Há 2 anos atrás resolvi mudar totalmente minha alimentação. Comer mais frutas, verduras, estipular horários para todas as refeições e beber mais água e chá. Ao longo desta mudança na alimentação vários kilos foram perdidos e isso me motivou muito a continuar não só pela estética e sim pela saúde e o bem-estar de se sentir leve e livre para fazer qualquer coisa. 😉

Atualmente, estou com mais preguiça de por a mão na massa, eu falo cozinhar para mim mesma, ás vezes acordo inspirada e faço tudo o que tenho salvo no meu Instagram de receitas fits bem fáceis de fazer (compartilho no stories a receita, segue @Diadebrilho ). A ideia do post é para trocarmos ideias, inspirações e informações para nos alimentarmos cada vez melhor, até porque o corpo agradece diariamente e isso te dá mais motivação de fazer tudo o que precisa: estudar, trabalhar, viajar, ler, correr e se exercitar. Meu Instagram favorito do momento é o do Rodrigo Mendanha tem muitas postagens interessantes!

1- Mude sua cabeça

É por aqui que o primeiro passo deve começar, mudar a forma de pensar sobre sua alimentação. O brasileiro come muito mal: fast-food, doces, frituras, massa e álcool e isso acaba com o nosso organismo. Alguma hora o seu corpo acaba respondendo com alguma gastrite, refluxo, diabetes ou outro tipo de problema de saúde. A dica mais importante que eu aprendi foi entender como nosso corpo funciona com o que comemos diariamente, pesquisar e se informar sobre o que você come e o que compra, realizar exames de sangue e outros específicos, caso o seu médico peça. E esqueça essa ideia de que “eu não preciso me cuidar” por mais que seus exames estejam certos. Preserve sua saúde e seu futuro!

2- Ler rótulos de produtos

Depois de ler muitas informações de como entender rótulos aqui, o que significa proteína, carboidrato, ferro, amido de milho, essas palavras desconhecidas em rótulos de industrializados e produtos em geral no supermercado foi me ajudando a entender sobre calorias. Eu nunca fui louca de ficar contando calorias, mas acho importante entender o que está escrito nos rótulos para você ver como o produto foi feito e ir construindo sua alimentação diária. Até porque tem muito produto falso que se diz “saudável” e vem fantasiado com nomes desconhecidos e contém muita açúcar, sal ou farinha.

Por exemplo, deu uma escorregada na alimentação ao longo do dia com algum doce, massa ou sua comida favorita, vale voltar para as coisas saudáveis que você come sem o menor problema. A data de validade é outro ponto essencial, existem estabelecimentos que não estão nem aí e vende produto vencido. Consciência com o que você coloca na boca, isso vale para alimentos saudáveis e não-saudáveis.

3- Invista nos produtos orgânicos e integrais

Existem produtos naturais, orgânicos e integrais. Ultimamente, os que participam mais da minha alimentação são os orgânicos e integrais. Existe uma grande diferença entre os 3 produtos (entenda melhor aqui). Os produtos naturais são aqueles produtos que não contém ingredientes químicos, como corantes, aromas, conservantes e sabores artificiais, mas por faltar informações específicas você deve observar como seu organismo funciona.

Já os produtos orgânicos são produzidos a partir de matérias primas que foram cultivadas sem a ação de agrotóxicos e respeitando o meio ambiente. Em relação aos produtos integrais, são os produtos produzidos a partir de cereais que não foram processados e que preservam o farelo e gérmen de trigo. O benefício destes produtos são as fibras, nutrientes e vitaminas que o corpo precisa diariamente.

Meu pai vai sempre em uma feira que vende produtos orgânicos aqui em Brasília. As verduras e frutas aqui de casa são orgânicas. Antes comíamos frutas e verduras naturais, hoje só orgânicos, eles são mais saborosos e duradouros. 😉

4- É realmente necessário cortar glúten, lactose, fast-food ou doce?

Virou obsessão isso de cortar glúten, lactose, fruta, fast-food, doce, massa e não comer absolutamente nada. Sei que é um papo chato para todo mundo, principalmente para quem tem alergia ou nenhum problema com os alimentos citados. O que vale é ter um acompanhamento nutricional para entender se precisa mesmo ingerir, cortar ou reduzir totalmente de sua alimentação. Tudo na vida deve ser equilibrado, portanto entenda e pesquise mais sobre o que você deseja cortar de vez da sua vida, conhecer seu metabolismo, seu corpo e ver como tudo funciona ao longo do tempo.

5- Dieta e exercício

Dieta balanceada, restrita, low carb entre outros nomes que as pessoas inventaram por aí. Cuidado com essa moda de dietas loucas, elas podem ajudar mais não funcionam para sempre, tá? Aprenda e adote para sua vida a reeducação alimentar, aprenda a comer comida de verdade, estabelecer horários para o seu dia-a-dia e ver como o seu corpo vai reagir ao longo dessas mudanças. Eu já segui dietas e sempre tive o efeito sanfona, o que melhor funcionou é a reeducação alimentar, segui um plano de vida e adotei para sempre. O difícil é começar depois disso é continuar, quando você parar vai perceber que o seu corpo responde de maneira diferente!

