E mais uma Maratona Oscar está no ar!! Esta semana a Carol teve trabalhos da faculdade pra fazer e não conseguiu subir os posts. Portanto, a resenha fica por minha conta, 😛 vamos lá? Os escolhidos dessa semana foi Her e Philomena histórias bem diferentes, emocionantes e marcantes ao mesmo tempo.

her-2013-movie-hd-wallpaper

Her, já imaginou você se apaixonar por um sistema operacional de computador? Foi o que aconteceu com o personagem Theodore (Joaquin Phoenix) um escritor solitário que trabalha numa agência publicando cartas pessoais e profundas para outras pessoas. Theodore acaba de separar de sua esposa e para não se sentir tão só compra um avançado sistema operacional que atenda suas necessidades. Enquanto descobre o que existe na máquina que promete ser uma solução e tanto para sua vida, Theo se surpreende com Samantha (Scarlett Johansson) uma voz sexy, sensível e muito engraçada. Ao longo de suas conversas Theo e Samantha criam afinidades e a amizade dos dois fica tão próxima e acaba virando um romance contemporâneo.

O filme mostra muito bem a geração que vive conectada e não consegue deixar o celular/computador de lado. Gostei muito da história me prendeu até o fim. Demorei horrores pra saber de quem era a voz “misteriosa” do sistema operacional. Her é um filme lindo, triste e surpreendente!

Confira o trailer:

Philomena, No ano de 1952, Philomena (Judi Dench) uma Irlandesa engravida na adolescência e logo depois entra para um convento. Philomena cria seu bebê Anthony dentro do convento por algum tempo, até ele ser levado pela adoção por um casal americano. Após sair do convento Philomena começa uma busca pelo seu filho, junto com a ajuda de Martin Sixsmith (Steve Coogan), um jornalista extremamente preconceituoso que escreve histórias russas e acha que as histórias da vida real não merecem ser reconhecidas pelas pessoas. Martin as classifica como “história de interesse humano” ou seja, sem valor nenhum. Ao viajar para os Estados Unidos, Philomena e Martin vão atrás de informações de Anthony. Durante o café da manhã dos dois, Martin encontra na internet uma foto e várias informações sobre a vida de Anthony que ao mudar para o EUA é conhecido pelo nome de Michael. Através desses detalhes e informações Philomena vai atrás das pessoas que conheceram seu filho. No meio dessa busca incessante pela história de Anthony, Philomena descobre que ele já está morto e mesmo assim insiste em saber como e quem era seu filho.

philomena-1

O filme possui uma história incrível, triste e profunda. A personagem Philomena nos mostra que apesar de todos as adversidades e voltas que a vida dá, de alguma forma podemos aprender e levar boas lições com ela. A cena que mais me tocou foi quando Philomena assisti um vídeo de todos os momentos especiais da vida de seu filho, no qual ela não esteve presente.

Confira o trailer:

Vocês já assistiram algum desses filmes? Qual história te marcou mais?

Maratona Oscar: Trapaça

Fala, minha gente! Como vocês estão? Eu tô bem demais, feliz demais, mais do que alegre. Mas ninguém quer saber do meu humor, então eu tô aqui para falar de mais um filme indicado ao Oscar, e a escolha dessa semana foi o que eu menos gostei (para falar a verdade, odiei): Trapaça.

13338178

Trapaça se passa no fim dos anos 70 onde um golpista conhece Sydney Prosser (Amy Adams) que aceita o seu estilo de vida e juntos começam a praticar golpes, além disso Irving Rosenfeld (Christian Bale) leva uma outra vida onde é casado e tem um filho, sua mulher Rosalyn Rosenfeld (Jennifer Lawrence) sabe que o marido trabalha em algo ilícito porém leva uma vida de madame então aceita essa condição. Após algum golpes e muito dinheiro, os vigaristas são pego pelo agente do FBI Richie Di Maso (Bradley Cooper) que faz uma proposta ao casal onde esses tem que ajudar a pegar outros bandidos e políticos para se livrar da cadeia. Eles logo aceitam e após isso vemos os 3 conseguindo dar golpes e prenderem  políticos e mafiosos porém Irvine prepara um último golpe para se livrar de Richie e fugir com a sua amada. Finalmente chegamos ao desfecho onde após perder seu emprego Richie fica sem nada, os  golpistas  resolvem seguir uma vida normal e a mulher(agora ex) Rosalyn  arranja um homem que a ama de verdade.

21058180_20131115121006172.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

O filme tinha tudo para agradar, e até conseguiu, tanto é que foi indicado ao Oscar. No entanto, apesar de eu achar que as atuações foram excelentes, o enredo não me convenceu. Eu fiquei confusa diversas vezes durante o filme, não me prendeu a atenção. Talvez seja só a minha opinião, mas realmente não gostei.

Confira o trailer:

Já assistiram ao filme? Descordam da minha opinião? Deixe nos comentários! Até mais, beijos!