Hoje vou falar de dois escritores nacionais que são mais conhecidos no mundo virtual, mas que são muito competentes:

Eduardo Spohr

Nascido no Rio de Janeiro, estudou comunicação social e trabalhou como repórter. Na infância viajou para outros países e conheceu diversas culturas e conflitos mundiais. Na internet aprimorou seu lado nerd e começou a escrever sua primeira obra “A Batalha do Apocalipse”, tendo uma boa divulgação com a ascensão dos anjos na literatura. Spohr escreve ficcção, fantasia, romance e já colaborou com outras publicações. Sua primeira obra conta a história de Ablon, um anjo caído, que foi obrigado a viver no mundo dos homens por ter se revoltado contra Miguel. Com vários flashbacks e muita história sobre anjos, demônios, paraíso e inferno, o escritor alcançou o reconhecimento dos fãs do gênero. Eduardo Spohr já deu entrevistas para revistas e participou do Programa do Jô.

Obras: A Batalha do Apocalipse (2010); Filhos do Éden: Herdeiros de Atlântida (2011); Protocolo Bluehand: Alienígenas (2011).

Clarissa Corrêa

Ela é de Porto Alegre, e é conhecida na internet por suas frases marcantes e textos que falam sobre os sentimentos e os fatos da vida. Também é redatora publicitária, e, como ela mesma diz, escreve todo tipo de texto. Passou pelas faculdades de Direito e Psicologia, mas resolveu fazer o que mais gosta. “Um Pouco do Resto” é um livro de crônicas, e sua primeira obra publicada. Nele reúne crônicas, algumas de seu blog, que narram sobre a alma feminina. As alegrias, as tristezas, as delícias, as decepções, os amores e os desejos, enfim, descreve o que é ser mulher. Clarissa já deu uma entrevista para o blog (veja aqui), tem uma coluna no site da revista TPM e estará na Bienal do Livro, dia 18 de agosto em São Paulo.

Obras: Um Pouco do Resto (2010); O Amor é Poá (2011); Para Todos os Amores Errados (2011).

Alguma sugestão de escritor nacional?

Beijos e um ótimo fim de semana!