Este post faz parte do Blogagem Coletiva, onde vários blogs compartilham posts com dicas e hoje é sobre filmes/séries. Eu sou viciada em filmes e o Netflix é a minha segunda casa, nos dias de descanso. Sempre que tenho o dia livre vou pra lá à procura de um filme, seriado ou documentário. Pra hoje escolhi um de cada pra vocês assistirem também.

1) Sugar x Fat – (Documentário)

sugarxfat

Se você gosta de manter uma alimentação saudável ou pretende seguir hábitos saudáveis, vai gostar desse documentário. Eu como tô nessa vibe amei do começo ao fim. O documentário conta a história de dois irmãos Alexander e Chris Van Tulleken que são médicos e decidiram sentir na pele as provações e os desafios de cardápios restritivos. Alexander cortou os carboidratos enquanto Chris ingeriu uma quantidade mínima de gordura isso tudo durante um mês. O objetivo do documentário é descobrir como o corpo reage com essa alimentação e quem é pior para nossa vida: açúcar ou a gordura? Assista e descubra!

2) Guerra Mundial Z – (Filme)

guerramundialz

Para os amantes de zumbi o filme é bem legal (eu não sou uma delas, mas gostei haha) e sua estreia foi em 2013, mas já se encontra no Netflix. Uma misteriosa doença se espalha pelo mundo, transformando as pessoas em uma espécie de zumbis. A velocidade do contágio é impressionante e logo o Governo americano recruta um ex-investigador da ONU para investigar o que pode estar acontecendo e assim salvar a humanidade é aí que Gerry Lane (Brad Pitt) entra em ação. Suspense e muita agonia tudo na medida certa, tá?

3) Reign – (Série)

Reign

Não tenho visto séries novas, apenas continuo acompanhando as antigas que já assistia e uma delas que eu sempre recomendo é Reign. A série já está na sua 3º temporada, mas no Netflix tem a 1º e a 2º temporada completa. A história gira em torno de Mary Stuart, Rainha da Escócia e seu caminho até o poder, iniciando sua chegada à França ainda na adolescência e seu noivado com o Príncipe Francis. Acompanhada de suas 4 melhores amigas, Mary precisa sobreviver às intrigas, forças obscuras e inimigos que tomam conta da corte francesa. O figurino, a trilha sonora e a fotografia são pontos positivos da série!

E aí, você já assistiu algum? Aceito recomendações de filmes/séries e documentários, tá? 😀

Blogs Participantes: 

Bárbara | Grazi | Julie | Amanda  | Carla | Beatriz | Gianni | Camila | Mônica | Thami | Lila | Natz

Para assistir: Reign

Oi, galera! Fiquei uma semana afastada, mas estou de volta. 🙂

Hoje eu vou falar sobre uma série de época que me surpreendeu. Sou uma maníaca por séries com temática de época, o que não é segredo para ninguém, e é humanamente impossível não se fascinar pela história de Mary Stuart – apesar de estar um pouquinho modificada. Quem conhece a história sobre a Rainha da Escócia e está acompanhando a série, vai entender. Estou falando de Reign, a mais nova produção da CW.

content_pic

A história se trata da famosa rainha da Escócia que viveu no século XVI em uma época em que seu país era um reino independente e conflitante com a Inglaterra – atualmente pertence ao Reino Unido, sob o domínio da Rainha Elizabeth II. Aos seis dias de vida, com a morte de seu pai – Jaime V – Mary Stuart já era dona do trono. Mas na mesma época, o trono foi tomado por Jaime Hamilton, conde de Arran e representante do protestantismo, que firmou laços e acordos com a Inglaterra – incluindo a mão de Mary ao filho de Henrique VIII. No entanto, o parlamento escocês católico, não gostou da ideia e provocou uma guerra com o país vizinho. No meio desta disputa e de diversas ameaças de sequestro pelos ingleses, Mary foi protegida por sua mãe e levada para a França – onde ficou escondida em um convento – com o intuito de futuramente se casar com o filho do Rei Henrique II, Delfim Francisco – Francis. Mary teve uma vida cheia de aventuras e tragédias. Governou a França e a Escócia, teve muitos romances e três casamentos. Entre muitas disputas políticas e religiosas, e exaustivos casos extraconjugais, Mary entrou em conflito com seu irmão e primeiro-ministro escocês Jaime Stuart, o conde de Murray. Sendo derrotada, pediu asilo à monarquia inglesa, mas foi presa por traição. E apesar do apoio dos governos da França e da Espanha, Mary I da Escócia foi levada à morte com apenas 25 anos.

A CW optou por apresentar-nos a juventude da Rainha e seu envolvimento com Francis – e quem sabe, com Sebastian – e todo o jogo de poder e conspirações existentes no reino. Como nós já estamos acostumados com a particularidade da CW, esta série também tem seu toque sobrenatural. Todos os mitos que pairam sobre a história de Mary são realmente propícios para incluir o misticismo e o suspense na série – e isto já começa com a aparição de Nostradamus. Fiel servo e amigo de Catherine, mãe de Francis e rainha da França, ele conta uma de suas visões: Mary será a ruína de Francis. Catherine é maldade pura e vai fazer tudo que estiver ao seu alcance para proteger seu filho, futuro rei da França, o que significa infernizar muito a vida de Mary. Ainda no tema do sobrenatural, temos obviamente a misteriosa criatura que salva Mary de várias situações fatais.

Pilot

A fotografia, figurino, maquiagem estão excelentes! E apesar de toda a pompa do reino da França as coisas não eram tão belas quanto se apresentam na série. Mas com certeza, a série não teria a mesma graça se retratasse tudo como realmente era. A produção parece ter encontrado uma boa fórmula para retratar uma história de época com ótimos toques de modernidade. Eu adorei a atriz que interpreta Mary (Adelaide Kane), ainda não conhecia seu trabalho e acho que ela está se saindo muito bem, assim como Torrance Coombs que interpreta Sebastian e está muito mais interessante que o próprio Francis.

Segue um trailer abaixo:

Espero que tenham gostado da dica!

Beijos.