Pesquise aqui...
TOP
Livros

Eu li: Eu, ele e a enfermeira…na luta contra anorexia

Uau que título! Foi isso que eu disse quando peguei Eu, ele e a enfermeira… na luta contra anorexia da autora Fernanda do Valle. Encontrei este livro no sebo que eu frequento para troca de livros e conversei com o dono que também é um leitor assíduo e ele me contou que esta história é emocionante.

O livro funciona como uma espécie de diário. Fernanda relata sua própria história durante o período em que ficou internada para cuidar de sua anorexia nervosa. Ela destaca pontos importantes de como ela viveu em seu processo de reabilitação na clínica, no qual ela conheceu diversas pessoas que tinham problemas muito piores do que o dela, quando é preciso procurar um profissional capacitado para cuidar da saúde, o quanto foi fundamental ter amigos, familiares e profissionais capacitados para sair bem dessa.

fernandadovalle

A autora relata sua luta contra uma doença que atinge milhares de mulheres, jovens e adultas, de forma traiçoeira e silenciosa. Fernanda passa boa parte de sua vida ignorando a doença mesmo ela mostrando sinais vermelhos pelo corpo. Ela se compromete em se ajudar sozinha comendo mais e não deixando de fazer exercícios físicos, obcecada pelo bem estar, Fernanda é uma jovem inconsciente com a busca estética e um padrão de beleza em que a sociedade cobra o tempo inteiro.

Depois que ela segue para clínica acompanhada de psicólogos, terapeuta, médicos e nutricionistas capacitados Fernanda segue as regras, mesmo odiando “comer” mais do que o necessário para sua recuperação. Até que um dia, ela sai de carro sozinha e de repente se sente muito mal e desmaia dentro do carro em uma rua movimentada. Após este episódio, Fernanda resolve levar o tratamento a sério e dar valor em sua vida.

A autora foi até o seu limite máximo, contra tudo e contra todos. Quando viu que o fim parecia ter chegado, percebeu que ainda restava uma chance para se cuidar. A autora teve anorexia nervosa em 2008 e relatou todos os seus passos e como lutou para vencer a doença. O livro termina com vários agradecimentos entre eles para o seu filho, marido e os profissionais que a acompanharam nesta jornada.

A narrativa é interessante e você consegue concluir o livro em um dia, visto que ele possui 160 páginas. Se você gosta de livros de superação, com certeza vai gostar deste livro. 😉

Vocês já leram? Gostam de histórias neste estilo?

Dia de Brilho

«

»

23 COMENTÁRIOS

  • Ana Cristina

    Achei bem interessante e fiquei curiosa para ler. Muito tempo atrás eu li "Anorexia – Diário de uma adolescente autora Dominique Brand, eu achei incrível e ao mesmo tempo tenso ver como as meninas, mulheres se sentem em relação a doença.

    Beijos. ♥ http://www.garotaeseuslivros.com/ https://www.youtube.com/user/anacrisinah

    • blogdiadebrilho
      AUTHOR

      Nunca ouvi falar desse Ana Cristina, bom saber! Vou dar uma pesquisada, valeu a dica 😉
      bjoka

  • Camila Faria

    Pesado esse tema, né? Parece ser uma história muito emocionante mesmo, gostei!
    http://naomemandeflores.com

    • blogdiadebrilho
      AUTHOR

      Demais! É profunda viu, Camila.

  • Carol R.

    A historia parece bem interessante
    bjs

    • blogdiadebrilho
      AUTHOR

      É muito boa Carol 🙂
      bjs

  • @carolbarbozaa

    Wan,
    Eu lembro quando vi no insta! Achei impactante pelo título mesmo…
    Eu gosto muuuuito desse tipo de leitura… De superação. Eu acho que elas motivam tanto, sabe? Gostei bastante dessa dica, adorei ter visto sua opinião aqui. 🙂
    Beijo
     Just Carol

    • blogdiadebrilho
      AUTHOR

      Sei como é Carol, também sinto o mesmo quando leio. Que bom que vc curtiu 🙂
      ótimo te ver por aqui 😀
      bjokas

  • marymicucci

    Parece que é a história é bem interessante, fiquei curiosa. http://marymicucci.com

    • blogdiadebrilho
      AUTHOR

      É muito Mary 😉

  • Gabi Barbará

    Nossa Van, que interessante! Você sabia que é bem recomendado por psicólogos a criação de diários pra quem sofre de anorexia? Uma amiga minha infelizmente foi diagnosticada e ela mantém um blog-diario sobre isso. O formato é bem de diario mesmo, com os progressos e as recaídas.

    Escrever certamente ajuda a desabafar e a controlar a ansiedade. E acho que toda familia deveria sempre incentivar as crianças a manterem um.

    bjs de Filipinas,
    Gabi Barbará
    Barbaridades!

    • blogdiadebrilho
      AUTHOR

      Isso, a autora falou que passou por vários progressos e recaídas, normal né?
      Não sabia disso Gabi, curti pra mim foi novidade!
      bjoka

  • blogdiadebrilho
    AUTHOR

    Exatamente Lalá, ele auxilia a gente se cuidar neste aspecto 😉
    bjs

  • kammy

    essa doença é bem triste neh mas parece bem legal o livro =)

    Mil beijinhos
    Kammy
    Comer, Blogar, Amar…

  • blogdiadebrilho
    AUTHOR

    É triste Kammy, não tem como se emocionar.

    Bjoka

  • carollbrasileiro

    Essa doença é tão série e as pessoas acham que é besteira. Na maioria das vezes, doenças psicossomaticas são tidas como ''frescura'', deve ser um livro ótimo!
    Beijos ♡
    Blog: http://carolbrasileiro.com.br/
    Fan Page: facebook/blogcarolbrasileiro

    • blogdiadebrilho
      AUTHOR

      Falou tudo Carol!
      Bjoka

  • @retruchinski

    parece bem interessante!
    Mas preciso ainda ler os que eu comprei recentemente hehe
    beijinhos, Rê http://renatatruchinski.com

    • blogdiadebrilho
      AUTHOR

      Corre com a leitura! Antes que 2014 acabe hahah
      bjs

  • @achopop

    Muito legal você falar de um assunto sério como esse. Beijosssss

    • blogdiadebrilho
      AUTHOR

      Com certeza 🙂
      bjs

  • lIVIA

    gosto mt de livros que exploram problemas psicologicos, gostei de conhecer esse e 160 pags é bem curtinho
    http://www.tofucolorido.blogspot.com.br http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    • blogdiadebrilho
      AUTHOR

      Ótimo, não é?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.