Depois que eu resolvi dar uma reduzida no uso de secador e chapinha, tenho investido cada vez mais em produtos para cabelos cacheados. Na minha última ida à farmácia, resolvi olhar a sessão de beleza e conferir as novidades que tinha por lá, já estava com vontade de usar algo da Yamasterol e trouxe para casa o Shampoo Less Poo e Condicionador.

yamasterolshampooecondicionador

A embalagem foi o primeiro ponto que me encantou, além de ser focado para cabelos cacheados. Os dois são liberados de sulfato, corante, silicone, parabenos, petrolato, óleo mineral e sal. E pode ser usado após o CoWash Cachos, para as adeptas da limpeza com condicionador limpante.

shampooyamasterol

texturashampooyamasterol

O Shampoo Less Poo limpa o couro cabeludo e preserva a oleosidade natural dos fios, por isso faz pouca espuma. Remove o acúmulo de sujeira sem ressecar os fios por conta da sua fórmula enriquecida com óleos de chá verde e aloe vera que possuem propriedades antioxidantes, adstringentes e hidratantes. O Condicionador Cachos é levinho, proporciona flexibilidade, maciez e hidratação aos fios.

O Shampoo Less Poo funcionou muito bem no meu cabelo, deixou levinho e não embaraçou. Já o Condicionador Cachos não achei que foi tão potente, meu cabelo é pesado e tem muito volume, senti que não penetrou o produto, sabe? A textura de ambos é absorvida tranquilamente no cabelo, consegui espalhar facilmente e possui um cheiro suave e gostoso! 😀

condicionadoryamasterol

condicionadoryamasteroltextura

Lembrando que esta duplinha é perfeita para quem gosta de uma limpeza menos agressiva e descomplicada, com shampoo e condicionador. Você pode complementar após a lavagem, usar o Creme para Pentear e o Óleo da Linha Yamasterol Cachos para finalizar, usando a técnica que mais gosta! Paguei em cada (R$14,80).

Vocês conheciam esta linha? Já usaram algo da Yamasterol?

Dias atrás, fiz uma visitinha em uma farmácia aqui perto de casa. Estava precisando comprar novos produtos para o cabelo, aproveitei para olhar a estante de beleza e conferir os lançamentos de maquiagem e hidratantes. O hidratante corporal Paixão Flor de Lótus com Blueberry acabou me chamando atenção, pelo fato da embalagem e o cheirinho delicioso. 😀

A linha Paixão, possui outros hidratantes mais acabei trazendo para casa o de Flor de Lótus com Blueberry, é doce e bem suave. Em sua fórmula, diz que possui ação desodorante, seu perfume prolonga por 8 horas, possui rápida absorção na pele, textura aveludada e garante hidratação em até 24 horas.

Basicamente, é um hidratante cremoso suave e que não dura tanto como diz na embalagem. A hidratação é boa, não é potente como outros produtos baratinhos que existem por aí e não é aveludada como descreve o produto, é bem fraquinha. O cheiro na pele permanece no máximo por 3 horas, a textura do hidratante é pastosa, não deixa a pele grudenta, e é de fácil absorção na pele.

Eu gosto bastante de usá-lo quando vou sair, para ficar com aquele cheirinho gostoso nos braços, barriga e no pescoço, são áreas que mais utilizo o hidratante corporal. Lembrando que ele pode ser utilizado em todo corpo, tá?

É um hidratante corporal agradável, perfeito para quem gosta de pele perfumada ao longo do dia, e com preço bom (Paguei 9,90).

E você, já usou algum hidratante corporal da linha Paixão? Qual hidratante corporal você tem usado?

A água termal fornece muito mais que hidratação, pois contém vários oligoelementos e propriedades que são utilizadas, inclusive, no tratamento de doenças dermatológicas. A água termal percorre uma grande área de terreno e vai arrastando do solo uma série de micronutrientes e minerais importantes. Quando é coletada na fonte, ela apresenta alta concentração e riqueza de combinação de micronutrientes com papel anti-inflamatório, antioxidante e cicatrizante.

 

Muita gente tem dúvida de quando usá-la. Vários estudos já elucidaram o potencial da água termal em tratamentos dermatológicos para diferentes ações, tais como: renovação celular, hidratação, cicatrização de feridas, efeito queratolítico, ação antibacteriana, antiacne, melhora de aspectos imunológicos, papel antioxidante e fotoprotetor e atividade anti-inflamatória.

