Crônica: Viajar!

Viajar é explorar horizontes, abrir seu leque de oportunidades é aprender e conhecer uma cidade, um país, uma nova cultura. Viaje para outro lugar, para uma casa de praia, uma ilha deserta, para as montanhas, para o mato, para a neve, sozinho, acompanhado ou com os amigos. Viaje dentro de um livro, um filme, uma fotografia, uma arte em uma história. Viaje morrendo de medo, abandone tudo, desapega, enlouqueça, deixe tudo para trás.

large

Aproveite, inspire-se, anote tudo o que vier em mente, experimente, conheça, compre e além de tudo sorria para você de você, para os outros e para o mundo. Abasteça seu coração de sonhos, invista neles como se fosse os últimos dias de sua vida, gaste o que for preciso, carregue malas vazias, pesadas ou cheias de bobagens.

Viajar é perigoso, é arriscado, é aventura não importa se faça sol ou chuva. Ás vezes é preciso viajar porque lava a nossa alma por dentro e por fora. Viajar é trazer experiências que jamais imaginamos ter, é aprender, é buscar um novo olhar sob as coisas que existem, é carregar bagagens cheias de histórias pra contar e dividir com as pessoas que você ama. Viajar sem destino é corajoso e fazendo a escolha certa é divertido. Viajar é um dos melhores investimentos que a gente garante na vida, revelamos um pouco de nós e compartilhamos sobre nós.

Resolvi selecionar mais um texto que eu escrevi e gosto muito!! Toda vez que eu leio esta crônica dá uma vontade de viajar de mochilão pelo mundo. Me contem o que sentiram quando leram o texto! 😉

Despedida!

Mais uma etapa se encerra este ano. O final de dezembro se aproxima, as lojas estão cheias, pessoas comprando, consumindo, gastando o que economizaram ao longo do ano, enfrentando filas e quem se importa com isso? É Natal, amigo oculto, tempo de festas, todo mundo merece presente, eu mereço e você também. Vou confessar para você, achei que dezembro nunca chegaria ao fim, passei os dias me perguntando “e que dia é hoje?”, pois não via a hora de dar tchau.

Pra mim dezembro é um mês de reflexão e organização, concluir os estudos, trabalhar, pensar no futuro, decidir a leitura do próximo livro, anotar o que será feito para o próximo ano e o que eu jamais achei que eu nunca faria e estou fazendo: criar listas de coisas para fazer. Isso mesmo, minha memória não anda sendo minha melhor amiga e vem me atrapalhando bastante. Portanto, se você é assim como eu, faça o mesmo. Garanto, vai facilitar o seu dia e você pode colocar em prática tudo o que você deixou de fazer este ano e pensamento positivo, pois tudo será realizado com sucesso no ano que vem!

large (1)

Antes que vocês me questionem o título do texto, não é nada relacionado ao blog. Pelo contrário, ano que vem quero o Dia de Brilho com conteúdo ainda mais interativo e um espaço gostoso de ser lido, ou seja, teremos novos conteúdos no blog, aguardem!

A despedida vem pelo fato de ter sido um ano de muito aprendizado, lições de vida e amadurecimento pessoal. Quero agradecer a todas as leitoras pelos comentários, ideias, inspirações, visitas e trocas de ideias comigo através das Redes Sociais, isso é fundamental pra quem faz o blog e motiva a blogueira que vos escreve a continuar aqui 😀 . O blog é feito pra vocês e a todo o momento algo é anotado, pensado e dividido com carinho para ser lido por vocês.

Bom, sem mais enrolação desejo um Feliz Natal, repleto de paz, bençãos e amor. E um excelente 2014 para vocês, que renovem a esperança, sejam pacientes com vocês e com os outros e não deixem de sorrir. Resumindo um ano cheio de brilho pra todos nós!

Vou tirar uns dias de folga do blog para refrescar a cabeça. Nos vemos em 2014!!

Estarei atualizando: Instagram  – Twitter Facebook

Beijokas 😉

Ser blogueira é uma profissão maravilhosa e ter um blog em mãos é tudo de bom. Nele você pode compartilhar assuntos que você curte, conhecer pessoas de todos os lugares, dominar assuntos que você achava que não saberia tanto, conhecer novas marcas e produtos de beleza e além de tudo melhorar sua escrita e criar o hábito da leitura. O blog pra mim é como um hobby, uma atividade que relaxa e que encontro prazer em realizar. Tudo aconteceu desde que desenvolvi o amor pela escrita, a minha capacidade de pensar e botar as palavras numa página online na internet fez com que tudo mudasse pra melhor.

tumblr_mjcue0EKez1qk8uulo1_500_large

Algumas pessoas acham que o blog é algo inútil, usam aquela frase batida de que é para ficar mais tempo na internet ou porque não tem nada melhor pra fazer. Tenho milhões de tarefas pra fazer, que tomam um bom tempo de mim, mais sempre que estou na internet venho aqui dividir alguma ideia legal que pensei ou encontrei e quero mostrar pra vocês. Não concordo com esse tipo de pensamento: “que o blog é uma tarefa inútil“, mais que fique claro que respeito a posição de quem pensa assim.