Em relação ao exercício o melhor é procurar o esporte que te faça feliz: natação, corrida, caminhada, musculação, dança ou qualquer outra modalidade. Faça algo que não te deixe com preguiça de fazer, que seja sua hora de prazer diária e que você se sinta bem fazendo isso.

Me alimento e bebo muita água, bem sempre que possível, porque sou formiguinha ás vezes a gente escorrega mais volta para o lugar hahaha. Agora eu só queria que a alimentação saudável tivesse um preço mais econômico. Os produtos não saudáveis ainda ganham no preço e infelizmente a oferta sempre ganha nesta procura.

E você, tem-se alimentado como? Gosta de cuidar da saúde? 😀

Quem acompanha o blog viu que rolaram alguns posts sobre o meu emagrecimento aqui. Compartilhei o meu novo estilo de vida e alguns pedidos de posts surgiram ao longo do assunto. Um deles era reeducação alimentar, papel importante pra quem está querendo emagrecer ou levar uma vida saudável, o que eu acho ótimo. Cuidar do nosso corpo é importante não apenas pela estética e sim pra você ter mais disposição, organização e energia para viver. ??

large-3

Não sou formada em Nutrição, mas o meu processo foi acompanhado por uma nutricionista. Mas, quero dividir algumas dicas que fizeram parte do processo desta mudança na alimentação. E que podem ajudar a você ver a vida mais simples e não colocar tantas desculpas e dificuldades pela frente. Afinal, você quer bons resultados? Faça coisas diferentes e reclame menos!

1) Procure um profissional

Foi a primeira coisa que eu pensei quando decidi mudar. Procurei uma nutricionista e realizei alguns exames para ver como estava meu corpo. Com um profissional acompanhando sua alimentação vai ser essencial para te impedir de fazer dietas milagrosas que causam efeito sanfona e ainda vai te indicar alimentos que vão trazer benefícios.

Outra dica é importante é ler e se informar sobre alimentos industrializados, gordura, açúcar, bebidas, como são fabricados, ler embalagens e ver o valor nutricional de cada um. Aos poucos você acaba se habituando com isso e compra produtos saudáveis para comer.

large-4

2) Carregue sua marmita!

Conheço gente que morre de vergonha de carregar marmita quando sai. Eu pelo contrário, não vejo problema nenhum e sim acho ótimo porque evito comer tanta besteira que vendem na rua. Levo comida, lanchinhos, água para todo lugar que eu vou, assim tenho controle das minhas refeições. Isso é perfeito pra quem adora beliscar o tempo todo, sabe? Fora que você economiza muito e pode gastar este dinheiro com algum alimento que você precisa comer sempre ou até abrir exceção para sua sobremesa preferida! ???

Tenho que confessar que ultimamente, tenho muito cuidado por onde como na rua, fico com aquela impressão que os alimentos não são lavados como deveriam ser.

3) Fim de semana chegou: vou comer tudo!

Peraí, você passou a semana toda se dedicando e agora vai jogar tudo para o alto? Fiz isso muitas vezes nas minhas tentativas de dietas passadas e nunca funcionou e depois o efeito sanfona vinha em dobro. Não vale a pena, acreditem! Algumas dietas são muito restritas, mas conversando com seu nutricionista é possível organizar um cronograma legal para ele liberar suas guloseimas e depois voltar normalmente para sua alimentação saudável. ????

Esse conceito de “dia de lixo” pra mim não funciona mais. Tô com vontade de comer alguma coisa, faço isso. Depois volto pra minha alimentação normal. Por incrível que pareça quando você começa a ver os resultados no seu corpo, sua cabeça começa a entender a função de gula x alimentação.

large-5

4) Alimentação e motivação, devem andar juntas com você!

Quer mudar sua rotina? Carregue algumas estratégias com você para manter a motivação e a disciplina em alta. Hábito é algo que precisa ser trabalhado todos os dias, por isso, vale ler histórias de pessoas que mudaram seu estilo de vida, imagens de inspiração ajuda muito, seja de pratos, celebridades, pessoas praticando exercício. Além disso, faça bom uso de lembretes no celular, mostrando a hora em que você deve se alimentar, beber água ou faça download de aplicativos que possuem esta função.

Chegou naquele peso desejado? Porque não se recompensar com isto? Seja comprando uma roupa nova, viajando, comendo em algum restaurante. Criar metas de curto prazo, ajudam a manter o foco em dia.  ??

5) Resultados em dia? Mantenha a frequência

Faça consultas frequentes com seu nutricionista, para acompanhar seus resultados. Isto deixa qualquer pessoa mais animada e empolgada com a alimentação e todo o seu processo. Manter uma relação saudável com o profissional é fundamental para relatar dificuldades, erros e acertos da sua reeducação alimentar. Para ter sucesso, o segredo é ter as suas metas em dia e acompanhar toda evolução. ???

Se for preciso, chama todo mundo aí da sua casa para mudarem seus hábitos alimentares. Garanto que disposição e alegria não vai faltar quando você ver aqueles kilinhos chatos que te incomodavam antes e hoje não mais.

Dá pra emagrecer e manter uma alimentação em dia, sem neuras e sem culpa. É só querer e mudar!  ??

Tem alguma dica? Você cuida da sua saúde?