Para assistir: Demolidor

Olá pessoal, como estão? Eu estou tão cansada que acho que nunca fiquei tão feliz com um 21 de Abril como eu estou nesse momento. Graças a Deus semana que vem tem feriado, porque olha, não tá fácil. Mas enfim, vamos ao que interessa. Hoje eu estou aqui para indicar a nova série da Netflix em parceria com a Marvel que foi e está sendo assunto há bastante tempo. Demolidor (Daredevil, 2015) estreou em forma de streaming* na sexta-feira passada e está todo mundo frenético (me inclua aqui! #NoShame) e fazendo maratonas para fugir de spoilers e conferir o mais rápido possível o resultado da parceria.

demolidor 1_

Aos nove anos de idade o jovem Matt Murdock (Charlie Cox) ficou cego por conta de um acidente envolvendo um caminhão que carregava lixo tóxico, fazendo com que seus sentidos se desenvolvesse de uma forma assustadora. Recém formado em Direito, Murdock volta o seu bairro na cidade, a perigosa Hell’s Kitchen. Ele junto com o seu amigo Foggy Nelson (Elden Henson), abrem um escritório de advocacia onde lutam por justiça. Quando percebe que a Cozinha do Inferno não é mais a mesma, Matt decide tentar mudar as coisas com as próprias mãos se transformando no vigilante mascarado do lugar. Porém a presença do novo justiceiro começa a atrapalhar os planos de Wilson Fisk (Vincent D’Onofrio), o chefe de uma grande máfia em Hell’s Kitchen.

Na minha opinião Demolidor já chegou chutando bundas e mostrando a que veio. E fez isso muito bem, aliás. Todo mundo conhece os filmes da Marvel e as séries da TV, mas Daredevil trás um clima diferente. A série é bem mais obscura e definitivamente mais violenta do que já foi lançado pela Casa de Ideias. As cenas de lutas são bem pesadas e muito bem feitas. Quando a cena do corredor no segundo episódio acabou eu estava cansada e destruída junto com Murdock. Eu quis pausar o episódio e aplaudir, porque Jesus, que cena!

demolidor 2_

O personagem de Matt Murdock é construído aos poucos, mas sem se tornar algo chato e didático. O telespectador cresce junto com ele. Os flashbacks do garoto com o pai, as conversas com o padre na igreja, os conselhos que ele recebe de algumas pessoas que passam por sua vida. Tudo é importante para a trajetória do vigilante de Hell’s Kitchen. A série apresenta um herói humano, que não precisa de super poderes ou armaduras para se defender. Matt Murdock é um cara de que bate e apanha. E como apanha! Confesso que tinha momentos que eu só pensava “Meu filho, você tá todo costurado! Saí desse telhado!”. Charlie Cox mostrou para todos que não tá fácil mesmo vestir um uniforme comprado na internet e sair na rua querendo defender a cidade. Eu sentia a dor e o cansaço junto com ele.

demolidor 3_

Como não só de heróis vive uma história, Daredevil também tem os seus personagens secundários que são importantes para o desenvolvimento da série. Os amigos de Matt servem como aviso de que durante o dia ele é apenas o advogado que tem uma vida dupla. Impossível não gostar deles. Agora sobre Wilson Fisk, o grande vilão e conhecido como O Rei do Crime nos quadrinhos, eu confesso que de início achava ele bem estúpido e até forçado em suas atitudes, mas quando continuei assistindo foi aí que eu vi como ele assusta. Eu geralmente gosto muito de vilões, tenho essa queda. Aqui não rolou, eu realmente odiei ele. Sério! O cara dá medo! Parabéns a ótima atuação de Vincent D’Onofrio.

Demolidor está disponível na Netflix e conta com 13 episódios de cerca de 50 minutos cada.

*streaming: todos os episódios foram disponibilizados de uma vez só.

Alguém já assistiu Demolidor? Fez maratona igual a doida que está escrevendo? Porque olha, foram 3 dias frenéticos. O que achou?

Semana que vem tem mais!

Beijos

Olá pessoal, como estão? Essa semana não foi fácil e graças a Deus acabou. Para hoje eu escolhi um filme que eu descobri procurando por trailers no Youtube e adorei logo de cara. God Help The Girl (2014) é um drama e musical britânico que estreou ano passado no Festival de Sundance e ganhou o prêmio especial de Melhor Elenco.

god help the girl 1_

Eve (Emily Browning) é uma jovem que está internada em um hospital psiquiátrico para tratar de distúrbios alimentares. Quando ela foge do hospital para ir ao show da Wobbly-Legged Rat, uma de suas bandas favoritas, em Glasgow, ela conhece James (Olly Alexander), um aspirante a compositor e músico que trabalha como salva-vidas para garantir um dinheiro no final do mês. A amizade deles começa de uma forma despretensiosa e ele então resolve apresentar Cassie (Hannah Murray) para ela, uma menina avoada com o sonho de fazer parte de uma banda.

god help the girl 2_

Eve usa suas composições como uma forma de esquecer todos os seus problemas. Ela então junto com James e Cassie formam uma banda, mesmo que ela não goste de admitir que o som é pop. Eles então contratam vários músicos para ajudarem eles a gravarem suas músicas e se apresentarem como uma banda pela primeira vez, enquanto ela enfrenta sozinha seus problemas e passa por um “relacionamento” conturbado com Anton (Pierre Boulanger), o vocalista da Wobbly-Legged Rat.

O que dizer de God Help The Girl? Bom, eu amei o trailer, então quando assisti ao filme todo foi quase como uma confirmação daquela paixão a primeira vista. Eu sei que algumas pessoas vão ficar com o pé atrás só porque lá em cima eu falei que o filme era um musical. Mas calma! É musical? É! Mas não é um musical bobo e eles também não ficam cantando toda hora sem motivo aparente. E tem toda uma história por trás, não só de música vive God Help The Girl. Por favor, dê uma chance para o filme! Ele me lembra um pouco, mais no estilo, o filme Mesmo Se Nada Der Certo (Begin Again, 2013), que eu falei para vocês aqui ano passado.

god help the girl 3_

Um outro – e maravilhoso –  motivo para assistirem ao filme é o elenco. Eles não ganharam o prêmio no Festival de Sundance a toa. God Help The Girl une vários fandoms. Você gosta de Skins? Bom, tem a Hannah Murray que era da primeira geração da série e o Olly Alexander que participou da sétima temporada nos episódios da Cassie, junto com a Hannah. Você gosta de Game of Thrones? Olha a Hannah de novo. Você conhece a banda Years & Years? Se não conhece procura agora, porque o Olly é o vocalista e o menino tem talento. E a Emily Browning pra mim vai ser sempre a Violet de Desventuras em Série, que eu amo. Enfim, além das referências eles estão fantásticos no filme e a química entre eles é ótima.

(não achei o trailer legendado, desculpa.)

Alguém já assistiu God Help The Girl? O que achou?

Espero que gostem da indicação. Semana que vem tem mais e no domingo tem os links do mês de março!

Beijos