Se eu pudesse adicionar um filme na lista de indicados ao Oscar deste ano, eu teria colocado Animais Noturnos. Assisti ele tem um tempinho e só lembrei agora que eu tinha esquecido completamente de falar pra vocês aqui no blog. É um filme inteligente e muito interessante, envolve mistério, histórias e tem atores de peso no elenco e é basicamente isso que motivou eu assisti-lo. ??

O longa gira em torno de Susan (Amy Adams) uma artista de sucesso, casada, tem uma filha e um dia recebe um livro misterioso escrito pelo ex-marido. A cena de introdução do filme serve visivelmente para chamar atenção, pois mostra mulheres acima do peso nuas e dançando, na verdade são mulheres com muito excesso de pele e peso, usadas na exposição da galeria de Susan, mostrando seu sucesso, algo que não existia quando estava com seu primeiro marido, o escritor Edward (Jake Gyllenhaal).

À medida em que Susan vai lendo o livro, vamos vendo cenas de flashbacks com o casal, mostrando os motivos que levaram a separação e o quanto a protagonista o considerava fraco. No livro, Tony (Jake Gyllenhaal) é um homem que estava viajando à noite com sua mulher e filha, numa estrada deserta e são encurralados por três homens. Todo suspense e angustia que a família vive traz a sensação de desespero e sufoco. O que acontece na estrada marca para sempre a vida de Tony, que depois de muito tempo ainda conta com a ajuda do Xerife local para buscar pelos homens daquela noite.

Aos poucos entendemos como a vida de Susan é vazia. Toda expectativa é construída para uma possível mesclas de histórias paralelas: a do livro e da vida de Susan, mas as histórias não se intercalam como gostaríamos. Outro ponto marcante do filme que é possível perceber, Susan é rodeada por poucas cores, numa estética que dialoga com o vazio de sua vida, sem emoção. As poucas cores que aparecem são escuras e também combinam com sua personagem. Conforme Susan vai lendo a história de Tony, começa a entender que fez escolhas erradas na vida.

Confira o trailer:

Excelente atuação de Amy e Jake, a fotografia do filme é extremamente precisa em suas cores e foco, acho que Tom Ford fez um ótimo trabalho por trás disso. É um filme para quem realmente ama cinema, pois envolve suspense, thriller psicológico criado de uma forma que nos prende do começo ao fim. ??

Já assistiram?

Maratona Oscar: A Chegada

Estava olhando o calendário e vi que falta poucos dias para sabermos qual será o filme premiado. Como ainda tem muitos filmes para resenhar, os posts serão mais rápidos e dinâmicos. O filme de hoje é A Chegada o motivo maior foi pelo fato da atriz Amy Adams ? do que pela própria história em si hahaha. A Chegada é uma ficção científica que faz jus a união e a comunicação, fatores primordiais em qualquer lugar.

O longa gira em torno de Ian Donelly (Jeremy Renner) e Dra. Louise Banks (Amy Adams), uma linguista convocada pelo governo americano para estabelecer contato com alienígenas de uma das 12 naves que pousaram no planeta terra. O medo e o pânico se instalam nas ruas e em toda a sociedade, as redes de televisão registram todo sentimento de medo e receio da população mundial em relação àquela visita. ???

É interessante notar, como Louise se revela ao longo dos acontecimentos, consegue manter a tranquilidade diante de um mistério grandioso não só por ela, como para o seu trabalho e para todos que estão a sua volta. No filme, percebemos a urgência comunicacional em todas as instâncias para entender de fato o que está acontecendo. Quando finalmente o grupo de pesquisadores consegue avançar os contatos com os extraterrestres o longa faz questão de mostrar que isso partiu de um esforço em conjunto com outras nações visitadas.

Ao mesmo tempo que essa trama inteira acontece, Louise é tomada com flashs frequentes por visões dela com a sua filha. No início do filme sua filha, aparece morrendo por causa de um câncer. Mas, afinal eles conseguem resolver o mistério da linguagem dos alienígenas com a sociedade? Deixo a resposta pra quem assistir!

O filme narra uma história interessante marcado por mostrar a comunicação e como entender o próximo para compreender a si mesmo, no fundo é uma reflexão importante para nós. Algumas cenas são bem paradas e isso me fez dormir em alguns momentos hahaha. Mesmo com a boa atuação de Amy o filme não entra na minha lista de favoritos. ?

 Confira o trailer:

 Já assistiram?