Olá pessoal, como estão? Eu já estou sentido as dores da idade, mas fora isso estou ótima. Para hoje eu escolhi um filme que eu assisti recentemente e gostei bastante. Ligados Pelo Amor (Stuck in Love, 2013) é um filme independente de comédia dramática do diretor Josh Boone.

ligados pelo amor 1_

Ligados Pelo Amor conta a história de Bill Borgens (Greg Kinnear), um escritor que ao invés de trabalhar em um novo livro, ainda é obcecado pela ex-esposa Erica (Jennifer Connelly), que o deixou por um cara mais novo há cerca de três anos. Enquanto isso, sua filha mais velha, Samantha (Lily Collins), segue os passos do pai e consegue publicar seu primeiro romance, mesmo que a jovem fuja de todo e qualquer relacionamento sério, até que ela conhece o fofo e romântico Louis (Logan Lerman), um rapaz que também sonha em ser um escritor.

ligados pelo amor 2_

Bill que sempre foi um pai que incentivou o hábito da escrita entre os filhos, tenta também ajudar o filho de 16 anos, Rusty (Nat Wolff), a encontrar o seu caminho como escritor de ficção científica e fantasia. Ele incentiva o garoto a buscar novas experiências. Rusty então passa pelo processo do primeiro amor e começa a namorar Kate (Liana Liberato), uma jovem que para ele é a garota ideal, mas que passa por sérios problemas com drogas e álcool. Juntos, a família Borgens aprende a lidar com as diversas crises que aparecem com o tempo, que ao invés de separá-los acaba fortalecendo a união entre eles.

ligados pelo amor 3_

O que eu mais gostei em Ligados Pelo Amor foi o fato de Bill estar sempre incentivando os filhos a escreverem diários, mas não apenas para eles se lembrarem do que aconteceu em tal dia, mas sim para eles poderem extravasar o que estão sentindo. É interessante também ver o crescimento dos personagens, como as crises os afetam e como eles conseguem superar o problema, por mais doa em alguns momentos. O filme é bem mais do que só os romances, é sobre família e como ela é importante em momentos decisivos e momentos os quais você mais precisa de apoio.

O elenco parece ter sido escolhido a dedo. Os responsáveis pelo cast devem ter pensado em reunir pelo menos três atores teens que estão em evidência no momento. E olha a junção de Logan Lerman (<3), Lily Colins e Nat Wolff (Nat está no filme “A Culpa é das Estrelas”, ele é Isaac, o amigo cego do Gus) deu muito certo.

Confira o trailer!

Alguém conhecia o filme? Espero que tenham gostado da indicação.

Semana que vem tem mais!

Beijos

Bom dia, pessoal! Nessa quinta-feira eu trouxe um dos últimos filmes da Marvel, Guardiões da Galáxia.

Escrito e dirigido por James Gunn, o filme conta a história de Peter Quill (Chris Pratt), um saqueador que de repente se vê no meio de uma briga contra Thanos (Josh Brolin) e Ronan (Lee Pace) junto Gamora (Zoe Saldana), Rocket (Bradley Cooper), Groot (Vin Diesel) e Drax (Dave Bautista).

guardiões-da-Galaxia

Chris Pratt foi bastante eficiente em sua atuação, o que de fato nos fez gostar mais de Quill. Zoe Saldana foi sensacional, o que eu já esperava devido a um histórico excelente de filmes do gênero. A dupla Rocket e Groot, no entanto, roubou completamente a cena. Guardiões da Galáxia é tão divertido que poderia ser classificado uma comédia.  O filme possui cenas muito bem feitas, tanto com seus efeitos especiais, como também com as falas de cada personagem. E muitas pessoas se apaixonaram pelo carinhoso e estranho Groot (eu sou uma delas *-*). As músicas da década de 70 que fizeram parte da trilha sonora deram um toque a mais ao filme, com certeza.

Guardiões-da-Galáxia-Gamora-e-Peter

Guardiões da Galáxia possui potencial para se transformar em mais uma ótima franquia e com uma das melhores trilhas sonoras do ano, além de ser um dos melhores filmes da Marvel. Então, se você ainda não assistiu, corre pro cinema que ainda dá tempo! E não se esqueça de ficar até o final, porque como em todo filme da Marvel, tem uma cena após os créditos!

Confira o trailer abaixo:

Você já assistiu? Conta nos comentários!

Beijos!

