Bom dia, leitoras! Para essa semana eu escolhi um dos meus atores favoritos, Jake Gyllenhaal. Suas interpretações, a maioria pelo menos, foram muito bem recebidas pelas críticas, resultando em declarações como a seguinte:

“Gyllenhaal alça o truque difícil de parecer tanto uma pessoa suavemente normal como uma profundamente perturbada, frequentemente dentro de uma mesma cena”

jake-gyllenhaal-1

Os seguintes filmes são os meus dois preferidos de sua longa lista de atuações: Donnie Darko e o Príncipe da Pérsia.

Donnie Darko (2001)

Dirigido por Richard Kelly e produzido por Drew Barrymore.

O que chama a atenção no filme é seu personagem e seus distúrbios mentais, que o fazem ver um coelho gigante chamado Frank que o manda cometer diversos atos de vandalismo. O interessante de tudo o que acontece em decorrência disso – como Donnie enlouquecendo aos poucos, os personagens secundários se interessando cada vez mais por ele e eventos misteriosos – faz parte de algo maior que vocês podem constatar ao assistir o filme!
Donnie-Darko-filmes-cult-e1358515357118

Donnie Darko é um jovem esquizofrênico que teme as mensagens do dia do Juízo Final, ditas por um coelho gigante. O que parece absurdo de início é na verdade uma misteriosa e encantadora viagem pela mente atormentada de Donnie, até o conceito dessa viagem no tempo transformar para sempre a sua percepção da vida e o destino das pessoas que o rodeiam.

Além de abordar viagens no tempo, emprega assuntos como teorias de física quântica somadas às críticas em relação à igreja, o relacionamento familiar, a falta de preparo das instituições de ensino e a professores déspotas que impõe uma ideia sem notar quão alienados e inerentes as regras da sociedade estão.

Donnie Darko (L - R) Jake Gyllenhaal & Jena Malone © Warner Brothers Int TV

O filme é definitivamente uma obra única e peculiar no melhor sentido possível. Não só dentro das experiências sensoriais e visuais além de todos os símbolos e códigos abordados que enriquecem o tema principal.  A cena onde Jake deixa bem claro o quão competente ele é com o seu trabalho é a em que ele está na sala da diretoria e sua diretora fala em voz alta o que ele disse para ela durante a aula. A expressão que Jake faz em seguida é simplesmente genial. Com toda a certeza esse foi o trabalho em que ele se destacou mais e um dos que mais exigiu de sua capacidade. Em minha opinião, uma excelente atuação pelos seus vinte e um anos na época.

Prince of Persia (2010)

O filme é dirigido por Mike Newell, produzido por Jerry Bruckheimer e com roteiro do criador do jogo eletrônico, Jordan Mechner.

Dastan, quando menino, foi encontrado pelo rei no que chamavam de mercado da cidade e devido a bravura que o menino apresentou o Rei se encantou por ele e o adotou. Ainda assim Dastan possui um brilho próprio, é carismático, aventureiro e adora desafios, quase sempre sendo o centro das atenções. Quando um de seus irmãos decide invadir e conquistar um território vizinho, Dastan o apoia na batalha. Quando vencem a guerra Dastan tem em mão uma belíssima adaga, diferente de todas que ele já viu. Esta era guardada cuidadosamente pela princesa de Alamut, Tamina. Porém, Dastan nem imagina que a adaga que ele possui e exibe não é só um simples e belo artefato, ela tem poderes e nas mãos da pessoa errada pode causar sérios problemas.

prince-persia-photo19

Dastan é encarregado de entregar ao seu Pai e Rei uma túnica belíssima, como um presente. A túnica foi envenenada levando o Rei a morte quase que de imediato na frente de todos, obviamente Dastan se torna culpado e acusado de traição o mesmo tem de fugir as pressas com a adaga e a princesa Tamina que insiste em acompanhá-lo para protegê-la.

Nessa jornada, Dastan descobre o verdadeiro poder da adaga e o motivo da princesa ter se empenhado tanto em mantê-la a salvo. Ele percebe então que sofreu um golpe e que estão tentando destruir o reino. Durante o filme, o príncipe procura por provar sua inocência e muitas cenas de ação surgem.

Prince-of-Persia-Film1

Os viciados em jogos de vídeo-game ficaram decepcionados com o filme, assim como aconteceu com  Lara Croft: Tom Raider e outros filmes baseados em vídeo-game. Eu particularmente adorei e achei muito divertido, principalmente por ter uma boa dose de romance e homens da idade média com belos corpos seminus lutando e exibindo toda sua virilidade na ponta de suas espadas.

Pra quem já viu os filmes ou pelo menos um deles, compartilhem com a gente o que vocês acharam. E pra você que ainda não assistiu, boa sessão!

Beijinhos!