Achou que eu iria me mudar para Aracaju? Infelizmente não hahaha. Mas, hoje segue as postagens de viagem do blog, lembram? Começamos as postagens viajando por Florianópolis, Rio de Janeiro, São Paulo e agora Aracaju – SE. Convidei minha amiga Lala Ismerim (conheça o blog dela aqui) que mora lá para compartilhar com vocês algumas curiosidades da cidade em que vive e quem sabe depois de ler este post você não agenda sua próxima aventura para lá?

Leia também:

3 sites e aplicativos para planejar sua viagem!

Como arrumar sua mala de viagem?

1- Porque visitar sua cidade?

Aracaju é uma cidade ótima para quem quer passar uns dias de descanso em uma cidade mais tranquila. Por mais que seja uma capital é uma cidade pequena, o que acaba sendo ótimo pois tudo é muito perto. O trânsito não anda dos melhores ultimamente mas nada muito absurdo já que as distâncias são bem curtas. Por aqui só tem duas estações no ano: verão e chuva! Até o nosso “inverno” é quente. Então da para aproveitar uma praia praticamente o ano inteiro!

Indico dar uma passeada na Orla de Atalaia que você pode fazer a pé ou de bicicleta. Pode ir de carro também mas garanto que não vai ter tanta graça. Aproveitando que está na Orla faça uma visita ao Oceanário de Aracaju e à feirinha de artesanato, tire uma foto com o caranguejo gigante e com o nome “Aracaju”. Falando em caranguejo gigante ele se encontra no início da Passarela do Caranguejo, local que fica na Orla de Atalaia e que tem vários bares e restaurantes com comidas típicas.

Se o dia estiver de sol não deixe de aproveitar a praia de Aruana. Lá se encontram vários bares de praia com ótima estrutura e comida deliciosa. E não deixe de tomar um banho de mar, a água é quentinha e deliciosa! Indico os bares Duna, Com Amor Beach Bar e Parati.

Outro lugar que você não pode deixar de conhecer é o Museu da Gente Sergipana. Primeiro museu multimídia interativo do norte-nordeste que expõe um acervo do patrimônio cultural material e imaterial do estado de Sergipe. É um museu muito interessante onde você pode conhecer um pouco da nossa cultura, nossas gírias, comidas típicas e muito mais!
Recentemente se inaugurou o Largo da Gente Sergipana, um local que fica em frente ao museu, do outro lado da avenida e que mostra mais um pouco da cultura do nosso estado com algumas esculturas gigantes.

Aproveite que já está no centro da cidade e vá conhecer os Mercados Antônio Franco e Thales Ferraz, lá você pode comprar artesanato local e ainda algumas comidas como queijos e castanhas.

Agora se você quer conhecer o melhor Festejo Junino do Nordeste tem que visitar a cidade no mês de Junho! Nesse mês acontece o Forró Caju, festa gratuita que dura vários dias com diversas bandas de forró que que acontece no Mercado, e o Arraiá do Povo, uma vila junina de acesso gratuito na Orla de Atalaia com comidas típicas, quadrilhas juninas e shows.

2- Onde se Hospedar?

O melhor lugar para se hospedar em Aracaju vai depender do tipo de viagem que você está fazendo. Se veio a passeio e quer mais curtir uma praia o ideal é ficar em hotéis e pousadas na Orla de Atalaia. Desse modo você já fica pertinho da praia e vai gastar pouco para se deslocar. Mas se o seu intuito é ficar mais próximo da cidade tem vários hotéis bem
próximos aos dois shoppings (Shopping Jardins e Shopping RioMar). Porém Aracaju é uma cidade pequena então não se gasta muito de uber ou taxi. Além disso, é uma cidade tranquila de se andar de carro. Apesar de não ter muitas placas é fácil de se locomover com um gps.

3- Culinária e Pratos da cidade?

Bom, cidade de praia não pode deixar de comer um peixe ou marisco. Preparado de qualquer jeito é sempre uma delícia, pode ser frito ou em moqueca. Além disso não deixe de provar uma água de coco geladinha, comer caranguejo e amendoim cozido. Se você veio em Aracaju e não provou esses 3 itens pode considerar que não veio aqui!

