Semana passada consegui terminar o livro que estava lendo e inclusive escrevi um post no blog contando os livros que gostaria de ler neste ano confere aqui. Não estava me aguentando de curiosidade e o escolhido da vez foi Um lugar na Janela da escritora Martha Medeiros. Apenas uma frase: Que livro incrível!

Martha relata todas suas aventuras de viagem que fez por vários países da Europa, Japão, Marrocos e Nova York de um jeito leve, descontraído e como se estivesse do nosso lado contando toda sua experiência. Além disso, a escritora conta a cara de pau que teve em diversas situações nos países que esteve, mostrou que é possível sim viajar sozinha e se divertir e apesar de deixar todas as pessoas que você mais ama no Brasil, enquanto se está em outro lugar fazendo descobertas.

Só mesmo se afastando da rotina para estabelecer uma intimidade menos invasiva e mais calorosa. Viagens propiciam isso, uma quebra de hierarquia e uma democrática união diante do desconhecimento mútuo. (página 137)

Quando estava lendo o livro me imaginei nas situações da Martha. Essa vontade imensa que a gente tem de desbravar horizontes, não importa a hora ou o lugar, a gente quer ir. O livro é curtinho, leve, dá para carregar em qualquer lugar, só tem 191 páginas. Quem é viciada em leitura consegue terminar ele no mesmo dia. Eu consegui terminar em uma semana :P, fiquei super feliz comigo mesma, pois andava super enrolada com a leitura, agora estamos em dia. Segue o próximo livro 😀

Viajar não cura sofrimentos, mas nos faz perceber que podemos ser bem mais do que turistas esporádicos – podemos ser, isso sim, ser viajantes durante os 365 dias do ano, em qualquer lugar em que se estiver, incluindo onde se mora. Comprometer-se com o encantamento contínuo pela vida não impede desconfortos do coração, dividas com o banco ou conflitos familiares, mas dá uma trégua pra alma. (página 191)

E vocês já leram este livro? Tem algum outro para recomendar da Martha Medeiros?

Beijokas!!