Só quem tem um blog, entende e sabe como é uma delícia ter um página online e conviver com milhares de pessoas que adoram a mesma coisa que você. Existem blogueiras que conquistaram seu sucesso de uma forma rápida e outras que estão no caminho e que não buscam fama e sim reconhecimento pela maneira que posicionam suas ideias em um post. Acredito que o mundo online tem espaço para todos, basta você correr atrás do que deseja e fazer com que aconteça. Acho desnecessário a posição daqueles que vão em algum blog fazer comentários maldosos sobre o look da blogueira, as marcas que ela usou ou até mesmo porque fez um post e não citou que era publicidade. Se você se incomoda com isso, mantenha distância. Ficar ofendendo ou pegando no pé de quem está fazendo posts para as pessoas que gostam desse assunto e você não, é perca de tempo!

A dica que eu dou para quem quer entrar na vida da blogosfera em primeiro lugar é respeitar a opinião dos outros, ter sua própria identidade no blog, existe blogs maravilhosos que você pode se inspirar e criar o seu próprio espaço. Além disso, tenha paciência pelo sucesso, nada chega rápido demais. Se você quer criar um blog sério, faça por merecer, coloque suas ideias, resenhas e opiniões de forma clara para que as pessoas entendam o que você disse. Atualize-se sempre de notícias, principalmente dos assuntos que você vai falar no blog, ter um caderninho ou agenda por perto é fundamental para anotar aquela ideia que surge do nada (sempre acontece comigo, hehe).

As redes sociais (Fan Page/ Twitter/Instagram entre outras) são essenciais para fazer mais amizades e ajudar alguém que está com dúvida sobre roupa, cabelo, sapato. Ter um e-mail somente para resolver questões e problemas do blog é necessário, viu?! Deixe sempre em um lugar que todo mundo veja. Escolha um layout bonito, mas leve em consideração a opinião das leitoras e amigas blogueiras, até porque nem todo mundo vai gostar das mesmas cores que você, ok?! Isso vale também para a fonte/letra que ficará no texto e as fotos que serão expostas no blog.

É por esse caminho que você vai conseguir chegar aonde tanto deseja. Paciência e persistência é a base de tudo. E ver que a vida de uma blogueira é pra lá de divertida, tomam um tempo imenso mais o resultado pode ser gratificante!  Agradeço as amizades que ganhei durante esses 2 anos de blog, pelo crescimento da Fan Page e por todos aqueles que sempre estiveram aqui opinando e comentando sobre os assuntos que eu adoro mostrar pra vocês :D.

Beijokas!!

Tempo, tempo, tempo…

Pensar no fim nos faz rever o que já passou. Relembrar momentos bons, momentos ruins, o que foi importante e o que quase estava esquecido. Estamos chegando em mais um fim, hora de pensar no tempo. O tempo que foi, o tempo que é e o tempo que ainda será. Qual deles é o melhor? Pergunta com uma resposta óbvia, mas que na prática é tão difícil fazer valer. O tempo agora é o tempo mais importante e o único que devemos considerar. Ao fazer isso superamos as mágoas e desilusões e não ficamos presos à possibilidades e suposições. Vivemos o que é verdadeiro, o que existe. Não uma obra de nossa imaginação ou amargura de algo que acreditamos ser verdade. Relembrar o ano que passou é uma forma de compreender o valor do tempo.

O tempo é um amigo sábio, daqueles que nos deixa tropeçar só para aprendemos a cair e ter força para levantar. É invisível e parece frágil, mas tem uma força insuperável. Você lembra onde estava ano passado? Você lembra de como você era? Sim, deve se lembrar e percebe o quanto mudou. Pode parecer pouca coisa, mas qualquer mudança faz diferença em nossas vidas. Um simples corte de cabelo, um emprego novo, um amigo novo, uma atividade nova, um amor novo. Pode até não ser tão novo assim, pode já ser conhecido, mas como nunca virá da mesma forma acaba sendo chamado de novo. Tudo o que passamos em nossas vidas carregamos conosco para sempre em nossas lembranças. Isso nos faz pensar no que queremos lembrar do tempo agora. O que você quer lembrar de hoje? Você é como queria ser hoje? Você está onde sempre quis estar? Essa é a parte do tempo que não podemos alterar: o que já passou, e se já foi não há motivos para se amargurar. O que importa na vida é como a vivemos. Melhor viver com um belo sorriso nos lábios, olhos atentos, postura reta e muita confiança em si mesmo. Afinal, a vida é sua e somente você tem o poder de fazê-la ser da forma que desejar. Você é o único responsável pelo que entra e pelo que sai de sua vida, responsável pelos caminhos que decidir seguir e pelos corações que decidir tocar. Portanto tenha cuidado, pense sempre no que você quer levar consigo e no que vale a pena viver. Não se permita entristecer por pouco, nem desanimar pelo que os outros pensam. O tempo é nosso amigo, mas ele não espera ninguém, assim como não nos leva para onde não estamos preparados para ir. Confie em si mesma e ganhe tempo em seus dias, não desperdice o dia de hoje e encha de alegria cada segundo seu. Esqueça o que não foi bom em 2012 e repita o que te emocionou, faça de 2013 o ano da sua vida e não se arrependa de acordar todos os dias disposta a ser feliz, arrependa-se apenas de não tentar. Viva, deixe viver e não olhe pra trás.