Nós temos algumas frutas típicas da região e que dão ótimos sucos, então não deixe de provar o suco de Caju e Mangaba! São deliciosos, inclusive os meus favoritos! Pra quem quer um jantar tipicamente nordestino tem que ir no Mangará. Lá tem de tudo que você pode imaginar: cuscuz, macaxeira cozida, inhame cozido, galinha de capoeira, carne do sol, charque, gratinado de macaxeira, tapioca… e por aí vai. Um verdadeiro jantar nordestino! E o melhor é que o lugar é uma gracinha e super frequentado pelos moradores da cidade. 😀

4- Quais locais você recomenda em Aracaju para as pessoas se divertirem?

Para quem quer se divertir recomento o Tequila Café que é um bar com shows de rock e outros gêneros. Frequentava muito quando era mais jovem e recentemente reabriu na Orla de Atalaia. O Calles Bar de Tapas também fica
na Orla de Atalaia e apesar do forte ser a comida sempre tem uma ótima música.

Tem também o The Stones Pub, o local é pequeno e fica em uma área residencial mas que sempre tem ótimas bandas. Além desses tem muitos outros, então é sempre bom ficar de olho na programação de festas da cidade. Além dos forrós no mês de junho tem uma outra festa que que atrai muita gente de fora, a Odonto Fantasy. Festa temática à fantasia e que ocorre no segundo semestre, geralmente em outubro/novembro.

Por aqui da para se divertir comendo muito bem! Na Orla tem vários restaurantes muito bons mas não fique preso nesse espaço. Pela cidade estão espalhados diversos restaurante maravilhosos como: churrascaria (Fuego), comida japonesa (Hiroki, Senzai e Shouri), pizzaria e comida italiana (Manjericão e La Vecchia) e cafés (Forneria, Casa Alemã, Le Café, Art in
Coffee e Café Feito a Grão).

Pra quem prefere uma programação mais tranquila temos alguns parques pela cidade. No Parque da Sementeira (ou Augusto Franco) você pode fazer caminhadas, andar de bicicleta e até fazer um piquenique. No Parque dos Cajueiros tem um deck com vista pro Rio Poxim e um restaurante maravilhoso, o Blend. Para quem quer ver o melhor pôr do sol da cidade tem que ir na Orla do Pôr do Sol.

É uma orla pequena que fica no povoado mosqueiro, de lá saem vários passeios de catamarã, mas você ainda pode praticar sup por ali mesmo ou comer em algum restaurante. Mas por ser uma cidade pequena não se limite à Aracaju. Tem muitos passeios interessantes para se fazer em locais próximos, como visitar os Cânios de Xingó em Canindé de São Francisco.

5- Quais looks levar na mala para conhecer sua cidade?

Já comentei anteriormente que aqui só tem duas estações definidas: verão e chuva. O verão dura praticamente o ano inteiro e a temperatura varia entre os 29 e 33 graus. O sol é bem forte mas pelo menos venta bastante também. Recomendo protetor solar e roupas frescas, como short, vestido, saia e camiseta. Porém, como a cidade é quente saiba que a maioria dos estabelecimentos possuem ar condicionado, então traga um casaquinho pois em algum lugar pode fazer um pouco de frio.

Nos meses de maio, junho, julho e agosto a temperatura fica mais fresca (entre 27 e 29 graus) e chove. Mas não chega a fazer frio, raramente tem dias que a temperatura cai mais e chove muito, chegando a uns 24 ou 25 graus. Não da pra considerar que ta frio mas para o Aracajuano esta frio sim e você irá ver todo mundo de casaco na rua! Nessa época é bom trazer um sapato fechado por conta da chuva. Mas se o dia não estiver chovendo da até pra pegar uma praia, então é roupa fresca com um casaquinho. E mesmo estando nublado passe protetor solar! 😉

Ah!!! Se for curtir um forrózinho em junho é bom trazer uma botinha! Nessa época chove quase sempre a noite, as festas são ao ar livre (sim, se prepare pra dançar forró na chuva) e ninguém merece ficar com o pé molhado.

Tenho muita vontade de conhecer Aracaju, minhas expectativas aumentaram aqui!

E você, conhece Aracaju?

Mais um post de viagem no blog ✈😃 algumas semanas atrás falamos de Florianópolis e do Rio de Janeiro, leia o post completo aqui. Hoje vamos viajar para São Paulo. Convidei a Natz, do blogdaNatz que mora lá e ela compartilhou algumas dicas bem bacanas sobre a cidade, onde se hospedar, quais lugares conhecer entre outras curiosidades. 😀

Leia também:

Vamos para Floripa?

Que tal viajar para o Rio?

1- Porque visitar sua cidade?

