Olá pessoal, como estão? Eu estou ótima. Tão feliz e ansiosa que se vocês me acharem na rua pulando, avisem aos meus pais. Aproveitando o gancho da Wanessa, hoje eu estou aqui para indicar dois filmes com a atriz de 25 anos, Emma Stone. Eu adoro ela e todo mundo sabe que a Emma é uma fofa, fã de Spice Girls e ótima atriz. Vou até criar uma polêmica aqui e falar que prefiro mil vezes ela a algumas atrizes que estão super “pimpadas” na mídia.

1 – “A Mentira” (Easy A, 2010)

Easy A_

Tudo começa quando Olive (Emma Stone) inventa para a melhor amiga, Rhiannon (Aly Michalka), que tem um encontro no final de semana, apenas para não ter que ir acampar com a família hippie da amiga. Só que na verdade ela ficou todos os dias em casa curtindo a música que tocava no cartão de aniversário que sua avó havia enviado. Na segunda feira quando Rhiannon pergunta como foi o tal encontro, Olive acaba mentindo para a menina e diz que perdeu a virgindade com um garoto da faculdade. Marianne (Amanda Bynes), líder do grupo de oração da escola, escuta tudo e espalha a fofoca para todos. O grupo de oração então decide que a garota será o próximo projeto deles e decidem tentar salvá-la.  Olive contar para o amigo Brandon (Dan Byrd) que tudo não passa de mentira e ele pede ajuda para ela, para que ninguém descubra que ele é gay. Ela então finge que passou a noite com ele e começa a ficar conhecida na escola como a mais sem vergonha. Quando ela percebe que todos estão a julgando, Olive decide manter a fama e começa ajudar e a cobrar dos garotos não populares da escola para fingir ter saído com eles.

Confira o trailer!

“A Mentira”, pra mim, é hilário. A história é divertida, tem várias referências aos filmes adolescentes dos anos 80 e a Emma Stone tá super engraçada no papel de “bitch”. A cena do flashback mostrando o que a Olive fez no final de semana em que supostamente estava em um encontro é muito engraçada e eu super me identifiquei. Sabe aqueles momentos em que você escuta uma música que você detesta e ela não sai da sua cabeça? Pois é, essa cena representa muito bem isso.

2 – Histórias Cruzadas (The Help, 2011)

THE HELP

O filme é baseado no livro homônimo de Kathryn Stockett e a história se passa em 1962, na era americana dos direitos civis dos negros no início dos anos 60. Eugenia “Skeeter” Phelan (Emma Stone) é uma jornalista recém formada que acaba de voltar para a sua cidade natal, Jackson, Mississipi. Ela se reencontra com as antigas amigas da escola e percebe que é a única que não seguiu os passos de todas no grupo, como casar e construir uma família, já que ela tem a intenção de crescer na carreira de escritora. Nos diversos encontros com suas amigas, Skeeter conhece Aibileen Clarck (Viola Davis), uma empregada negra que passou a vida cuidando e criando os filhos dos patrões brancos e Minny Jackson (Octavia Spencer) uma empregada desbocada que trabalhou por anos na casa de Hilly Holbrook (Bryce Dallas Howard) – amiga de Skeeter –, porém foi demitida por usar o mesmo banheiro que a sua patroa. Skeeter então se sente incomodada com o modo que quase todos os negros são tratados na cidade e resolve escrever um livro, na perspectiva das empregadas, contando diversas histórias e mostrando o abuso e racismo que todas elas sofrem nas casas onde trabalham.

O trailer você pode conferir aqui embaixo!

Histórias Cruzadas é um drama, mas com alguns momentos de comédia. Emma Stone está maravilhosa no papel de Skeeter e acredito que conseguiu passar bem o sentimento de revolta com o que acontece na cidade. Eu não sei se o que acontece no filme de fato aconteceu na época. Porém considerando diversos fatores históricos eu não duvido muito que algumas situações apresentadas sejam verdadeiras como, por exemplo, a dos empregados negros terem um banheiro só para eles fora das casas em que trabalham. Pode parecer absurdo, mas deve ter algum fundo de verdade nisso.

Espero que gostem das indicações. Já assistiram algum? Recomendam outros filmes com a Emma? Semana que vem tem mais.

Beijos.

Olá pessoal, como estão? Sabe quando você está esperando muito uma coisa e quanto mais perto fica, parece que está mais longe? Pois é, pessoas ansiosas me entendem. Tá complicado. Mas enfim, não é pra falar disso que eu estou aqui, hoje eu escolhi uma animação dos nossos amados estúdios Disney-Pixar. O filme estreou ano passado, mas quem liga? Vale a pena tirar um tempinho pra assistir.

universidade monstro 1__

Universidade Monstro (2013) é o prequel de Monstros S.A. (2001), ou seja, ele conta o que aconteceu antes do filme de 2001. E tudo começa com um Mike Wazowski ainda criança em sua primeira visita a Monstros S.A. onde ele decide que fará de tudo para se tornar um assustador. Anos se passam e ele consegue entrar na Universidade Monstros (U.M) para realizar o seu sonho. Lá ele conhece o seu companheiro de quarto, o tímido e esquisito Randall Boggs, que sonha em ser popular e o arrogante de família importante James P. Sullivan – ambos do mesmo curso que ele.  Após Sulley raptar a mascote da Universidade Federal do Medo, a rival da U.M, e Mike ajudá-lo a recuperar o bicho que havia fugido, ele é convidado para se unir à fraternidade Ruge Ômega Ruge, onde estão os monstros mais populares da Universidade. Como Sulley aceita os créditos por ter capturado o mascote sozinho Mike começa a desprezá-lo e se inicia uma rivalidade entre os dois.

Durante os testes finais do primeiro semestre, uma briga entre Mike e Sulley faz a diretora Hardscrabble expulsar os dois do curso de assustadores e a Ruge Ômega Ruge remover Sulley da fraternidade e incluir Randall em seu lugar, o tornando um dos populares da Universidade. Mike então se lembra do torneio universitário de assustadores e tenta se inscrever para provar os seus méritos e tentar voltar ao curso. Visto que para participar do torneio é preciso fazer parte de uma fraternidade e ter no mínimo seis integrantes na equipe, Mike é forçado a se unir a Sulley e quatro estudantes desajustados que formam a fraternidade Oozma Kappa.

universidade monstro 2__

Eu sou fã das animações da Disney-Pixar, então pra mim essa não deixou a desejar. Só fiquei um pouco incomodada com o fato de a todo tempo ter uma lição de moral. Não que isso seja ruim, mas é que em Monstros S.A. isso não acontece já aqui em Universidade Monstro eles quase escrevem e desenham em um papel e mostram. Tirando isso eu dei boas gargalhadas com o filme, foi engraçado ver que os inseparáveis Mike e Sulley de Monstros S.A. na verdade se odiavam quando estavam na Universidade. E os novos monstros que aparecem são bem legais, menção honrosa para os companheiros de fraternidade da Oozma Kappa. Vale a pena tirar um tempo no dia para conferir.

Só para título de curiosidade, Universidade Monstro foi o primeiro prequel da Disney-Pixar, depois das continuações de Toy Story e Carros. Aliás, esse filme quase que não foi feito, porque em 2005 já estava definido que Monstros S.A. iria ganhar uma continuação, mas ocorreu um desentendimento entre o CEO da Disney Pictures, Michael Eisner, e o antigo dono da Pixar Studios, Steve Jobs. Só no final de 2006 que tudo foi resolvido e em 2010 confirmaram que a sequência seria feita.

Já assistiram Universidade Monstros? Curtiram? Semana que vem tem mais.

Beijos.