A premiação do Oscar já passou mais faltou falar de alguns filmes que foram indicados e um deles que eu curti bastante foi Fences, traduzido para nossa língua como Um Limite entre Nós. É um filme inteligente, com bastante diálogo, ótimas atuações e que nos faz pensar sobre várias situações de nossa vida. ❣️??

Dirigido e protagonizado pelo artista Denzel Washington, o longa fala sobre a vida de Troy Maxson (Denzel Washington) aborda seus conflitos, convicções e suas relações conturbadas e cheias de princípios com sua família. Baseado numa peça teatral de grande sucesso escrita por August Wilson (que assina o roteiro), o filme tem momentos de poesia que nos faz pensar sobre nossa vida e nossos sonhos, esse imenso mundo cheio de (a)diversidades em que vivemos.

Ambientado na década de 50 nos Estados Unidos, acompanhamos a trajetória de Troy Maxson (Denzel Washington) um homem analfabeto, que foi preso por anos, e depois trabalhou todos os dias para sustentar sua família, de origem humilde, em um bairro familiar norte americano. Frustrado toda vida por não conseguir ter sido um jogador de baseball profissional, com todo o talento que tinha, seu destino lhe reservou outra história e assim ele vive com sua mulher Rose Maxson (Viola Davis) e seus dois filhos, além de ter que cuidar do irmão Gabriel (Mykelti Williamson), um ex-combatente do exército que voltou com problemas da guerra.

Mesmo com atitudes impulsivas, Troy é o retrato de grande parte dos trabalhadores americanos de origem humilde na década de 50, lutando contra preconceitos e esperando por novas chances. Podemos fazer uma analogia com os tempos atuais de crise pelo mundo todo. O filme ganha momentos dramáticos quando Troy conta para sua esposa, que terá um filho em breve de uma amante. A partir desse ponto, muita coisa muda na visão de Rose mesmo Troy tentando se manter firme em suas atitudes.

É um espetáculo de atuação de ambos Viola e Denzel (merecia o prêmio de melhor ator, tá?), a história é surpreendente do começo ao fim. Mesmo possuindo algumas cenas bem cansativas, consegui me manter firme e assistir até o final. Recomendo o filme pra quem realmente ama diálogos longos, história e reflexão! ?

Confira o trailer:

Já assistiram?