São Paulo é a maior cidade do Brasil, muito conhecida como “Selva de Pedra” e “Terra da Garoa” esse lugar tem os seus encantos e suas características únicas.  

viajarparasaopaulo

O mais interessante de SP é que cada bairro parece uma cidade diferente. Você se sente um paulistano com a correria da Av. Paulista e da Berrini, seus arranha-céus que invadem cada espacinho da cidade e a modernidade de sua arquitetura. Em contrapartida se sente em outra cidade quando anda em Moema ou na região do Ibirapuera, é tudo tão calmo e tranquilo, cheio de árvores, paz e muito verde. Assim como se sente um japonês no bairro da Liberdade, é tudo tão diferente. Essas características super distintas é o que torna SP uma cidade tão única.

São Paulo encanta a todos pela sua arquitetura riquíssima e cheia de detalhes, sua cultura que emana em cada cantinho – é uma cidade MUITO cultural e com diversas opções de entretenimento. Sua gastronomia diversificada e maravilhosa. Seus centros de comércios cheios de opções. Seus parques enormes e lindos,  e o melhor de tudo, o fato de ser uma cidade que nunca dorme, com programação 24h em diversos lugares.

Leia também:

3 sites e aplicativos para organizar sua viagem!

Aplicativos de fotos para fotografar sua viagem!

2- Onde se Hospedar?

Se hospedar em SP é bem simples! Porque opção não falta. Tem os hotéis mais modernos e requintados, há opções pet friendly e também existem diversas pousadas mais intimistas.

Dois aplicativos bacanas de encontrar hotéis legais em SP é o decolar.com e o trivago.

3- Culinária e pratos da cidade

São Paulo é uma cidade muito conhecida pela sua gastronomia, como eu mencionei no início do post, mas devemos lembrar que é o 2º maior centro de consumo de pizzas, só perde para a Itália! Então nada mais justo do que eu indicar pizzarias. Você não pode deixar de conhecer A Casa da Pizza Estufada, ela é bem diferente e deliciosa! Mas quando se trata de pizzaria opções não faltam, há as mais tradicionais e super conhecidas, como a Famiglia Mancini, e as mais simples (porém muito gostosas) como a Dominós!

pizzaemsaopaulo

E ainda sobre restaurantes de SP, você vai encontrar milhões de restaurantes japoneses, mexicanos, italianos, franceses, árabes, indianos e muitos outros. É uma cidade tentadora quando o assunto é gastronomia.

Estão na minha listinha de faves: Paris 6, Bistrô Ruella, Era Uma Vez um Chalezinho, Nakombi, Mexicano Sí Señor.

4- Quais locais você recomenda em São Paulo para as pessoas se divertirem?

Você não pode deixar de passear na Av. Paulista de domingo, onde carros não são liberados para transitar e você tem a avenida livre para andar de bicicleta, fazer uma paradinha em um dos milhares de restaurantes ou cafeterias da região, tirar muitas fotos pela avenida e curtir toda a arte de rua e músicos alternativos que você irá encontrar no caminho. E as livrarias de rua, como a Fnac, maravilhosas da região! Não deixe de ir até o MASP, veja a programação, se tem alguma amostra que te interesse, vale muito a pena!

SP é uma cidade muito linda e é impressionante quando vista de cima. Então não deixe de conhecer o Edifício Copan, o Martinelli, o Mirante 9 de Julho. Há também muitos bares e restaurantes que disponibilizam uma vista incrível, como o Terraço Itália, o Bar Sky, e o Alto da Harmonia.

vilamadalenaemsaopaulo

Falando em bares e baladas, os melhores se encontram na região da Vila Madalena, e pra quem curte um mais alternativo vai gostar dos da Augusta. Na Mada um dos meus preferidos é o Pátio SP, sempre animado e muito bonito! Na Augusta o Tex é um bom lugar, além de balada também é hamburgueria, casa de jogos e muito mais.

Outros lugares que vocês precisam conhecer: Parque do Ibirapuera, Parque Villa Lobos, Theatro Municipal de São Paulo, Pinacoteca, Beco do Batman, Bairro da Liberdade, Mercadão, 25 de março, Oscar Freire, Viaduto do Chá, Ludus Luderia, Glow in the Dark, Blitz Haus. Esses foram apenas alguns dos lugares que eu mais amo daqui, confesso que foi difícil não escolher muitos para esse post que a linda da Wan me convidou a fazer (e que eu estou honradíssima). Mas selecionei lugares que vocês vão amar, com certeza! Vão ter experiências incríveis e diferenciadas.

5- Quais looks levar na mala para conhecer o São Paulo?