 

Essa semana a Carol não conseguiu postar, devido a vida turbulenta da faculdade. E pra não deixar a quinta-feira vazia aqui no blog. Resolvi relembrar os últimos filmes que eu assisti entre ação e comédia romântica, não podia deixar passar em branco e falar do filme Walk of Shame uma comédia pra lá de divertida que envolve muita confusão.

walk-of-shame-movie-review

Meghan Miles (Elisabeth Banks) é jornalista e sonha em assumir a função de âncora o KZLA, principal informativo do canal 6,  no qual trabalha. Diariamente, Meghan faz seu trabalho desanimada, pois sonha com algo muito melhor para sua carreira. Até que um dia ela descobre da vaga de âncora em emissora famosa e rapidamente se apresenta para a entrevista. Porém, enquanto aguarda a resposta, Meghan é abandonada pelo namorado, isso abala completamente o seu emocional. Chegando em casa, ela conta para suas amigas todo acontecido e elas a chamam para sair.

Motivada pelas melhores amigas, Meghan vai para uma balada e lá abusa do álcool até que ela vai ao bar e conhece Gordon (James Marsden) um charmoso barman e escritor. Após beber todas a noite inteira ela resolve escapar do bar, mas está em péssimas condições. Gordon que está de olho em Meghan oferece uma carona para ela e no meio do caminho decidem ir para casa dele. Lá dançam, bebem, brincam e se beijam. Quando amanhece, Meghan não lembra do que havia feito na noite anterior e quando pega seu celular escuta a mensagem que foi escolhida para ser a âncora na emissora dos seus sonhos.

1397518585_walk-of-shame-zoom

Ela sai apressadamente e sem fazer barulho apenas com as chaves do carro e quando o encontra ele está sendo rebocado por estacionar em local proibido. Meghan fica desesperada, procura seu celular e descobre que esqueceu o telefone no apartamento de Gordon. Até que ela decide e sai pelas ruas, de salto alto e com um vestido amarelo que pegou emprestado de sua amiga para usar na balada. No meio do caminho, ela é confundida com uma prostitua e quase é presa pelos policiais que vistoriam a rua em que ela estava.

Perdida em um subúrbio de Los Angeles, sem telefone, documentos, dinheiro e sem carro Meghan pede ajuda à traficantes. Mas, é surpreendida por policiais e corre de salto alto, suja e completamente desesperada. Para descobrir onde está e como chegar na entrevista há tempo, ela passa por vários obstáculos, tudo isso para não desperdiçar o sonho de sua vida!

Confira o trailer:

O filme é sensacional, vocês vão garantir boas gargalhadas. Já assistiram?

 

Olá pessoal, como estão? Eu estou ótima e hoje vou direto ao assunto, estou aqui para indicar mais um filme para vocês.  O filme de hoje é a Invenção de Hugo Cabret (Hugo, 2011) de Martin Scorsese e a história é baseada no livro homônimo de Brian Selznick. Quem gosta da história do cinema vai, com certeza, gostar da indicação do dia.

a invenção de hugo cabret 1_

Na Paris de 1930, Hugo Cabret (Asa Butterfield) é um menino de 12 anos que vive com o pai (Jude Law), um viúvo que trabalha em um museu e sempre mostra para o filho suas paixões: cinema e relógios. Ele ensina tudo o que pode para o garoto e antes de morrer num incêndio ele e Hugo trabalham em uma relíquia encontrada nos porões do museu, um autômato (um homem mecânico), o boneco que supostamente poderia escrever uma mensagem. Com a morte do pai, o menino é levado pelo tio alcoólatra. Claude (Ray Winstone) o ensina a cuidar e consertar os relógios da estação ferroviária Gare Montparnasse. Quando o tio desaparece, Hugo continua arrumando os relógios enquanto tenta sobreviver roubando comida e passando despercebido pelo inspetor da estação (Sacha Baron Cohen), que se o descobrir pode enviá-lo para um orfanato.

a invenção de hugo cabret 2_

Para tentar consertar o autômato do pai, Hugo começa a roubar algumas peças e ferramentas necessárias da loja de brinquedos da estação. Um dia o dono da loja, Papa Georges (Ben Kingsley), o pega no flagra. O senhor então pega para si o caderno do pai do garoto, onde estão todas as anotações que ele fez sobre o autômato, fazendo Hugo segui-lo até em casa na tentativa de conseguir de volta o pequeno caderno. Lá ele conhece a jovem Isabelle (Chloë Grace Moretz), a afilhada de Georges, que promete ajudá-lo. Uns dias se passam e Papa Georges decide devolver o caderno para o garoto desde que ele trabalhe na loja todos os dias para pagar pelos itens roubados.

A amizade entre Hugo e Isabelle cresce a cada dia e o menino a leva ao cinema, algo que Georges nunca permitiu que a menina fizesse, enquanto ela o leva para a livraria. Por fim, Hugo mostra o autômato para Isabelle e enquanto conversam ele descobre que ela tem a última peça necessária para fazer o boneco funcionar: uma chave em forma de coração. O robô logo volta a funcionar, fazendo a dupla tentar resolver o mistério por trás das mensagens e desenhos que ele começa a fazer.