Quando e como usar? – Com uma série de aplicações, a água termal pode ser utilizada até mesmo no cabelo e em queimaduras. Veja 8 usos, além da hidratação:

1- Pós-depilação: A água termal gelada (coloque antes na geladeira) ajuda a manter o pH da pele, tem efeito anti-inflamatório, anti-irritante e calmante, além de preparar a pele para receber o hidratante. Sobretudo após a depilação, em que a pele se encontra sensibilizada, o uso da água termal colabora para um processo de reposição desses oligoelementos, fundamentais para restabelecer a função de barreira da pele.

2- Após exercícios físicos: A água termal, além de refrescar a pele, ajuda a repor os oligoelementos e sais minerais perdidos pela transpiração e horas no sol, ajudando a manter o equilíbrio e a saúde da pele. Escolha águas termais em spray, podendo deixá-las na porta da geladeira, e borrifar no rosto várias vezes ao dia ou após as atividades físicas.

3- Para cicatrização: Por conta de ter essa concentração e sinergia de oligoelementos que são importantes com ação anti-inflamatória, reparadora da barreira cutânea, substâncias que induzem a comunicação celular, que fazem com que as células melhorem a capacidade de regeneração, ela tem uma ação importante anti-inflamatória e cicatrizante. Por esse motivo, é muito usada nos pós-procedimentos no consultório dermatológico, como pós-lasers e pós-peelings.

4- Pós-sol: Além de ingredientes anti-inflamatórios, a água termal conta com o silício, um antioxidante de primeira linha. Então, na verdade, há uma ação não só para pós-procedimento, pós-sol, mas também para patologias, para eczemas do tecido cutâneo.

5- Para amenizar as olheiras: Para esse uso, a embalagem tem que ficar na geladeira por alguns minutos e, em seguida, deve-se realizar uma compressa sobre a região arroxeada. A temperatura fria em associação aos ativos calmantes estimula a vasoconstrição, diminuindo o aspecto das olheiras. Esse processo pode anteceder o tratamento com cremes ricos em meiyanol, peptídeos, ácido hialurônico e antioxidantes associados a despigmentantes.

6- Para hidratação em ambientes secos: A água termal pode ajudar a manter a pele hidratada contra o ar seco do ar condicionado e mesmo viagens de avião. O tempo seco ajuda a retirar lipídeos e estimula a evaporação de água, o que diminui a hidratação da pele”.

7- No cabelo: Embora a absorção pelo fio de cabelo e do couro cabeludo seja menor que a da face, o uso da água termal no cabelo tem efeito benéfico principalmente em dias de muita exposição solar, ou de praia ou piscina, quando a água termal pode ser borrifada para remover o excesso de sal e cloro dos fios, imediatamente após os banhos de piscina e mar. Isso evita danos à ceramida do fio.

8- Em queimaduras por frutas: Em casos leves de queimaduras (na face ou nas mãos) por fitofotodermatose (ou seja, dermatoses causadas pelo contato com frutas cítricas ou extratos das plantas e posterior exposição ao sol), o uso da água termal é indicado após lavar abundantemente a área. Esse uso pode ser feito de três a quatro vezes ao dia, pois ajuda no alívio da sensibilidade e ardência.

Fonte: Dra. Kédima Nassif: Dermatologista e Tricologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Associação Brasileira de Restauração Capilar. 

E aí, você já utilizou a água termal para alguma destas 8 dicas?

Falei sobre meu crescimento capilar durante 1 ano, neste post aqui. E hoje, trouxe resenha de mais uma linha que estou usando para auxiliar no crescimento do cabelo da marca Kelma Cosméticos. O Kit Cabelos Therapya Desmaia Cabelos acabei conhecendo quando fui na sessão de produtos de beleza em um atacadão aqui em Brasília.

A linha Desmaia Cabelos foi a que mais me chamou atenção, por conta do liso mágico. Como faço escova ao longo da semana, ele promete efeito instantâneo e anti volume (meu cabelo tem muito). Eu comprei o Shampoo e a Máscara de Hidratação, o condicionador tinha acabado e por isso, acabei não comprando.

O shampoo e a máscara de hidratação não possui Óleo Mineral, sem parabenos, sem corantes e sem sal. Sua formulação é com Colágeno, Panthenol e Manteiga de Karité que garantem sedosidade e leveza. O efeito que proporciona quando eu uso no meu cabelo é maciez, limpa os cabelos de forma suave, nutrição profunda deixando alinhado, sem frizz e garantindo brilho.

O cheirinho é suave e delicioso, a textura do shampoo e da máscara de hidratação é líquida pastosa e eu consigo espalhar facilmente por todo meu cabelo. Eu noto que o cabelo fica incrível tanto escovado como deixando secar naturalmente. Paguei em cada produto R$14,50.