Aqui em SP geralmente é frio e chuvoso, então é importante trazer roupas mais quentes, tênis e botas também são bem confortáveis. Mas na cidade tem dias bem quentes também, e é muito normal no mesmo dia fazer calor e fazer frio, então é interessante dar uma olhadinha no climatempo antes de vir.

Mais, uma coisinha que jamais pode faltar na sua bolsa: guarda chuva. Porque aqui realmente é a terra da garoa! 

Sites e blogs que podem ajudar a sua viagem:

http://cidadedesaopaulo.com/

https://blogdanatz.com/lugares-para-ir/

http://www.saopauloencantada.com/

http://saopauloparainiciantes.com.br/

E você, conhece São Paulo?

Mais um post de viagem no blog ✈😃 algumas semanas atrás falamos de Florianópolis, leia o post completo aqui. Hoje vamos viajar para o Rio de Janeiro. Convidei a Thami, do blog Like Paradise que mora na cidade maravilhosa e ela compartilhou algumas dicas bem bacanas sobre a cidade, onde se hospedar, quais lugares conhecer entre outras curiosidades. 😀

Leia também:

3 sites e aplicativos para organizar sua viagem

Vamos viajar para Floripa?

1- Porque visitar sua cidade?

Porque é uma cidade linda que merece ser vista e apreciada, principalmente por suas belezas naturais. Tem as famosas praias dos bairros da zona sul, como Copacabana e Ipanema, mas tem as maravilhosas da zona oeste como a Barra da Tijuca e Recreio que, próximo, tem duas praias secretas maravilhosas que são a Prainha e Grumari, lá não tem área urbana em volta. Não tem prédio e avenidas no fundo, apenas montanhas e verde mesmo, total contato com a natureza.

Pra quem curte uma trilha, tem bastante trilha boa também e justamente trilhas que dão nessas praias secretas. Sempre falo dessas duas praias porque quase ninguém conhece, quando as pessoas vem pro Rio costumam visitar apenas as da zona sul, mas pra zona oeste tem muita coisa boa pra ver também. O melhor é que esses dois locais que eu indiquei não precisa gastar com nada, a não ser alimentação mesmo. Inclusive, em Grumari, tem um quiosque que vende um camarão alho e óleo maravilhoso que não é aquele camarão que tampa buraco de dente, é camarão mesmo e bem gostoso (só não lembro o preço agora).

É bom ver algumas dicas de lugares no site visit.rio lá tem várias recomendações de lugares que até eu, que moro aqui, fico vendo pra fazer algo diferente no final de semana. Nesse site tem até dicas de restaurantes e lugares para hospedagem dependendo de qual ponto do Rio que você quer ficar.

2- Onde se Hospedar?

Uma localização boa e que não é cara, é justamente os bairros da zona oeste. Como eu disse, todo mundo que vem pra cá procura sempre ficar nos bairros mais famosos, o que acaba até saindo mais caro, sabe? Por serem bairros mais famosos, o que acaba sendo mais caro, desde a hospedagem até a alimentação. O Banana Leaf Eco Hostel é muito lindo e bem natureba mesmo, toda a decoração até o uso de água e etc, fica a 4,2km da Praia de Grumari e dá para fazer a famosa trilha da Pedra do Telégrafo (se você ainda não sabe que pedra é essa, joga no “explorar” locais do Instagram e dá uma olhada). E como eu disse, tem o site visit.rio que dá pra ver por lá vários hostels, hotel e pousadas pra ficar.

3- Culinária e pratos da cidade

A famosa caipirinha é bem pedido aqui no Rio. As pessoas tem costume de tomar essa bebida na praia e na noite. E até indico pra vocês experimentarem (quem ainda não experimentou) a caipirinha de maracujá da Lapa que é uma delícia! Na Lapa, principalmente a noite, ficam várias barraquinhas com comidas e bebidas, as bebidas não são tão caras e são bem gostosas. O famoso esquenta da noite acontece quase sempre na Lapa, ainda mais pra quem for curtir a noite pelo centro da cidade e ali pela Lapa mesmo.

Em alguns restaurantes, na hora do almoço, quase toda sexta-feira tem a famosa feijoada. Os frangos assados também fazem sucesso, em alguns locais vem com batata assada e farofa. Aqui a gente compra os frangos assados de padaria justamente naqueles dias que não temos tempo de preparar um almoço, sabe? Nos bares o pessoal tem costume de pedir bolinho de bacalhau. Na praia o biscoito de polvilho Globo (sim, BIXXXCOITO!) com mate vai muito bem! O biscoito tem o sabor doce (com a embalagem vermelha e amarela) e salgado (com a embalagem verde e amarela), o mate é feito com erva-mate e água, já vem adocicado. O lanche perfeito, sério, todos deveriam experimentar.

