Pesquise aqui...
TOP
Diversos

Intercâmbio: Viajando para Alemanha

alemanha

Hoje vamos acompanhar a história do Victor que escolheu como destino a Alemanha. Victor fez seu Intercâmbio no ano de 2006 mais mesmo assim eu convidei ele pra contar sobre sua experiência. Ele foi pra lá bem novo, tinha 15 anos na época (atualmente 22) para estudar alemão, aproveitou também e conheceu vários países da Europa e pode relatar sobre cada comida, cultura e história sobre os lugares.

DIGITAL CAMERA

1- Como fez pra escolher o lugar do intercâmbio?

Sempre tive uma grande curiosidade em aprender idiomas, estava terminando o curso de inglês e resolvi começar a aprender alemão. Na época, estava com 15 anos e no meio do primeiro ano do ensino médio, depois de alguns meses de curso meus pais perceberam meu interesse e comprometimento. Em um fim de semana qualquer minha mãe perguntou se eu teria a vontade de fazer intercâmbio na Alemanha por um tempo – o “sim” foi imediato. Depois disso, entramos em contato com uma agência especializada e demos início ao procedimento de visto. Não existe uma razão especial, apenas o desejo de conhecer e vivenciar uma nova realidade. No dia 31 de dezembro daquele mesmo ano (2006) embarquei. foi uma experiência e tanto passar a virada do ano no avião, meio sem graça, mas o que me contagiava era saber que iria ficar 7 meses em um mundo totalmente novo – morei em Lohmar uma pequena cidade ao lado de Colônia.

2- Você foi pra estudar e trabalhar?

Fui para estudar, estava matriculado em uma escola secundária (Gymnasium). Gostei muito do lugar e principalmente das pessoa que viria a conhecer.

DIGITAL CAMERA

3- Como as pessoas foram com você?

Na Alemanha e em todos os outros países que estive, senti uma simpatia muito grande das pessoas para com o povo brasileiro, eles têm muita curiosidade de saber como é nosso cotidiano. Como era muito jovem fiquei em casa de família. O curioso é que todos os dias era como se eu vivesse duas realidades muito distintas. A família que me hospedou era extremamente problemática (a mãe era muito instável emocionalmente e os filhos não ajudavam muito), havia um clima de desconforto permanente. Logo no segundo mês já vi os problemas que eram rotineiros naquela casa. Claro que sobrava pra mim também e acredito que isso me atrapalhou um pouco. Poderia ter trocado, mas se assim o fizesse teria de deixar a escola e a cidade onde estava morando. Por isso desisti. O pessoal da escola era ótimo, me dava super bem com os colegas e professores, ir à escola era a melhor parte do dia. Fiz um grande amigo na minha sala e a família dele praticamente me adotou, ele já veio ao Brasil e ainda mantemos um contato bem próximo. Foi uma experiência muito legal apesar dos desentendimentos dentro da família que me hospedou.

DIGITAL CAMERA

4- O que você sentiu falta do Brasil?
Em alguns momentos sentia falta de comer um pão de queijo ou uma feijoada. Quando o clima na minha hostfamily pesava, batia saudades da família. Sabia que aquilo tudo iria acabar, e por isso sempre tinha em mente que deveria aproveitar cada minuto dos meus 7 meses de intercâmbio na Alemanha.
DIGITAL CAMERA
5- Dica de passeios: praias, parques, turismo em geral e compras
 Na minha opinião a Alemanha é o país mais bem localizado da Europa, tive a oportunidade de conhecer 9 países (Alemanha, Suíça, Áustria, Rep. Tcheca, França, Inglaterra, Bélgica, Holanda e Portugal). Lá é muito fácil de se locomover. Trens, vôos de baixo custo possibilitam isso. Na Alemanha acho que é obrigatório conhecer pelo menos Berlim e Munique. O país todo é muito interessante, mas essas duas cidades são muito especiais. Em Berlin, por exemplo, acho imperdível conhecer cada centímetro das imediações do Potzdamerplatz, o Tiergarten e os vários monumentos que permeiam a paisagem da cidade, história contemporânea viva. Já Munique é uma cidade super romântica com parques e lagos, o centro é belíssimo, as Cervejarias, o Parque Olímpico e muito mais. Depois da Alemanha o país que mais gostei foi a República Tcheca, a capital, Praga, possui uma energia que nunca senti em nenhum outro lugar tem um clima místico com lendas e histórias em seus monumentos – além disso algumas cidades do interior do país como Marienbad e Karlový Varý são também passeios imperdíveis.
DIGITAL CAMERA
Pra mim, a Áustria é o que possui as mais belas paisagens naturais, isso devido aos Alpes que cobrem boa parte do país. Portugal é onde se come melhor e com menor custo (vinhos bons e comidas deliciosas), as pessoas são muito cordiais e o país é muito bonito. Paris e Londres são de praxe, lugares fantásticos mas que não se distanciam da proposta da maioria das grandes cidades – o que achei interessante em Londres foi sentir a presença da monarquia com todos os palácios, parques e suvenirs que vendem nas lojinhas. Acho que o principal é adquirir o máximo de informação antes de seguir viagem, isso ajuda a prevenir dores de cabeça e ainda faz com que o viajante possa saber exatamente o que quer e onde quer ir… ir sem informação pode fazer com que você não aproveite de fato o melhor que cada lugar tem a oferecer.
Curti pra caramba a história do Victor e vocês?
Se você viajou para o Exterior e quer participar dessa tag é super fácil, escreve pra cá: diadebrilho@gmail.com vai ser super legal mostrar sua experiência pra todo mundo, beleza?
Beijokas!!
Dia de Brilho

«

»

4 COMENTÁRIOS

  • Pauline

    Nossa, interessante saber que tbm podem ocorrer problemas na família que abriga os intercambistas né? Nunca tinha pensado nesse lado! Que bom que ele conseguiu aproveitar mesmo assim, eu ficaria bem perdida :/

    Bjs!

  • TOMATECOMACUCAR

    Oi Wan, estou adorando acompanhar essas histórias de intercâmbio. Valeu Victor!!!! Beijocas

  • Carolina Barboza

    Oi Wan,
    Que bacana! Meu pai fala alemão e eu vejo que deve ser um idioma bem difícil! hehe Mas deve ser incrível conhecer a Alemanha… Eu adoraria! O bom é que realmente acontece isso que ele falou: os gringos são bem simpáticos com brasileiros 🙂 Muito bacana saber que além de tudo ele soube lidar com os problemas da família. Intercâmbio amadurece a gente DEMAIS!
    Beeeijo Wan,
     Just Carol

  • Diise França

    Que país bacana!
    Fiquei super curiosa para conhecer!
    beijo

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.