A Kelma Cosméticos possui várias outras linhas com Aloe Vera e Óleo de Coco, para progressiva, Queratina com óleo de cenoura, para quem possui cabelo com tintura ou química pesada. Tudo com preço acessível e com uma variedade incrível. 😀

Conhece produtos da Kelma Cosméticos? Ou alguma linha deles?

Depois de um período com cabelo curtinho, em fevereiro do ano passado resolvi deixar o cabelo longo. Dá mais trabalho e leva tempo para ser cuidado, isto porque eu preciso usar produtos de cabelo de boa qualidade. Além de seguir o cronograma capilar que auxilia bastante no crescimento.

Demorei para escrever o post, porque queria completar um ano com o cabelo grande. Fevereiro deste ano completou um ano. Além de utilizar produtos que ajudam no crescimento do cabelo, outros fatores que contribuíram também foi manter uma alimentação saudável, beber bastante água, tomar sol para fortalecer a vitamina D.

produtosparaocabelocrescer

1- No ano passado, recebi a linha Alisena lisos e longos – cresce cabelo e uso até hoje. Em sua composição há uma mistura de amido de milho, ácidos éticos, D-Pantenol e Aminoácidos, com Whey Protein, vitamina e Óleo de Rícino tudo isso acelera o crescimento, fortalece e repara os fios e dá aquele efeito incrível de cabelos super lisos. No site da Muriel, eu não encontrei a linha, mas em farmácias e hipermercado eu ainda encontro para comprar.

2- Outro produto que havia usado, mas comprei novamente foi o Lee Stafford Hair Grownth Treatment, pois é uma máscara de tratamento que nutri os fios, melhora o crescimento e previne a queda. Sua formulação é composta por Extrato de Maçã, rico em vitaminas e aminoácidos, e Ácido Málico que é responsável pela atividade tônica e antisséptica do couro cabeludo; Extrato de Chá Verde, para controlar a oleosidade excessiva e manter os fios limpos e soltos.

3- Para nutrir os cabelos eu usei o Shampoo e Condicionador Ox Nutrição Intensa, eles promovem brilho, controle do frizz, maciez e movimento aos fios. É perfeito para deixar o cabelo limpo e saudável, e principalmente dar a nutrição como o cronograma capilar nos recomenda.

4- Como eu faço uso de secador e chapinha, o Shampoo Senscience Silk Moisture é recomendado para cabelos secos, danificados e grosseiros. Em sua fórmula contém proteína hidrolisada da Seda, que acaba garantindo brilho, sedosidade, melhora a força elástica capilar, e Extrato de Amêndoa Doce que potencializa o brilho, suavidade e a hidratação. Meu cabelo sempre fica incrível com o uso!

5- A máscara de tratamento bombar coconut Inoar foi um achado enquanto passeava na farmácia, deu muito bem no meu cabelo. Em sua fórmula contém Biotina conhecida como a vitamina da beleza e Óleo de Coco um hidratante poderoso que age na parte interna dos fios. É indicada para usar regularmente e funciona para todos os tipos de cabelo. Meu cabelo fica hidratado, macio e com movimento!

Antes x Depois

Aproveitei e deixei o link de resenhas que já escrevi aqui no blog no nome de cada produto que contribuiu para o crescimento do meu cabelo. Sempre leia o rótulo dos produtos que vai comprar, eles são importantes para auxiliar no processo. Outra coisa que não pode faltar é fazer uma visita no seu cabeleireiro e aparar as pontinhas para deixá-lo ainda mais bonito e saudável. 😀

Comprei estes produtos em farmácia e hipermercados, tá?

E você, usa algum produto para auxiliar no crescimento do seu cabelo?

Ao visitar uma farmácia para comprar um cosmético ou maquiagem você com certeza já se deparou com rótulos recheados com uma lista de nomes estranhos e impossíveis de entender. Estes nomes indicam quais são os ingredientes que compõem aquele produto. O problema é que algumas dessas substâncias encontradas nos cosméticos podem causar sérios problemas a nossa saúde, além de serem agressivas para nossa pele, sendo melhor então evitar produtos formulados com estes ativos. 😉

 

Confira abaixo 6 ingredientes presentes em produtos de beleza que você deve evitar!

– Parabenos: Muito utilizados pela indústria cosmética e farmacêutica por serem baratos e fáceis de serem incorporados nas fórmulas, sendo então encontrados em filtros solares, loções, shampoos, maquiagens, medicamentos e até em alimentos, os parabenos são conservantes que servem para preservar e prolongar a validade dos produtos, pois os protegem contra o crescimento de fungos e bactérias. Porém, estudos alegam que a substância pode causar alergias e danos à saúde, estando relacionada inclusive ao desenvolvimento do câncer. Mas ainda são necessárias comprovações cientificas sobre os males que os parabenos podem causar e o ingrediente ainda é considerado como seguro pela ANVISA quando utilizado dentro da dosagem utilizada, que é 0,8 de parabenos na formulação.