4- Quais locais você recomenda no Rio de Janeiro para as pessoas se divertirem?

Na zona sul tem a balada 1007 (que tem em outras cidades também), lá toca de quase tudo (menos pagode, samba e sertanejo) e tem um público bem variado, mas com mais tendência de ter mais do público LGBT. Na zona oeste tem a rua das boates que fica na Barra da Tijuca que tem baladas boas que, essas sim, tocam de tudo! Do samba ao eletrônico. Tem as baladas que são caras pra entrar e as que são mais baratas.

Tem dias que mulher entra de graça até tal horário, então vale a pena conferir essas promoções. Chamam de rua das boates mas o endereço certo é Av. Armando Lombardi. Ali próximo também tem a Av. Olegário Maciel que é onde ficam todos os bares da zona oeste, no final da rua tem a praia, então dá tanto pra curtir nos bares como também na praia com a galera, mesmo a noite tem um clima bom. Na Olegário não tem só bares, tem farmácia e Subway também. De manhã são padarias e restaurantes, mas a noite o pessoal do happy hour toma conta, haha! Já mencionei as trilhas como a Pedra do Telégrafo e a de Grumari, mas tem trilhas aos montes aqui, por todo canto. Lugares com vistas lindas para serem descobertas.

5- Quais looks levar na mala para conhecer o Rio de Janeiro?

Roupas frescas e leves. Se for trazer casaco, traz só 1 pra não ocupar espaço na mala, sério, capaz de você usar o casaco só a noite, isso “se usar”. Tênis ou chinelo, indico até que saia de tênis pra passear pela cidade, mas deixe o chinelo na bolsa ou mochilinha, porque tem dias que fica tão quente que até o pé chega a queimar dentro do tênis e você vai ficar louca pra tirar o tênis logo, hahaha! Maquiagem completa só a noite, porque de dia faz calor, então é difícil deixar a base fixada ali durante o dia, mas é muito relativo isso da maquiagem porque depende da pele né? Bastante protetor solar sim, porque até na sombra você fica corado.

Já fui ao Rio algumas vezes e é bem isso que a Thami contou. Ainda não explorei tanto a Lapa, mas já está no roteiro!

E você, conhece o Rio de Janeiro?

Algumas semanas atrás eu fiz uma pesquisa de público aqui no blog, perguntando quais assuntos gostariam de ler e viagem ✈😃 foi bem votado. Contei na semana passada que viria novidades e é o post de hoje. Vamos conhecer a cultura de várias cidades brasileiras e de outros países também. Convidei a Thayse do blog Brilho de Aluguel que mora em Florianópolis – SC pra contar pra gente quais lugares visitar na cidade, como ir, onde se hospedar entre outras perguntas.

Leia também:

3 sites e aplicativos para organizar sua viagem

Intercâmbio: New Orleans

1- Porque visitar Florianópolis?

Florianópolis é uma cidade com natureza exuberante, praias para todos os gostos (Daniela é uma ótima praia no Norte para famílias, enquanto para quem quer pegar umas ondas é melhor ir pra Joaquina ou Campeche. Na Barra da Lagoa é possível ter um pouco dos dois: na praia principal dá pra ter boas ondas, mas atravessando o canal, dá pra chegar até a prainha mais calma e isolada). Mas a cidade também conta com uma riqueza cultural e histórica inestimável.

Pontos como Ribeirão da Ilha, no Sul, ou mesmo Santo Antônio de Lisboa, no Norte, são perfeitos pra apreciar uma viagem no tempo (em alguns pontos desses bairros se conserva muito da arquitetura e moldes de cidade açorianos – o povo responsável pela maior colonização da cidade). Se tiver mais tempo por aqui, recomendo ir no Parque da Luz, caminhar pela área histórica no centro durante o dia (Mercado Público, Alfândega, Praça XV), visitar o Museu no Palácio Cruz e Sousa, ver uma exposição no CIC/MASC, passear pela via Gastronômica de Coqueiros (no Continente), passear a noite pelo Centrinho da Lagoa da Conceição (pubs, barzinhos, restaurantes, casas de show, casas de dança dos mais variados ritmos).

2- Onde se hospedar?

