Olá, gente linda. Eu sou a Maria Fernanda ou Fernanda Nalon (passei 4 anos da minha vida pensando qual seria o nome que eu usaria para assinar), sou formada em jornalismo e tenho 21 anos. Vou confessar que tenho um gosto bizarro pra música, logo eu não julgo o gosto musical de ninguém. Ok, talvez eu julgue um pouco quem escuta pagode, axé e derivados. Sorry.  Voltando, como ninguém quer saber da minha vida ou gosto musical então vou direto ao assunto e explicar porque estão lendo isso. A Wanessa me convidou para fazer algumas postagens indicando filmes, série e livros e bom, aqui estou eu. Vocês vão me ver por aqui algumas vezes. Enfim, espero que gostem.

Hoje eu to aqui pra indicar dois filmes. Quem foi criança durante os anos 90 provavelmente vai conhecer e saber de quais filmes eu estou falando, embora eu conheça muita gente que não sabe nem da existência dos mesmos ou de filmes mais conhecidos, tipo Rei Leão. Quem nunca assistiu uma Sessão da Tarde na Globo? Pois é, naquela época os filmes que passavam eram ótimos, muitos deles marcaram a minha infância, ai eu resolvi escolher os dois melhores, na minha opinião, para indicar para vocês.

1 – Clube dos Cinco (1985)

the_breakfast_club_post

Esse é de longe um dos meus filmes favoritos na vida. Clube dos Cinco, conta a história de Andrew (Emilio Estevez), Brian (Anthony Michael Hall), Claire (Molly Ringwald), John (Judd Nelson) e Allison (Ally Sheedy), cinco adolescentes que por terem cometido pequenos delitos tiveram que ficar presos na escola durante um sábado e a punição extra do diretor é que eles escrevam uma redação de 1000 palavras sobre o que pensam de si.

Cada um faz parte de uma “panelinha” diferente na escola, eles são completamente diferentes uns dos outros, então nós somos apresentados ao criminoso, a princesa, a maluca, o cérebro e ao atleta. No decorrer do dia eles passam a ser conhecer melhor e aceitar as diferenças entre eles, mesmo sabendo que após aquele sábado dificilmente eles seriam amigos na escola, devido às regras sociais que os grupos ao qual pertencem impõem. É aquela famosa história de que as patricinhas não devem andar com os nerds e os nerds não devem andar com os playboys.

Uma das minhas cenas favoritas no filme é o final, quando o Mr. Vernon (Paul Gleason), o diretor, lê a redação, que é mais uma carta, deixada por eles. A carta é a seguinte: “Prezado Senhor Vernon, aceitamos ter que ficar um sábado inteiro de castigo por aquilo que fizemos de errado, mas achamos loucura o senhor nos mandar fazer uma redação sobre nós mesmos. Você nos ver de uma maneira simplista e conveniente, mas o que aprendemos é que dentro de cada um de nós existe um cérebro, um atleta, uma maluca, uma princesa e um criminoso. Isso responde a sua pergunta? Atenciosamente, o clube dos cinco”.

ASSISTA AQUI AO TRAILER DO FILME

O diretor é o John Hughes, que foi responsável, tanto como roteirista ou diretor, por outros filmes clássicos que também marcaram a infância de muitos, como Curtindo a Vida Adoidado (1986), Esqueceram de Mim (1990), Beethoven(1992), Ninguém Segura Este Bebê (1994), entre vários outros.

2 – De Volta Para o Futuro (1985)

back-to-the-future-pic1post

Ok, esse é o meu número 1 na lista de filmes favoritos, na frente até dos clássicos da Disney que eu cresci assistindo. De Volta Para o Futuro conta a história de Marty McFly (Michael J. Fox) que graças ao Dr. Emmett Brown (Christopher Lloyd), que transforma um DeLorean em uma máquina do tempo, acaba viajando 30 anos no tempo e indo parar na época em que seus pais eram adolescentes e ainda nem se conheciam direito.

Tentando voltar para o futuro Marty bagunça toda a história de sua família e antes de voltar e ele se vê obrigado a juntar seus pais para que nada se altere nos anos seguintes. Aliás, é hilário ver a mãe dele se apaixonando por ele enquanto ele tenta fazer de tudo para que ela se apaixone por seu pai. Ficou confuso, né? Mas é isso que acontece.

Minha cena favorita do filme é a do baile “Encantamento do Fundo do Mar”, onde Marty tem a última chance de juntar seus pais e garantir a existência de sua família antes de voltar para futuro. Inclusive é no baile em que ocorre um dos momentos mais famosos do cinema, Marty McFly tocando “Johnny B. Goode” do Chuck Berry e ao ver o espanto de todos solta a famosa frase, “Acho que vocês ainda não estão preparados para isso, mas seus filhos vão adorar”.

ASSISTA AQUI A CENA DE JOHNNY B. GOODE

De Volta Para o Futuro é uma trilogia e nos três filmes nós viajamos por épocas diferentes. No filme do primeiro filme o Doc viaja para o ano de 2015 e assim começa o segundo filme, com ele voltando do futuro para buscar Marty para tentar evitar que seu filho, Marty McFly Jr, se meta em problemas e também conhecemos um ano de 1985 paralelo. Já no terceiro e último filme nós vamos para um passado bem distante, mais exatamente para o Velho Oeste, em setembro de 1885.

