Enfim, o fim de Crepúsculo

Quando uma história acaba sempre deixa uma sensação de que perdemos algo. Talvez seja apenas a certeza de que não teremos mais novidades, não há motivos para termos expectativas por detalhes e novas emoções. Ainda mais quando uma história é longa e nos oferece diversas situações que alimentam nossa imaginação. Enfim, chegou ao fim a Saga Crepúsculo. (Esse post está bem atrasado já que o filme estreou há quase 1 mês, mas, por motivos de força maior, só pudemos assisti-lo essa semana).

crepusculo11

Pode não ser a melhor história do mundo, não é mesmo, mas quem acompanhou a saga desde o começo se sentiu parte dela. Eu li todos os livros e fui ao cinema assistir quatro filmes dele – só perdi o primeiro. Falar sobre um vampiro que se apaixona, brilha no sol e só se alimenta de sangue animal deixou os fãs desse tipo de imortal indignados, não é para menos. Stephenie Meyer deu humanidade aos sugadores de sangue, algo totalmente contrário à natureza sombria deles. Não defendo a saga, não digo que essa história mudou minha vida, mas eu me identifiquei com o primeiro livro, me identifiquei com a Bella em alguns momentos. Acho que isso acontece quando nos deixamos envolver em uma nova perspectiva. Finalizei mais uma série e novamente sentirei falta. Acredito que essa seja a função de um livro, mesmo que a narrativa ou o enredo não sejam os melhores, o importante é que mexam com nossa imaginação e nos façam sair da realidade. Quem gostou, gostou, quem não gostou, não gostou. Simples assim. Espero que seja assim sempre pois, acima de tudo, o que não pode faltar é respeito com o gosto alheio. Fico feliz em ter participado desse saga, não é a minha favorita, mas levarei boas lembranças e até alguns aprendizados com ela.

THE TWILIGHT SAGA: BREAKING DAWN-PART 2

O que vocês acharam do fim meninas?

Alguma de vocês acompanhavam a saga? Ou a odiavam?

Conta pra gente!

Beijos e um ótimo fim de semana!

Muita magia nos filmes

O cinema está explorando temas interessantes e os grandes estúdios estão lançando filmes que nos deixam curiosas e ansiosas pela estreia deles. Dois filmes previstos para o ano que vem mostram o sobrenatural e a magia, dois temas muito recorrentes e que sempre chamam atenção.

– Oz: Mágico e Poderoso (Oz: The Great and Powerful)

Todo mundo conhece ou pelo menos já ouviu falar do Mágico de Oz, é um clássico. Esse filme conta uma história bem antes de Dórothy, conta sobre a origem do mágico famoso. Oscar Diggs (James Franco) é um inexpressivo mágico de circo de ética duvidosa, ele é afastado da poeirenta Kansas e acaba na vibrante Terra de Oz, onde acha que tirou a sorte grande, até que ele encontra três feiticeiras, Theodora (Mila Kunis), Evanora (Rachel Weisz) e Glinda (Michelle Williams), que não estão convencidas de que ele é o grande mágico que todos estão esperando. Lançando mão de suas artes mágicas por meio da ilusão, ingenuidade e até de um pouco de magia, Oscar se transforma não apenas no grande e poderoso Mágico de Oz, mas também em um homem melhor.

O filme está previsto para 8 de março de 2013.

– Dezesseis Luas (Beautiful Creatures)

Mais um best-seller que ganha adaptação para as telonas. Dezesseis Luas é um romance sobrenatural que conquistou vários leitores pelo mundo e promete levar muita gente aos cinemas. Ethan Wate (Alden Ehrenreich) é um estudante de colegial que tem pesadelos frequentes com uma jovem que nunca conhecera, até que um belo dia ela surge em sua escola como a aluna nova, Lena Duchannes (Alice Englert). Os dois são misticamente atraídos e, com o envolvimento, descobre-se que Lena é um bruxa e sua família sofre há gerações com uma maldição. Juntos, eles precisam desvendar os mistérios e segredos que envolvem suas famílias.

Está previsto para 15 de julho de 2013.

Muita coisa boa está por vir ainda, fiquem ligadas nas novidades!

Beijos e um ótimo fim de semana!