Depende do que você procura, e já vou avisando: o trânsito na cidade é péssimo, então não tente fazer muitas coisas em
pontos diferentes da cidade, no mesmo dia, ou você vai ficar bem estressado. Um lugar legal pra se hospedar é a Lagoa da Conceição, porque tem o centrinho que é legal pra passear durante a noite, ir nos pubs ou restaurantes, mas também fica perto das praias (Barra, Praia Mole, Joaquina). A região da Lagoa é bem cosmopolita, sempre tem muita gente falando as mais diversas línguas, parece um mundo à parte, o que é bem interessante.

3- Culinária e pratos famosos da cidade?

As comidas típicas são basicamente à base de frutos do mar! Claro que temos influência de muitas outras culturas pela mistura que é essa cidade, mas tradicional mesmo é pastel de berbigão ou mesmo berbigão ensopado, o famoso pirão d’água com caldo de peixe, ostras, mariscos. Se puder, visite os restaurantes em Santo Antônio de Lisboa e no Ribeirão (eu amo o Ostradamus, é muito bom e tem mesas no deck com vista pra Baía Sul). Tem muita produção de cachaça e cerveja artesanal (ou produções em indústrias pequenas) em Santa Catarina, disponível nos cardápios dos mais diversos bares e restaurantes, e com certeza vale a pena experimentar.

4- Quais locais você recomenda em Florianópolis para as pessoas se divertirem?

Boa parte dos locais pra se divertir podem ser encontrados na Lagoa da Conceição, como falei anteriormente (tanto no centrinho como na Avenida das Rendeiras, que tem muitos restaurantes, cafés, casas noturnas, pubs e bares reunidos). Dá pra fazer passeios de barco pra Costa da Lagoa ou mesmo uma trilha por lá, também. No Sul da Ilha, tem o Parque da Lagoa do Peri, que é um ótimo lugar para famílias, pra fazer um picnic e nadar na Lagoa (sabe aquele parque que aparece no começo da série The Sinner? Então, muito parecido!).

Se estiver ali pela região da UFSC, vale a pena passar no Parque Ecológico do Córrego Grande, é ótimo pra dar uma caminhada, praticar exercícios, ou mesmo fazer um picnic em família. Tem a via gastronômica de Coqueiros, no Continente, com várias opções diferentes de restaurantes e botecos gourmet, já em Santo Antônio, além dos restaurantes, tem a Fairyland Cupcakes que é uma delícia de lugar.

Se quiser ir no cinema mais alternativo – saindo dos shoppings – tem no MASC (CIC), na Agronômica ou em Santo Antônio, no Paradigma (lá pertinho tem o Café François que é muito bom também, com boas opções pra almoço e café). Trilhas são perfeitas pra fazer no verão ou na primavera, mas vá cedo pra não pegar o sol muito quente. As vistas e as praias recompensam o esforço. Recomendo demais a da Lagoinha do Leste e a de Naufragados. Para shows, geralmente tem algo acontecendo na Fields (no Centro) ou no P12 (Jurerê).

5- Quais looks levar na mala para conhecer Florianópolis?

O tempo aqui é bem louco, mesmo que você venha no verão intenso, pode fazer mil estações no mesmo dia. Então, traga um casaquinho na mala, porque é capaz de fazer um dia (ou semana) frio e tempestuoso do nada. Mas no geral, é uma cidade que faz mais calor do que frio, é bem úmido, então é aquele calor que a atmosfera fica pesada (tem que se manter sempre hidratado e protegido pra pressão não baixar e cuidar muito – use protetor solar, chapéu e evite aquele solzão do meio dia – nas praias pra não ter queimaduras sérias!).

O inverno mais frio dura umas duas semanas, mas dá pra usar um casaquinho aqui ou ali durante o outono. Chove bastante aqui, mas também dá muita ventania doida do nada, então nem sempre sombrinha ajuda. O jeito é aceitar e ser feliz!

Sites que podem ajudar na sua viagem:

http://www.guiafloripa.com.br/

http://www.vivendofloripa.com.br/home/

https://www.nsctotal.com.br/florianopolis

http://destinoflorianopolis.com.br/

Floripa é uma cidade que eu tenho muita vontade de ir. Alguns pontos turísticos que a Thayse mencionou, fiquei curiosa para ver de perto. 🤓

E você, conhece Florianópolis?

