Olá pessoal, como estão? Como foi o Carnaval de vocês? O meu foi bem tranquilo. Algumas festas de família, algumas séries e filmes para assistir. E foi isso. Hoje eu trago para você o penúltimo filme da nossa maratona rumo ao Oscar. Selma: Uma Luta Pela Igualdade (Selma, 2014) é um drama baseado em fatos reais.

selma 1_

Em 1964, após receber o Prêmio Nobel da Paz, Martin Luther King Jr. (David Oyelowo) se encontra com Lyndon B. Johnson (Tom Wilkinson), o então presidente do Estados Unidos, em busca de uma lei federal que permita que o negros tenham o direito de se registrar para votar nas eleições. O presidente fala que por enquanto isso não é possível, pois não é uma prioridade. King então viaja para Selma, uma pequena cidade no estado do Alabama que ainda registra muitos casos de segregação e não permite de forma alguma que os negros da cidade se registrem no cartório eleitoral. Em Selma, King, seus amigos e seguidores se encontram com os ativistas da Ação Direta da Liderança Cristã Sulista (SCLC – sigla em inglês) e juntos eles decidem pacificamente confrontar o xerife da cidade na entrada no tribunal.

As coisas não saem como planejado e todos vão presos. Quando todos são liberados da prisão, eles organizam uma pequena passeata noturna, mas os policiais armam uma emboscada que acaba na morte de Jimmie Lee Jackson (Keith Stanfield), um dos ativistas. Como uma forma de fazer justiça e chamar atenção da mídia sobre a forma como os negros estão sendo tratados no Alabama, eles organizam uma marcha de 85 km de Selma até Montgomery (capital estadual do Alabama) com o intuito de conversar com o Governador do estado sobre a situação e para conseguir a aprovação da Lei dos Direitos ao Voto.

selma 2_

Confesso que eu não conhecia nada sobre as Marchas de Selma à Montgomery, mas que conhecia um pouco da história de Martin Luther King Jr. Acredito que Selma tenha mostrado bem os bastidores dessa luta que os negros americanos enfrentaram para conseguir o direito constitucional de votar. A história é triste, mas muito bonita, pois não foi uma luta sem propósitos e mais interessante ainda foi ver que mesmo com tanto racismo na época, eles receberam o apoio de grande parte do país e essas pessoas foram as ruas por eles.

No Oscar a atuação maravilhosa de David Oyelowo como Martin Luther King Jr. e o trabalho de direção de Ava DuVernay foram completamente ignorados pela Academia, e Selma recebeu apenas duas indicações, a de Melhor Filme e de Canção Original, com Glory interpretada por John Legend.

Alguém já assistiu Selma? O que achou?

Amanhã tem o último filme da nossa maratona com a Carol. Espero que gostem.

Beijos

Responde o formulário do blog pra mim? Aqui ó