Robert Zemeckis é o diretor da trilogia, mas também o responsável por vários outros filmes, como Forrest Gump (1994), Náufrago (2000), A Lenda de Beowulf (2007), Os Fantasmas de Scrooge(2009), entre vários outros.

E aí? Já assistiram aos dois filmes? Gostaram das indicações? Estão me achando um doida indicando filmes antigos ao invés de falar dos novinhos em folha?

tumblr_mkjf3iqZTt1rxvcxxo1_500_large

Ação, romance, suspense esses e muitos outros filmes revelam histórias que nos fazem levar para um outro mundo, muitas vezes deixa a gente viver a vida do personagem intensamente. Daí sofremos junto, choramos em cada cena dramática que o personagem passa e sorrimos se caso ele conquistou algo ou encontrou o seu grande amor. São esses enredos que nos prende tanto, chamam nossa atenção e faz com que a gente se sinta dentro daquela história. A partir disso, nós selecionamos um filme favorito e aonde ele estiver passando a gente quer ver outra vez. Listei alguns filmes que me comoveram bastante e sempre que está passando na TV eu assisto como se fosse a primeira vez.

A vida secreta das abelhas

a_vida_secreta_das_abelhas_2008_g

É um filme de 2008 que conta a história de Lily Owens uma menina de 14 anos que vive atormentada pelas lembranças que tem da mãe falecida em um trágico acidente causado por ela. Lily decide fugir de casa com sua empregada, pois vive um relacionamento complicado com o pai, T. Ray e com isso segue a única pista que pode levar ao passado e saber um pouco sobre sua mãe. Após isso, ela conhece August, a mais velha das irmãs Boatwright, dona de um apiário da cidade que revela segredos da vida de sua falecida mãe. O filme parece até história real, mais não é. Ele é bem dramático e faz a gente se emocionar com o sofrimento de Lily.

Marley e eu

Marley-e-Eu

John e Jennifer Grogan casaram-se recentemente e decidiram começar nova vida em West Palm Beach, na Flórida. Eles trabalham em jornais concorrentes, compram uma casa e enfrentam a rotina diária de viverem juntos. Porém, John fica indeciso sobre sua capacidade em ser pai e busca o conselho de seu colega Sebastian, que sugere a compra de um cachorro para a esposa. John aceita a ideia e adota Marley, um labrador de 5 kg que vira o melhor amigo e dá muito trabalho ao casal. O filme é divertido com o caos que Marley apronta na vida do casal, mas a cena da morte dele me fez chorar horrores. Perdi minha cachorrinha assim e toda vez que lembro fico emocionada. Recomendo o livro pra quem quer chorar mais hahaha.

Querido John

inspirado-em-livro-drama-querido-john-conta-a-historia-de-dois-jovens-apaixonados-1273187260716_560x400

John Tyree é um jovem soldado que está em casa, licenciado. E Savannah Curtis uma universitária idealista em férias, um dia eles se conhecem e se apaixonam. O relacionamento fica intenso, porém, John precisa retornar ao trabalho. Dentro de um ano ele terminará o serviço militar e enfim poderão ficar juntos. Neste período distante eles trocam várias cartas, onde cada um conta o que acontece a cada dia. O filme é muito romântico e faz com que a gente se sinta a Savannah completamente, hahah. Adoro filmes assim que se passam em períodos difíceis e que no final dá tudo certo!

Um homem de sorte

Credito: Warner/Divulgacao - cena do filme Um homem de sorte

Em meio a uma batalha na Guerra do Iraque, o fuzileiro Logan encontra no chão a foto de uma mulher desconhecida. Ele guarda esta foto, prometendo que, caso sobreviva à guerra, irá encontrá-la. Meses depois, ele retorna aos Estados Unidos e passa a pesquisar onde ela poderia morar a partir de algumas pistas encontradas pela própria foto. Ele a encontra em um canil, onde trabalha juntamente com a avó e vive com o filho pequeno. Após isso, Logan passa a trabalhar no canil, sem revelar o verdadeiro motivo pelo qual chegou até ele. No começo do filme achei chatíssimo, mas com as descobertas do Logan tudo ficou bem melhor. Sem contar que o Zac Efron está gatíssimo!

Cartas para Julieta

Cartas para julietaG

Sophie é uma aspirante a escritora que viaja para a Itália ao lado do noivo Victor, que sonha em ter seu próprio restaurante. Em Verona, onde se passou a história de Romeu e Julieta, local perfeito para uma lua de mel antecipada, Sophie acaba percebendo que seu noivo está mais interessado nos fornecedores para seu restaurante do que nela. Na cidade descobre uma antiga carta de amor e junta-se a um grupo de voluntárias que responde estas cartas amorosas. O filme é fofinho e muito romântico, prende bastante sua atenção. Sem contar que a Amanda é uma ótima atriz e deixa a personagem tão real que a gente acha que é ela hahaha.

E aí, vocês gostam de alguns desses ou preferem outros?

Beijokas!!