Meu vício absoluto é o Pinterest, já falei dele aqui várias vezes e hoje trouxe uma maneira dele ser útil em sua vida. Pra quem não sabe é um site que você pode criar painéis de fotos, pinar e repinar diversas imagens maravilhosas, seja de boards, blogs, sites, lojas e até mesmo das mídias sociais como Twitter, Instagram e Facebook. Basta criar uma conta gratuita e se divertir por lá.

Pinterestw

Há quem diga que o site é uma mera perca de tempo, pra mim é um tempo útil, pois já aprendi várias dicas de receitas, posições de fotografia, como vestir uma determinada peça de roupa, penteado, truque de maquiagem entre outros. Faço da minha conta um paraíso particular (meu perfil) para mim e seguidores e os meus boards são voltados para ajudar e entreter, claro! 😉

Agora chega de papo e vem conferir 7 vezes em que o Pinterest vai te ajudar:

1) Formatura/Casamento/Baladas 

7b0432e1a1602f674745356e1403797c

Quem nunca ficou na dúvida do que combinar com aquele vestido perfeito que você escolheu para usar naquela ocasião especial? Os painéis de acessórios, maquiagem e penteados podem te auxiliar neste quesito. Use a barra de pesquisa para procurar o que deseja: acessórios coloridos, maquiagem para casamentos, penteados com tranças.

2) Renovando a decoração de casa

cddd459b412437c06ec919a482cbb242

Vai reformar a cozinha? A sala? A casa inteira? Vá para o Pinterest, use o busca para aprender e entender tonalidades de cores, objetos decorativos, valorizar espaços grandes e pequenos e se você adora criar objetos para deixar sua casa mais linda, pesquise por Do it yourself, tem muito tutorial fácil de fazer!

3) Ensaio de Fotografia

f5eb2af1887fe7bc7f524cbee47c3fce

Quem é fotografo ou deseja ser a ferramenta é um prato cheio! Por lá tem muitos profissionais da área, artistas novos, tutorias de fotos e dicas de posições. Além de fotografias de famosos em revistas e desfiles, inclusive criei um board aqui voltado para isso, porque adoro este tipo de fotografia e de quebra te ajuda na hora que for fazer um ensaio por aí.

4) Festa para mãe, filho, tia

0ad8d76b44db13728ea52db24a779aaf

Planejar uma festa parece fácil né? Mas, quem já fez sabe que são muitos detalhes para resolver: tema da festa, balões, bolo, lembrançinhas, número de convidados, local da festa e muitos outros. Pode ficar tranquila que por lá você encontra diversas formas de fazer uma festa e com um orçamento mais baixo também, tá? Ideias e criatividade tem de sobra!

5) Vamos Cozinhar?

967bb283db6bcb37249c9a8ed6f2e51e

Viu aquela receita fit e não lembra quais ingredientes vai? No Pinterest tá lotado de receitas para quem tem alergia ao glúten ou lactose, pra quem segue uma dieta low carb, pra quem ama gordice, para os viciados em saladas, molhos, doces e muito mais. Criei um board voltado aqui para isso e tô salvando benefícios de alimentos que a gente come por aí e fazem muito bem para o corpo.

6) Próximo Destino?

a1e1761ce882e01dffdc2d2e1ccf31e5

Alguém aí falou viajar? Se estiver pensando no próximo destino para sua lua de mel, passeio com a família, com o namorado. Vale pesquisar os pontos turísticos que você sonha em conhecer, países que deseja visitar e curiosidades sobre o destino também.

7) Look pra toda hora

1e29a5e775da6a2e8f3723d920c9fc68

Não encontrou o look ideal para sair hoje? Pesquise por alguma tendência que você goste, looks de festa, peça favorita, celebridade queridinha entre outros. Eu criei vários boards voltados para moda um de looks bonitos que vejo e gosto, outro de peças que eu queria ter no meu guarda roupa e um sobre o estilo minimalista. Assim fica bem mais fácil de encontrar o look que eu quero no momento certo! 😉

Dica expert: Quando abrir uma foto na tela principal, desce a página e confere mais inspirações. Sempre tem boas fotos ali.

E aí, você usa o Pinterest? O que mais repina por lá?

conhecerHolanda

E essa Copa tá demais, minha gente. Porém, todo começo têm o seu fim, como por exemplo, o encerramento destes posts maravilhosos durante esses dias de Copa do Mundo. Sei que muitas leitoras vem gostando e acompanhando, fico super feliz que tudo deu certo, podemos trocar ideias e conhecermos um pouco mais de cada país e sua cultura. E pra finalizar com chave de ouro, escolhi falar da Holanda, vamos nessa? Falamos da Grécia aqui, Croácia aqui e Alemanha aqui.

amsterda1

1- Porque viajar para Holanda?