Confira o trailer abaixo!

A Invenção de Hugo Cabret se tornou um dos meus filmes favoritos. Tudo no filme é um bom atrativo, a fotografia, a trilha sonora, o elenco, a homenagem ao cinema, a história do garoto da estação, enfim, tudo. Ele tem de tudo um pouco, vai de ação e fantasia para drama, romance e até um pouco de documentário. Sim, documentário, já que nos conta um pouco sobre a invenção do cinema e os seus primeiros e clássicos filmes como o Viagem à Lua (1902) de Georges Méliès e o A Chegada do Trem na Estação (1896) dos irmãos Lumière.

Martin Scorsese fez um trabalho maravilhoso com a história apaixonante de Brian Selznick. O filme fica também como uma homenagem e agradecimento a todos os pioneiros da sétima arte.

Espero que gostem da indicação. Semana que vem tem mais!

Beijos.

Bom dia, gente! Tudo na paz? Hoje eu trouxe um filme que saiu faz pouco tempo dos cinemas. Confesso que eu não estava apostando muito em Divergente quando começaram a anunciar que iam adaptar o livro da Veronica Roth, então nem fiz questão de ir ao cinema assisti-lo. Um dia desses, procurando filmes para assistir na internet, resolvi ver essa versão melhorada de Jogos Vorazes que todo mundo estava comentando.

E não é que o filme é até bom?

primeiro-teaser-do-filme-divergente

A história de Divergente é baseada nas facções trabalhistas definidas pelas aptidões de cada indivíduo.  Ao completar certa idade, os jovens precisam escolher suas facções diante de um conselho.A trama gira em torno de Beatrice (Shailene Woodley), que ao fazer o teste (tipo um teste vocacional, só que mais complexo) descobre algo muito importante que mudaria totalmente o rumo de sua vida. E então, na hora de mostrar a todos o caminho que escolheu ela acaba surpreendendo os pais ao escolher uma facção diferente da que foi criada, assim como seu irmão. Nessa nova facção ela conhece o Quatro (Theo James), um professor que vai guiar os novos recrutas da facção e alguém que ela acaba se envolvendo. Existe bastante ação, suspense e romance durante as cenas. Eu não li o livro, mas acredito que seja ainda melhor que o filme.

divergent-tris-shailene-woodley-wallpaper-1440x900

O enredo capta sua atenção, te faz entrar na história com as sequências de ação e as cenas são desenroladas de forma que você entenda bem o que está acontecendo, tudo é bem explicado. O elenco está excelente, que além de Shailene e Theo ainda conta com Kate Winslet e Ansel Elgort.

P.S: Os fãs de Jogos Vorazes que me desculpem, mas Divergente é bem melhor.

Fique com o trailer:

Vocês já assistiram? Gostaram ou não?

Bom dia, pessoas! Como vocês estão? Eu tô ótima, estou aproveitando minhas férias da faculdade para me atualizar nas séries e assistir filmes novos. Semana passada eu assisti um filme que eu estava aguardando há um tempo. Bom, pra quem não sabe, eu sou muito fã do ator Jason Momoa desde Stargate Atlantis, inclusive já falei aqui no blog de alguns trabalhos que ele participou. Enfim, eu estava aguardando há um ano e meio a estreia de Road to Paloma, primeiro filme que contém Jason como diretor, produtor e ator, tudo ao mesmo tempo. Esse é um filme independente e uma realização pessoal dele.

road2

Road to Paloma conta a história de Robert Wolf (Jason Momoa), um nativo, e sua fuga após cometer o assassinato do homem que estuprou e matou sua mãe a sangue frio. Após realizar sua vingança, Wolf abandona sua vida para fugir enquanto é caçado pelo FBI. Em meio a suas viagens, Wolf conhece Cash, um roqueiro malandro e alcoólatra. Os dois acabam por fim se aliando pelas estradas a fora, Cash então decide acompanhar Wolf em sua jornada para jogar as cinzas de sua mãe nas águas de um lago. Por lá acontece o desfecho da trama, que possui aproximadamente uma hora e meia de duração.

road

Eu não estava esperando que o final fosse como foi. Considerando que o filme foi produzido com um orçamento extremamente pequeno e poucos recursos, é uma boa escolha para quem gosta de filmes de estrada. Existem cenas divertidas, protagonizadas principalmente pelo Cash, existem momentos que a cultura indígena americana é ligeiramente mostrada e até um breve romance entre Wolf e Magdalena, interpretada pela própria esposa de Jason, a atriz Lisa Bonet.

Confira o trailer:


Vocês já ouviram falar do filme?

Beijos!