– Ftalatos: Os ftalatos são produtos químicos geralmente utilizados em produtos cosméticos para ajudar cores e fragrâncias a fixarem melhor e durarem mais tempo. Dessa forma, são frequentemente encontrados em perfumes, esmaltes, sprays de cabelo, antitranspirantes, desodorantes e hidratantes, além de adesivos, produtos automotivos e plásticos. Assim como os parabenos, as consequências do uso de ftalatos ainda não estão claras. Porém, estudos indicam que o ingrediente pode causar danos ao fígado, rins e pulmões, anormalidades no sistema reprodutivo, alterações hormonais e até mesmo câncer.

– Sulfato: O Lauril Sulfato de Sódio (SLS) são surfactantes frequentemente utilizados para proporcionar poder de limpeza elevado e muita espuma, sendo muito usado em shampoos, pasta de dentes e produtos de limpeza corporal. O problema é que, de acordo com o pesquisador, o sulfato pode desestruturar a barreira cutânea, responsável por proteger a pele e por manter a água no tecido, tornando a pele ressecada e, com o tempo, irritada, avermelhada e inflamada, principalmente em idosos, crianças e pessoas possuem peles sensíveis. Nos cabelos, a substância ainda pode tornar os fios secos, ásperos e quebradiços, além de favorecer o aumento da oleosidade e o surgimento de caspa.

– Polietilenoglicol: O polietilenoglicol é um ingrediente utilizado como emulsionante ou solvente nos cosméticos e permite que outros ativos e substância tenham uma melhor penetração quando aplicados na pele, aumentando então sua eficácia. Porém, o polietilenoglicol presente nos cosméticos é frequentemente contaminado com outras substâncias de potencial cancerígeno, como o óxido de etileno, além de por si só causar reações alérgicas e eczema.

– Fragrâncias: As fragrâncias presentes em perfumes e produtos cosméticos tópicos são uma das principais causas de alergias na pele, conhecidas como dermatites de contato. Dermatites de contato são reações alérgicas e inflamatórias da pele causadas pela exposição do paciente a algum princípio ativo ou substância a qual ele tem sensibilidade. Apesar de não serem contagiosas, as dermatites podem atingir o corpo todo, causando irritação, vermelhidão e descamação na pele. O recomendado então é sempre preferir produtos livres de fragrâncias ou sem perfume ou então optar por produtos mais naturais e menos sintéticos ou hipoalergênicos.

– Óleo Mineral: Muito utilizado pelas empresas fabricantes de cosméticos no lugar dos óleos vegetais, devido ao seu baixo custo e por ser menos oxidativo e alergênico, o óleo mineral é um ativo oclusivo, ou seja, impede a evaporação excessiva de água pela pele, sendo então frequentemente utilizados em produtos hidratantes. O problema é que, além de manter a pele hidratada apenas até ser retirado por não atuar em nenhuma das causas da pele seca, o óleo mineral é uma substância comedogênica, ou seja, pode obstruir os poros, facilitando o aparecimento de cravos. O ingrediente também é um vilão para o meio ambiente, pois é proveniente de uma fonte não renovável, isto é, que um dia vai se esgotar.

Como identificar – Para identificar os componentes citados acima, a parte que mais devemos nos atentar é a composição do produto, ou seja, quais ingredientes estão presentes na fórmula daquele cosmético. Porém, a lista de ingredientes é sem dúvida uma das coisas mais difíceis de se entender em um rótulo. Isso acontece porque a nomenclatura dos ingredientes segue uma série de regras específicas adotadas mundialmente chamadas de INCI Name (International Nomenclature of Cosmetic Ingredients).

O INCI utiliza um sistema internacional de codificação para todos os ingredientes presentes nos produtos e tem como finalidade simplificar a identificação dos componentes. Enquanto algumas nomenclaturas são mais fáceis de serem entendidas, como a da ureia que aparece nos rótulos como Urea, outras são mais complicadas, como a Vitamina E cujo INCI Name é Tocopheryl Acetate. Além disso, os ingredientes ainda obedecem a uma ordem decrescente de concentração no produto. Ou seja, os primeiros compostos que aparecem na lista de ingredientes são os que estão em maior quantidade e os últimos são os que estão em menor quantidade.

Fonte: Isabel Piatti

Recebi essa matéria super legal por e-mail, e tive que compartilhar! Você sabia disso?