Quando falamos da Holanda a primeira coisa que vem à nossa mente é: Amsterdam. O país oferece uma diversidade incrível de atrações para visitar, parques de diversão, praças históricas, esportes aquáticos, mercados agitados, campos de flores. Enquanto estiver por lá, visite o Museu Madame Tussauds, Casa de Anne Frank (meu sonho, recomendo o livro) e não deixe de dar uma voltinha pela cidade de bicicleta como os holandeses costumam fazer.

Para as lindonas que preferem sair atrás de lojas de roupas e está com o bolso apertado há grandes redes e alta costura exclusiva. No centro da cidade você encontra ruas comerciais, como a Leidsestraat, Kalverstraat e Nieuwendijk. Existem muitas redes internacionais de moda e lojas de moda menos conhecidas. Pra quem estiver à procura de sapatos, vale a visita também!

Se você ama decoração e tudo ligado a design, visite a Frozen Fountain, localizada no Prinsengracht, é uma loja especial, com mobiliário contemporâneo, arte e acessórios para casa. Por lá, você encontrará trabalhos de jovens artistas e designers de famosas academias holandesas e estrangeiras.

2- Qual hotel se hospedar?

Hotel em terra firme? Nunca mais! Brincadeirinha, mas se você for para Holanda porque não experimentar as casas flutuantes para passar a noite em Amsterdam e Utrecht? É uma forma de sentir a experiência holandesa de viver sobre a água e compartilhar esta experiência com quem você ama. Uma casa flutuante é como outra casa qualquer tem sala, cozinha, quarto e de quebra você vê de sua janela os barcos passeando pelo canal.  Achei a ideia sensacional, faria com certeza e vocês?

casasflutuantesholanda

3- Pratos e Culinária Holandesa

Por ser um país frio a culinária é quentíssima e oferece pratos típicos deliciosos e bebidas especiais para determinadas horas do dia. As famosas batatas cozidas, verdura e carne são encontradas na maioria dos pratos. O café da manhã e o almoço são refeições compostas por pães, frutas e laticínios.

Sempre quando conhecemos alguma cidade ou país, gostamos de experimentar algum prato especial de lá, não é mesmo? Pelas minhas buscas e pesquisas, fiquei com vontade de comer Stamppot um prato de inverno com verduras, batatas e carne em forma de ensopado, nele você encontra variações com repolho, cenoura, salsicha e bacon. O toque final fica por conta da abertura no meio do cozinho preenchida com caldo de carne. Outro prato que me atraiu bastante são as Poffertjes (pequenas panquecas) grossas e mais doces, geralmente elas são servidas com açúcar e manteiga.

pratosdaholanda

Sabia que na Holanda, eles amam comer alcaçuz? Por lá há versões doces e salgadas e vem em vários sabores e formatos. E não deixe de comer o Hagelslag chocolate granulado em um sanduíche. Comida vai e vem e as bebidas, onde ficam? Experimente a cerveja Heineken já que é a bebida tradicional da casa. A Holanda é conhecida por cultivar as melhores uvas para fabricar vinhos tintos e brancos, ou seja, fica aí mais uma opção de bebida que você não pode deixar de provar!

4- Moda na Holanda

Como eu disse nos posts anteriores e sempre menciono nesta parte do post: respeite as tradições e costumes de cada país que você visitar. Leve somente o que você vai usar durante a viagem, (tudo bem que nós mulheres nunca seguimos essa regra, mas fica a dica pra você). E antes de organizar sua mala, pesquise a temperatura do local para não carregar nada além do necessário.

A Holanda possui climas bem diferentes do nosso Brasil o frio predomina em boa parte por lá. Gosta de inverno? Aproveite para ir em Dezembro ou Janeiro, quem sabe você não aproveita a neve, caso ela apareça. Na sua mala: capriche nos casacões longos, peças em couro, acessórios para o pescoço e cabeça, pele fake e abuse das botas over knee. Agora se você prefere ir no verão, agosto é o mês recomendado para visitar o país já que as temperaturas são agradáveis e você consegue usar peças confortáveis como shorts, saias, macacão e vestidos soltos.

looksholanda

Me apaixonei pela Holanda , a casa flutuante, a Casa de Anne Frank e a culinária. Ahhh, se eu pudesse embarcar agora! #sonho E vocês, já foram para Holanda? Quem já foi, não deixe de compartilhar com a gente! 😉