Que 2013 seja maravilhoso para todas nós!

Feliz Ano novo!

Antes que o mundo acabe

Estavam dizendo que o mundo acabaria hoje, bem, até agora nada aconteceu. Ou os maias erraram ou foram os historiadores que interpretaram mal suas profecias. Prefiro acreditar que é um novo começo, a nova era. Já que o mundo não acabou vamos aproveitar esta nova oportunidade para rever nossos conceitos e fazer do mundo um lugar melhor.

Plantar uma árvore, escrever um livro e ter um filho… Dizem que antes de morrer todos deveríamos fazer essas três coisas. Uma boa ideia, desde que bem empregada. Plantar árvores ajudam a manter o planeta vivo, mas vamos além. Vamos jogar lixo nas lixeiras, vamos fazer coleta seletiva, economizar água, economizar energia, consumir com consciência, combater a poluição e a degradação do meio ambiente. Escrever um livro não é tarefa fácil, exige conhecimento e muita dedicação, porém, todo mundo é capaz. Leia bastante obras de todos os gêneros. Abra a mente para novas ideias e novas perspectivas, abra o coração para novos sentimentos e para todas as pessoas que cruzar o seu caminho. Sair do lugar comum e da zona de conforto traz grandes surpresas na vida. Ter um filho, bem, isso é complicado. Exige tanto de nós e deveria ser fruto de planejamento e preparação, mas infelizmente não é isso que acontece. Antes de colocar mais gente no mundo deveríamos cuidar do mundo, cuidar de nós e sermos pessoas corretas para conseguir educar outros seres. Por isso eu digo que devemos ir além do que é esperado de nós. Conquistar nosso espaço e buscar a evolução de nossas mentes, fortalecer nossas ideias e praticar o bem a todos. Desapegar não é fácil, mas quando se consegue muitos problemas são dissolvidos. Pequenas mudanças trazem grandes alegrias.

Todo dia o mundo acaba e chega mais perto do verdadeiro fim. Aproveite o dia de hoje, que é o único que você tem algum controle. Não sofra pelo que passou e nem se desespere pelo que ainda nem chegou. Viva o HOJE, antes que o mundo acabe!

Muita felicidade, muita paz para todas e muito obrigado por acompanharem o blog e comentarem em minhas postagens, adoro vocês!

Beijos!

Livros para refletir

 

Há livros que contam histórias tão interessantes que acabam conquistando leitores por todo o mundo. São os famosos best-sellers, que ocupam as estantes de várias casas. Entre os grandes sucessos encontramos histórias que fogem do tradicional, principalmente na literatura estrangeira, sem ser  a norte-americana. Dois livros que li nesse primeiro semestre e me agradaram bastante foram A Menina Que Roubava Livros e O Caçador de Pipas.

A Menina Que Roubava Livros

Difícil encontrar alguém que não tenha lido, ou que não tenha vontade de ler, ou que nunca ouviu falar dele. Uma história contada pela Morte com certeza atrai muitos curiosos e o autor Markus Zusak conseguiu escrever a realidade cruel dos alemães e judeus na Segunda Guerra Mundial através da vida de uma garotinha. A história é narrada pela Morte, que conta sobre a vida de Liesel Meminger, uma garota alemã que encontra nos livros um refúgio para suportar o seu sofrimento e as dificuldades. Adorei a forma como a história foi contada e mostrou como a violência destrói a vida de todos os envolvidos, principalmente dos inocentes. É bem realista, comovente e viciante. Foge dos padrões e tem uma forma própria de narração, que nos deixa curiosos e ansiosos.

O Caçador de Pipas

Hoje ouvimos falar bastante do Afeganistão, mas poucos sabem que esse país já viveu dias de paz. O personagem principal, Amir, conta sobre sua infância abastada e sobre seu melhor amigo Hassan. Porém, não é uma história muito feliz. Por causa de um erro, Amir carrega uma culpa até a vida adulta enquanto passa por várias transformações decorrentes da guerra que se abateu sobre seu país. Seu erro também afeta a vida de quem está a sua volta. O autor Khaled Hosseini narrou essa história de forma crua. Mostra as consequências de nossas escolhas e o que devemos dar importância. Ele trata dos assuntos que muitas vezes tentamos não enxergar por serem difíceis de aceitar e também fala sobre honra, perdão e redenção. O livro é ótimo e a leitura é fácil e muito emociante.

O que me chamou muita atenção nesses dois livros foi a realidade que eu não pensava muito sobre. A fome, a miséria, a guerra, a violência. Quando temos uma vida boa reclamamos de coisas tão insignificantes e nos esquecemos de agradecer por todas as coisas boas que possuímos. E essa é a melhor função dos livros: abrir nossas mentes, nos fazer pensar além. Por isso que ler é fundamental e faz um bem danado!

Quem já leu algum desses? O que acharam?
Beijos e um ótimo fim de semana!