenho preferido ler os blogs de amigas que fiz com o tempo vejo mais identificação neles e estou seletiva quanto aos canais do youtube, não é todo mundo que faz vídeos bons, eu me refiro com conteúdo relevante e boa edição, o trabalho como um todo.

Existem diversas maneiras de ser criativo e aprender a ser, mostrar aquilo que você é sem precisa comprar, vestir, falar ou andar com pessoas do tipo. Se não tem ideia por onde começar a treinar sua criatividade, antes de abrir um blog (continuar com ele, nosso caso aqui) pense: Que tipo de conteúdo você gostaria de ler todos os dias? Gostaria de ajudar as pessoas com alguma palavra, livro, dica ou receita? Eu me faço essas 2 perguntas sempre para ir melhorando e assim trabalhar a criatividade e estimular para novos assuntos.

Também tenho sentido essa falta de criatividade em revistas e nas redes sociais, tá tudo tão igual que chega a ser cansativo, infelizmente! 🙁

E você, acha que a blogosfera está precisando ser mais criativa?

E quando dá vontade de mudar?

Algumas mudanças são para o bem e outras necessárias e muitas delas vem pelo amadurecimento. Quando pensamos em criar um blog, o primeiro pensamento é o nome em seguida pensamos quais assuntos serão falados. Geralmente a gente deve compartilhar aquilo que gostamos e quem sabe descobrir no fundo que a gente tem uma quedinha por gastronomia, fotografia, música, cinema, literatura entre tantos outros assuntos que podem ser debatidos em um espaço seu.

large (2)

Com o tempo surge amizades, gostos em comum, conteúdo que você torceu o nariz e disse que não ia falar nunca e hoje ama escrever e assim vai. Mas, chega um momento de olhar pra trás e ver que é preciso mudar, a mudança que eu falo é de que você não se identifica mais com o seu blog, aquele que você criou a 3, 4, 6 anos atrás não tem mais sentido em ficar online. Este assunto foi debatido esses dias atrás no grupo de blogueiras que participo e uma delas vem pensando em mudar o nome do blog, pois não se vê mais naquele espaço.

Acredito que a partir do momento que você não se identifica e não vê mais fazendo aquilo que gosta é preciso mudar. Criar um novo blog, conteúdos exclusivos uma nova identidade virtual pra você! Quando a gente faz aquilo que gostamos tudo fica mais puro, verdadeiro e bonito, mostramos o que está no coração e dividimos com quem tem gostos parecidos com os nossos.

Trouxe esta reflexão porque o blog está em transição de amadurecimento há todo instante, este 5 anos mudou bastante para mim e tende a fica melhor ainda, inclusive para quem lê. Nunca senti vontade de trocar o nome do blog e sim de deixar o conteúdo mais fresquinho possível. Mas, se você sente vontade de mudar, criar um novo espaço e que pareça mais com você, porque não mudar o endereço? Mudanças são significativas quando nos beneficiam e é isso que você deve fazer quando o coração mandar. 😉

E aí, já sentiu vontade de mudar o nome do seu blog ou a forma de escrever? Qual é o seu melhor conselho pra quem quer mudar?